Distúrbios Menstruais - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Distúrbios Menstruais

Os especialistas falam sobre a Distúrbios Menstruais

As razões dos distúrbios menstruais estão relacionadas com a ausência da menstruação (amenorreia) e ao sangramento uterino anormal. Alterações hormonais e lesões no útero, podem ser a causa desses distúrbios como: sinéquia uterina, mioma, adenomiose, pólipo, hiperplasia endometrial, ectopia cervical e câncer de útero. Se não houver lesões no útero, deve ser investigado desordens em outros órgãos como: ovário, fígado, tireoide, adrenal, hipófise hipotálamo e distúrbios da coagulação do sangue. A investigação diagnóstica através da consulta, exames laboratoriais e de imagens permite identificar a causa do problema para direcionar o tratamento que inclui desde o uso de hormônios até cirurgias.
Dr. Jose Alexandre Portinho
Dr. Jose Alexandre Portinho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista, Nutrólogo

|

Rio de Janeiro

Distúrbios menstruais podem ser causados por vários motivos: alterações hormonais, problemas na estrutura do útero (ex: mioma, pólipo), infecções (ex: clamídia, endometrites, HPV), problemas no colo uterino (ex: pólipo, HPV, vaginites), alterações na tireóide ou prolactina, ausência de ovulação, etc. Portanto, na presença de alterações da menstruação, é necessária uma consulta com exame físico completo, coleta de exame papanicolau, ultra-som endovaginal, exames de sangue, e em alguns casos, exames da secreção vaginal.
Dra. Paula Guastaferro Magalhães
Dra. Paula Guastaferro Magalhães Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Belo Horizonte

Os distúrbios menstruais ou sangramento uterino anormal são os padrões menstruais que fogem da normalidade. O padrão menstrual são menstruações com intervalo entre 25 e 35 dias, duração entre 3 e 7 dias e volume entre 30 e 80 g. As causas do sangramento uterino anormal podem ser diversas: estruturais (mioma, polipo, adenomiose, hiperplasia ou malignidade) e não estruturas (coagulopatia, disfunção ovulatória,endometrial, idiopática e não classicada). O diagnóstico e baseado na historia clínica, exame físico, uso de medicações, dosagens hormonais e exames de imagem como o ultrasom. O tratamento é direcionado, individualizado e baseado na correção a alteração encontrada.
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Ribeirão Preto

As irregularidades no ciclo menstrual como ausência de menstruação ou sangramento uterino excessivo são os distúrbios que mais afetam as mulheres na idade reprodutiva. O desequilíbrio na produção dos hormônios estrogênios e progesterona em geral são os causadores dessas irregularidades porém em alguns casos podem ser consequência de problemas psíquicos ou estresse físico. Além do exame físico ,alguns exames serão necessários para se descobrir a causa tais como dosagens hormonais e US pélvico. O tratamento portanto vai depender da causa encontrada. Por isso é de grande importância que diante de atrasos menstruais ou sangramentos anormais a procura pelo ginecologista para o tratamento adequado.
Dra. Maria Luisa dos Santos Rodrigues
Dra. Maria Luisa dos Santos Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Luis

Ver mais

Tem perguntas sobre Distúrbios Menstruais?

Nossos especialistas responderam 42 perguntas sobre Distúrbios Menstruais.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Existem muitos tratamentos para melhorar seus sintomas. O ideal é você procurar o seu ginecologista

  • 844
  • 201
  • 7860
Dr. Fabiano Malzac Franco

Ginecologista

Rio de Janeiro

Vários fatores podem provocar o atraso ou a irregularidade menstrual. O uso prolongado de anticoncepcionais sem intervalos; alterações do funcionamento da tireóide (hipo ou hipertireoidismo); o uso de medicamentos de ação no sistema nervoso central (Sertralina, Diazepan, Fluoxetina) e alterações na produção de hormônios reprodutivos feminino (Síndrome de Ovários Policísticos, Menopausa Precoce, Transição Menopausal, Hiperprolactinemia, etc). Fundamental procurar seu médico para correta avaliação e exames auxiliares.

  • 18
  • 12
  • 43
Jairo Iavelberg Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá querida! Pode sim! Alguns distúrbios da menstruação podem não estar relacionados apenas a sangramento e cólica! A TPM, insônia, dor de cabeça e nas pernas são sintomas comuns dessa alteração hormonal! Existem tratamentos naturais e até medicamentoso dependendo do grau e a intensidade dos sintomas das pacientes! Procure seu ginecologista e converse com ele sobre seus sintomas! Seja bem vinda à Clínica Ellas

  • 181
  • 269
  • 163
Alyk Vargas Alcobia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá. O DIU hormonal ou de cobre são excelentes métodos de anticoncepção com riscos de falha de 2 a 5 gravidezes a cada 1000 mulheres por ano (risco de 0,2 a 0,5%). O DIU hormonal terá duração de 5 anos enquanto o de cobre de 5 a 10 anos. Com o DIU hormonal você poderá ficar a maior parte do tempo sem menstruar enquanto o de cobre pode aumentar o volume menstrual e as cólicas. Ambos não atrapalham a relação sexual, não geram corrimento, não provocam infecção, não são abortivos, não provocam danos ao útero e não reduzem a fertilidade. Quando você quiser engravidar, é só tirar o DIU. A única coisa que não se promete com o DIU é a melhora da TPM. Apenas 20% das mulheres que utilizam o DIU hormonal apresentam melhora desse sintoma enquanto com o DIU de cobre você não terá ajuda nenhuma mas também não irá piorar. Neste sentido, talvez o DIU não seja o melhor método para você. Talvez o implante seja mais interessante. A psicoterapia e medicações como fluoxetina podem ajudar na TPM.

  • 2085
  • 1134
  • 1201
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 42 perguntas sobre Distúrbios Menstruais