Minha sogra está apresentando sinais de alzheimer, gostaria de saber q...

Visto que a doença tem fases, o mais indicado é que ambos profissionais sejam acionados, assim, os sintomas podem ser aliviados e a progressão do quadro pode ser mais lenta, aumentando a qualidade de vida da Sra, sua sogra. O tratamento farmacológico é indicado, mas saliento a importância da promoção, por parte dos familiares, do cuidado para manter estimulação cognitiva, social e física, pois desta forma, há manutenção das habilidades e, com isso, maior funcionalidade.

Olá, primeiramente seria interessante procurar um geriatra, é este especialista pode ver se precisa de um neurologista ou um psiquiatra. Mas o que seria importante é ela fazer um acompanhamento com um psicólogo também. Abraços.

Sinceramente há casos que tão claramente são ou claramente não são Alzheimer ou outras demências que buscar um neuropsicologo seria uma despesa a mais. Além disto, nenhuma das demências é diagnosticavel sem exames complementares e uma avaliação ampla de saúde, algo que quem faz é o médico. Qualquer uma das três especialidades deverá ser apta ao diagnóstico. O geriatra, no entanto, que dará um cuidado integrado às outras doenças que o paciente possa ter, do diabetes, coração ou artrose dos joelhos, além de que por excelência nós cuidamos do paciente, muito além da doença. Isto dito, frequentemente detectamos nestes casos a necessidade do envolvimento de outros profissionais, como o psicólogo, o terapeuta ocupacional, o fisioterapeuta, o nutricionista, sempre de forma individualizada. Finalmente, também com frequência detectamos quadros de estresse ou depressão do cuidador familiar, por vezes antes mesmo de que ele perceba. Experimente descobrir a geriatria!

Considero o médico que já acompanha o idoso, o mais indicado para avaliação inicial, caso ela não seja acompanhada por nenhum médico, um Neurologista com especialidade na doença é o mais indicado neste momento.

Prezada!
Uma equipe multidiciplinar a ajudará neste momento que começa detectar alguns déficits cognitivos.
Para auxilia-lá faça uma avaliação neuropsicólogoca para uma investigação das funções cognitivas para verificar quais trantornos, ou demências que ela está manifestando.
Abraços

Olá, a Doença de Alzheimer precisa ser tratada com uma equipe multiprofissional. Neste momento inicial o importante é um bom diagnóstico, pois os sinais de Alzheimer se confundem com muitas outras patologias. O médico que já acompanha a paciente é um bom começo, pois terá o histórico clinico para se basear, mas um geriatra também acredito que é uma ótima opção, como o colega colocou, é um profissional que dará um cuidado integrado às outras complicações que idade pode trazer.
O psicólogo neste momento é muita ajuda, tanto para o paciente quanto para a família, a nova condição do paciente precisa ser introduzida na família. Abraço, Daniela.

Olá, sugiro que procure primeiro um neuropsicólogo, por meio de testes verificará o potencial de cada área cognitiva, depois encaminhará para o neurologista com um relatório detalhado. Isso ajuda bastante no diagnóstico e possível medicação.

O primeiro passo é avaliar essa suspeita com um neurologista. Posteriormente ter um geriatra de confiança pode ser fundamental, pois eles tem conhecimentos específicos de doenças típicas da terceira idade. Nesta fase é sempre bom investigar, pois existem outras demências típicas da terceira idade que também comprometem a memória. Um esquecimento aparentemente comum pode não ser avaliado corretamente e quanto antes o tratamento for realizado melhor.

Olá! nesse caso aconselho os três. Paz e Bem!

Se voce dispõe de recursos financeiros é aconselhavel que busque tratamento multifuncional (equipe), porém começando pelo neurologista, o qual identificará a evolução da demência por meio de exames e encaminhará para o neuropsicólogo, o qual confirmará o resultado por meio de diversos testes e em seguida emitirá um Laudo Neuropsicológico. Com Laudo na mão voce voltará ao médico neurologista que procederá a medicamentação e poderá encaminhar para outros profissionais.

Olá,
Sugiro que vc procure um neurologista para uma elucidação diagnóstica, afinal, os sintomas podem indicar outras tipos de doença. Uma vez diagnosticada, é possível um planejamento de cuidado e, muito provavelmente, será necessário uma equipe multidisciplinar, com profissionais não médicos, como psicólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta.
Boa sorte.
Abraços

Olá. Nos quadros demenciais, como a Doença de Alzheimer afetam diretamente a rotina e a qualidade de vida do sujeito e da família. Requer suporte psicológico e, além da avaliação do neurologista e geriatra que o acompanhará durante todo o percurso da vida dele. Sempre que acompanho idosos, ofereço a opção de atendimento psicológico domiciliar (vc pode buscar um mais próximo que dê este suporte), principalmente devido a dificuldade de mobilidade e orientações necessárias à família e cuidadores. Sempre faço parceria de atendimento com o geriatra e o terapeuta ocupacional com experiência em clínica com idosos.

Ver as 87 perguntas sobre Doença de Alzheimer

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Doença de Alzheimer?

Nossos especialistas responderam 87 perguntas sobre Doença de Alzheimer.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.