Dismenorréia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Dismenorréia

Informação sobre Dismenorréia

Que são as cólicas menstruais?

Muitas mulheres experimentam dor ou desconforto com as suas regras. Na maioria, a dor ou desconforto não é grave o suficiente para interferir com as atividades diárias ou requerem atenção especial. No entanto, para algumas mulheres as regras são muito incapacitantes e problemáticas devido à dor e desconforto que causam. Essas mulheres muitas vezes não freqüentam a escola ou trabalho até se recuperarem, geralmente em um ou dois dias.

Apesar de chato, as regras são raramente dolorosas um sinal de doença real. Se a dor causada pela regra é mais do que um desconforto, você deve consultar o seu médico ou ginecologista.

O que causa cãibras?

As dores são causadas por contrações da parte muscular do útero durante a menstruação. As contrações são desencadeados pela liberação de substâncias chamadas prostaglandinas, que são na verdade um hormônio produzido pela camada mais interna do útero (endométrio).

Como podemos evitar as cólicas?

A melhor coisa que você pode fazer além de acreditar que não está doente, é  manter a forma. Isto pode ser conseguido através de um estilo de vida saudável, exercício físico regular, descanso adequado e, se possível, evitar o stress. Às vezes é útil algumas medicações para alívio da dor, como analgésicos anti-inflamatórios ou o médico ou farmacêutico pode aconselhá-lo.

O que pode o médico fazer?

Primeiro, o médico pode prescrever um tratamento que inclui anti-inflamatórios e contraceptivos orais. Contraceptivos orais eliminam a ovulação, o que reduz a produção de prostaglandinas e, portanto, a dor.

Se a dor da regra não é aliviada por medicação fornecida pelo médico, parece apropriado para fazer uma visita ao ginecologista para investigar as possíveis causas da dismenorréia. Como parte do estudo, o especialista irá realizar um exame ginecológico e pode solicitar alguns exames, como ultra-som, e até, em casos especiais, uma laparoscopia (uma técnica que envolve uma pequena incisão abaixo do umbigo através do qual um tubo é inserido para visualizar a genitália interna).

Se for descoberto que a causa da dor é uma doença como a doença inflamatória pélvica, endometriose ou miomas ou fibromas, o tratamento é específico para este problema.

Possui uma dúvida concreta sobre Dismenorréia? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Dismenorréia

Dismenorréia consiste em dores pélvicas no período menstrual. Embora essas cólicas sejam comuns existem varias doenças que causam desconforto abdominal importante e muitas vezes incapacitante.... Muito importante investigar, examinar e afastar doenças como a Endometriose que sempre evolui quando não é tratada comprometendo também a fertilidade do casal. Na nossa clínica fazemos a investigação e tratamento da Dismenorréia sempre promovendo melhora da qualidade de vida da paciente.
Dr. Gustavo Comodo
Dr. Gustavo Comodo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Cólicas menstruais (dismenorréia) podem ser classificadas como Primárias (desde a primeira menstruação a paciente sente as cólicas) ou Secundária (passou a sentir cólicas em um determinado momento da vida). É importante identificarmos essa diferença pois o tratamento e investigação diagnóstica são diferentes em cada caso.
Dra. Maria Carolina Caporale Madi
Dra. Maria Carolina Caporale Madi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

A dismenorréia também é conhecida por cólica menstrual. Pode ser fisiológica, ou seja, normal, mas em algumas pacientes pode ser um sintoma de outra patologia, como endometriose, miomas. Na presença de cólica devemos proceder uma investigação para identificar se há outras doenças e então individualizar o tratamento para cada paciente.
Dra. Talita Franzner Krindges
Dra. Talita Franzner Krindges Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Farroupilha

Dismenorreia é a dor pélvica, tipo cólica, no período menstrual. Pode ser primária, quando não existem alterações no útero, e está associada a liberação de substâncias chamadas prostaglandinas que causam contrações na musculatura lisa do útero. A dismenorreia secundária pode estar associada á malformações uterinas, endometriose, adenomiose e infecções. O diagnóstico é clinico, ou seja, pelos sintomas e podem ser solicitados exames complementares como o ultrassom transvaginal. O tratamento pode ser feito com anti-inflamatórios não hormonais, anticoncepcionais hormonais ou com o Sistema intra uterino liberador de levonorgestrel (Mirena).
Dra. Roseli Silveira Boava Souza
Dra. Roseli Silveira Boava Souza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Barueri

Dor pelvica em baixo ventre que ocorre durante o ciclo menstrual, que pode ser dividida em intensidade leve, moderada ou intensa e que pode ser primaria, ou seja sem estar associada a algum disturbio ou secundaria a alguma patologia.
Dra. Natalia Castro

Ginecologista

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Dismenorréia?

Nossos especialistas responderam 20 perguntas sobre Dismenorréia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A cólica menstrual possui graduações de dor, mesmo as dores mais fortes, podem ser resolvidas com anti-inflamatórios e analgésicos, avaliação de hábitos de vida, medidas alternativas. Nesse caso, parece que a dor está te incapacitando para as suas funções habituais. Precisa marcar um ginecologista que ele avaliará as possíveis causas, pela anamnese, exame clínico e de imagem, além de avaliar outras medicações para ajudar nesse momento.

  • 16
  • 16
  • 29
Dra. Aparecida Monteiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Rio de Janeiro

Olá. O anticoncepcional não aumenta as varizes. A presença de varizes não contra-indica o uso do anticoncepcional. A presença de varizes está mais associada a fatores genéticos e hereditários do que com o uso do anticoncepcional. A presença de cólicas menstruais de forte intensidade, dor na relação sexual e dor pélvica faz o médico pensar em endometriose. O ultrassom e ressonância não descartam completamente presença da endometriose. No entanto, descarta a possibilidade de endometriose moderada e grave. Nos casos em que existem sintomas exuberantes ou falha do tratamento com uso do anticoncepcional, a laparoscopia deverá ser discutida. Isto é, se sua qualidade de vida e bem estar não melhorar com o tratamento medicamentoso, a cirurgia por laparoscopia poderá ser avaliada. Nunca inicie um anticoncepcional sem a ajuda do seu médico. Nem todas as mulheres podem usar qualquer anticoncepcional e essas medicações podem estar associadas a eventos graves como trombose.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 7955
  • 2991
  • 7855
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Marcar consulta

Olá. A presença de dores pélvicas, cólicas menstruais intensas e dores na relação obriga o médico a descartar a endometriose. A exclusão deste diagnóstico de endometriose não deve ser feito apenas pela história clínica e pelo exame físico. Os exames de sangue podem ser necessário. Os exames de imagem como ultrassom e ressonância nuclear magnética pode ser necessários. Em alguns casos, a laparoscopia pode ser necessária. Geralmente o diagnóstico da endometriose é menosprezado o que pode ter grandes implicações sobre a sua qualidade de vida, sobre o seu bem estar e sobre o seu futuro reprodutivo. As medicações anticoncepcionais e hormonais podem lhe ajudar no controle das suas cólicas. Nunca inicie uma medicação anticoncepcional sem a ajuda do seu médico. Essas medicações podem estar associadas a eventos graves como trombose. Nem todas as mulheres podem usar qualquer anticoncepcional. Converse com o seu médico. Esclareça suas dúvidas.

  • 7955
  • 2991
  • 7855
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Marcar consulta

Olá! Desde que não esteja anêmica a alimentação é normal. Precisa avaliar os motivos desse sangramento prolongado !! À disposição Abraços

  • 196
  • 26
  • 88
Dra. Elaine Iunes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geriatra, Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 20 perguntas sobre Dismenorréia