Doenças do cabelo - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Doenças do cabelo

Os especialistas falam sobre a Doenças do cabelo

Os cabelos possuem uma função protetora e também estética. Infecções por fungos, bactérias, além de fatores genéticos, medicamentos e doenças sistêmicas (problemas de tireóide, por exemplo) podem levar a queda dos fios. O tratamento deve ser iniciado logo para evitar que a perda de cabelo seja definitiva.
Dra. Paula Corrêa

Dermatologista

|

Recife

A queda dos fios faz parte do ciclo natural do cabelo. Dessa maneira, é uma condição fisiológica. No entanto, algumas situações podem aumentar de forma significativa a taxa de queda, tais como alterações hormonais, anemia, alguns medicamentos etc. Além disso, algumas doenças podem causar áreas de falha bem delimitadas. Tintura e alisamento podem danificar a estrutura do fio, que fica muito mais vulnerável à quebra. As várias afecções do couro cabeludo e dos fios devem ser avaliadas e tratadas por um médico dermatologista capacitado.
Dra. Vivian Barzi Loureiro
Dra. Vivian Barzi Loureiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

|

São Paulo

Existem várias causas, como a falta de vitaminas, doenças metabólicas, cirurgias, estresse e fatores genéticos. A causa deve ser sempre investigada e o tratamento é realizado com medicação tópica e oral. Pode-se associar Microagulhamento como adjuvante ao tratamento.
Dra. Alessandra Toledo
Dra. Alessandra Toledo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

|

São Paulo

Há mais de 100 tipos de doenças que podem acometer o couro cabeludo, elas podem se manifestar com somente queda de cabelos, alteração da haste dos fios, áreas parecidas com cicatrizes no couro cabeludo, inflamação, surgimento de lesões parecidas com espinhas, descamação, entre outras. Há ainda várias doenças sistêmicas (que acometem o corpo todo) que tem algumas manifestações no couro cabeludo. Atualmente vários profissionais não médicos tem se “aventurado” nesta área sem o devido conhecimento e oferecendo tratamentos caros e ineficazes. O dermatologista é o médico especializado nestas doenças e cada dia mais esta área dentro da dermatologia se desenvolve.
Dra. Fernanda H Mello de Souza Klein
Dra. Fernanda H Mello de Souza Klein Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

|

Curitiba

Alopecia fibrosante frontal é uma doença inflamatória crônica que causa perda permanente de pelos (alopecia cicatricial). A doença tornou-se um fenômeno crescente em todo mundo. Afeta principalmente mulheres brancas após a menopausa, porém, cada vez são mais frequentes os casos em mulheres mais jovens e em homens. A causa não está esclarecida, mas parecem estar envolvidos fatores genéticos, hormonais, imunológicos e ambientais. A doença se caracteriza, principalmente, por uma perda de cabelo progressiva e definitiva, em faixa, geralmente, na linha anterior dos cabelos. Com o tempo, o paciente começa a ter a sensação de que a testa está aumentando.
Dra. Fabiana Caraciolo
Dra. Fabiana Caraciolo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

|

Campinas

Ver mais

Tem perguntas sobre Doenças do cabelo?

Nossos especialistas responderam 81 perguntas sobre Doenças do cabelo.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá! Queda de cabelos pode ter diversas causas. É importante que você consulte um Dermatologista, que vai te examinar e solicitar os exames indicados para o seu caso.

  • 53
  • 22
  • 61
Dra. Juliana Pires Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista

Salvador

Existem alopécias onde o foliculo do pêlo se mantém portanto ainda há chances de nascer o cabelo e outras onde ele acaba morrendo ficando com uma alopécia definitiva.

  • Obrigado 5
  • 1 especialista está de acordo
  • 48
  • 23
  • 122
Dra. Karen Von Kossel

Dermatologista, Médica clínica geral

São Paulo

Olá, os médicos tricologistas saonosndermatos dedicados aos cabelos procure um pra te tratar. Disponha.

  • 551
  • 109
  • 447
Dr. Danilo Talarico Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista, Especialista em Medicina Estética

Campinas

Marcar consulta

Algumas mudanças do nosso organismo afetam o relógio biológico dos folículos pilosos, inclusive dietas restritivas e perda de peso. O paciente percebe isso como um aumento da queda dos cabelos. A isso é dado o nome de eflúvio telógeno. Geralmente a queda acentuada dos cabelos é percebida 3 meses após o evento desencadeante, pois este é o tempo para o folículo passar para a fase telógena. O diagnóstico é dado pela anamnese, exame clínico, dermatoscopia e investigação por exames laboratoriais para investigar carências nutricionais ou outras doenças (p.ex. alterações hormonais). O tratamento é direcionado para a causa quando esta é encontrada. Geralmente o eflúvio telógeno tende a se resolver 6 meses após o término ou correção da causa desencadeante. Em caso de persistência dos sintomas, denominamos eflúvio telógeno crônico. Em todos os casos, o dermatologista pode ser de extrema ajuda para diagnosticar e tratar tal condição.

  • 40
  • 18
  • 43
Alexandra Peres Paim Pedra e Cal Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dermatologista, Médica de família

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 81 perguntas sobre Doenças do cabelo