Diverticulose Cólica - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Diverticulose Cólica

Os especialistas falam sobre a Diverticulose Cólica

Os divertículos do intestino grosso são pequenas "sacos" ou hérnias que aparecem na parede intestinal, principalmente em pacientes acima de 50 anos. Podem ser silenciosos e não causar sintomas ou podem causar sangramento intestinal e a inflamação do intestino, chamada "diverticulite", que pode ser grave e até fatal. O tratamento depende da gravidade da doença e pode envolver cirurgia para retirada do intestino comprometido. Essa cirurgia também pode ser feita por videolaparoscopia com uma melhora recuperação em relação a técnica convencional.
Dr. Daniel Hortiz de Carvalho Nobre Felipe
Dr. Daniel Hortiz de Carvalho Nobre Felipe Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Coloproctologista

|

João Pessoa

Divertículos são projeções na luz intestinal como se fossem "sacos", que podem ser assintomáticos ou sintomáticos, na minoria dos casos. A incidência aumenta com a idade e dietas ricas em açúcares refinados e carne vermelha e pobre em integrais. Podem causar sangramento, perfuração e infecções, a chamada diverticulite aguda, que ocorre em 10-20% dos casos, e pode variar desde uma forma branda tratada clinicamente, até formas mais graves com necessidade de cirurgia de urgência. A maioria dos pacientes com divertículos não necessita de tratamento e a cirurgia eletiva (aberta ou por video) está reservada para os casos de diverticulite de repetição, a depender da idade e doenças associadas.
Thais Yuka Takahashi
Thais Yuka Takahashi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã oncológica, Coloproctologista

|

São Paulo

Tem perguntas sobre Diverticulose Cólica?

Nossos especialistas responderam 5 perguntas sobre Diverticulose Cólica.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A presença de divertículos é um achado comum e benigno, são pequenas saculações que formam na parede do intestino grosso pela herniação da mucosa e submucosa (camadas mais internas da parede intestinal). O cuidado necessário é uma alimentação rica em fibras para prevenir constipação que pode levar a impactação de conteúdo fecal nos divertículos e inflamação dos mesmos. No quadro agudo, caracterizado por febre, dor abdominal e alteração do hábito intestinal com sangramento, deve-se procurar um serviço de emergência ou seu médico;

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 139
  • 36
  • 71
Dra. Danielle Menezes Cesconetto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã oncológica

São Paulo

Marcar consulta

Podem ser apêndices epíploicos, focos de endometriose ou apenas alterações da parede intestinal. A colonoscopia comprovando não haver diverticulos podemos ficar despreocupados. Uma avaliação clínica e verificar sintomas são fundamentais.

  • 599
  • 115
  • 508
Dr. João Bergamasco

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Manaus

A presença de divertículos no intestino grosso é, em sua ampla maioria, assintomática e não requer tratamento, não causando quaisquer transtornos ao paciente. Eventualmente, alguns pacientes podem ter sensação de distensão abdominal, dor localizada mais à esquerda e constipação, mas tudo isso deve ser analisado juntamente com seu médico, antes de serem atribuídos a doença diverticular.

  • 475
  • 58
  • 174
Thais Yuka Takahashi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã oncológica, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

É a presenca de projeções da mucosa para fora da luz do intestino, como se fossem “saquinhos”. É uma condição que aumenta conforme a idade e na grande maioria dos casos, assintomática. Em geral, os casos sintomáticos se devem a complicações da doença como sangramento, perfuração ou infecção, requerendo tratamento clínico ou cirúrgico.

  • 475
  • 58
  • 174
Thais Yuka Takahashi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã oncológica, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 5 perguntas sobre Diverticulose Cólica