Doenças Da Vesícula Biliar - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Doenças Da Vesícula Biliar

Os especialistas falam sobre a Doenças Da Vesícula Biliar

Doenças da vesícula, em especial a colelitíase (cálculo na vesícula biliar), é a cirurgia mais realizada pelo cirurgião geral e mais especificamente pelo cirurgião digestivo. Atualmente o procedimento é realizado sem cortes, em poucos minutos e o paciente recebe alta no dia seguinte. Sempre que um cálculo na vesícula for identificado procure o quanto antes um cirurgião para uma avaliação. O atraso na realização de uma cirurgia de vesícula pode trazer um resultado bastante ruim, com complicações temidas e de difícil resolução.
Dr. Eduardo Larchert Guimarães
Dr. Eduardo Larchert Guimarães Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Salvador

A "pedra na vesícula", cujo nome científico é colelitiase, atinge uma parcela da população. Alguns pacientes podem ter esse distúrbio da vesícula e não apresentar sintomas. Outros, no entanto, podem apresentar quadros de dores abdominais associado a náuseas e vômitos e que, normalmente, piora com a alimentação. Ao apresentar esses sintomas, o paciente deve realizar uma Ultrassonografia de abdome para identificar se há ou não problema na vesícula biliar. Para saber mais, marque uma consulta com a gente e tire todas suas dúvidas.
Dr. Rodrigo Martins de Paiva Sales
Dr. Rodrigo Martins de Paiva Sales Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Fortaleza

Tem perguntas sobre Doenças Da Vesícula Biliar?

Nossos especialistas responderam 53 perguntas sobre Doenças Da Vesícula Biliar.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Uma dor subcostal esquerda associada a distensão abdominal pode ser, simplesmente, sintomas de "gases", pois logo abaixo da costela fica o ângulo esplênico do cólon, que quando distendido, pode comprimir o diafragma e gerar esse desconforto. No entanto, se o sintoma está recorrente, é necessário realizar alguns exames de imagem para descartar patologias relacionadas ao baço, rins, estômago e cólon, antes de se fechar a diagnóstico. E uma vez, concluindo que se trata apenas de intenso meteorismo intestinal (gases), deve-se avaliar se há causas para isso, como alguma intolerância alimentar. Na maioria dos casos, um controle com dieta anti-fermentativa soluciona bem o problema. Quanto à vesícula, essa fica do lado direito e como você já operou, não há com que se preocupar em relação a ela. À disposição para maiores esclarecimentos.

  • 131
  • 23
  • 116
Dra. Fabiana Orozco Corrêa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

Bom dia. A maioria dos pólipos é vista nos exames de ultrassonografia abdominal em pessoas sem sintomas que possam ser atribuidos a vesicula biliar. Nessa situacao a regra geral é apenas acompanhar com consultas e ultrassom os pólipos de tamanho igual ou inferior a 1,0 cm. A preocupacao que prevalesce é a possibilidade do polipo representar um tumor, que aumenta com o tamanho do mesmo. A questao relativa aos sintomas as vezes nao é obvia de responder e nao ha exames que substituam um discernimento de medico e paciente sobre se o que se sente pode ser ou nao consequencia da vesicula biliar. Isso serve tanto para calculos como para polipos. Nessas duas situacoes tamanho e quantidade (sua pergunta) nao sao necessariamente requisitos para se ter sintomas. De todo modo, seja qual for seu caso, a descoberta vai fazer voce ser acompanhado e esse problema resolvido sem maiores transtornos. Voce pode ficar tranquilo.

  • 28
  • 16
  • 29
Dr. João Odilo Gonçalves Pinto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo

Fortaleza

Marcar consulta

Aumento de tamanho de pólipo de vesícula é considerado fator de risco para neoplasia. O acompanhamento deverá ser mantido com nova imagem em 6-12 meses. Pólipos maiores de 1cm ou que dobrem de tamanho, ou que estejam acompanhados de cálculos ou sintomas são indicações para retirada da vesícula.

  • 307
  • 80
  • 179
Dr. Marcelo D'Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Significa que o tamanho dela está dentro da normalidade.

  • 307
  • 80
  • 179
Dr. Marcelo D'Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 53 perguntas sobre Doenças Da Vesícula Biliar