Doenças Do Sistema Digestório - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Doenças Do Sistema Digestório

Os especialistas falam sobre a Doenças Do Sistema Digestório

A endoscopia digestiva alta é o exame mais indicado para a avaliação do esôfago, estômago e duodeno. Sintomas como dor abdominal, queimação, refluxo, náuseas e vômitos, sangramentos, etc podem ser indicações de realizar esse exame para elucidação diagnóstica. A endoscopia é fundamental para diagnosticar lesões malignas nesses órgãos, assim como para detecção da bactéria H. pylori, relacionada a várias patologias gástricas.
Dr. João Paulo Aguiar Ribeiro
Dr. João Paulo Aguiar Ribeiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista

|

Fortaleza

Os procedimentos endoscópicos que avaliam o Aparelho Digestivo necessitam uma preparação prévia.Exame Endoscopia Alta, que auxilia no diagnóstico e tratamento de doenças do Esôfago, Estômago e Duodeno implicam em fazer um jejum mínimo de 8-12 horas antes do procedimento.Exame Colonoscopia, que auxilia no diagnóstico e tratamento de doenças do Reto, Sigmóide, Intestino Grosso e Ileo implicam em período de jejum além de dieta específica e uso de medicamento laxativo que ajudará a limpar os intestinos. A Colonoscopia é realizada sob anestesia e para maior segurança, o paciente deverá passar por uma avaliação clínico-cardiológica,onde será realizado o Risco Cirúrgico.
Dra. Marcia Baptista
Dra. Marcia Baptista Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista

|

Rio de Janeiro

A colelitiase (cálculos na vesícula biliar) é a patologia cirurgica mais prevalente do aparelho digestivo, seguida pelas hérnias da parede abdominal, doença do refluxo gastroesofageano / hérnia do hiato esofageano, doença diverticular complicada, apendicite, hemorragia digestiva baixa, etc. Atualmente realizamos a maioria dessas cirurgias por via videolaparoscopica, com mínima morbidade para os pacientes e rapido retorno as atividades habituais. O baço (esplenectomia), as adrenais (adrenalectomia), o fígado (hepatectomias), as vias biliares (derivação biliodigestiva), o intestino delgado (enterectomias), os colons e reto (colectomias/ proctectomias), são tratados por videolaparoscopia.
Dr. Carlos Bernardo Cola

Cirurgião geral, Oncologista

|

Rio de Janeiro

A Cirurgia do Aparelho Digestivo consiste no tratamento das doenças que acometem todos os órgãos que participam do processo de digestão dos alimentos, incluindo-se portanto o esôfago, estômago, fígado, via biliar, pâncreas, baço, vesícula biliar, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. Preparada para consultas personalizadas, explicação adequada de seus sintomas e programação de tratamento, prático agendamento de cirurgias; disponibilidade integral para solução de dúvidas.
Dra. Simone Reges Perales
Dra. Simone Reges Perales Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

|

Campinas

Ver mais

Tem perguntas sobre Doenças Do Sistema Digestório?

Nossos especialistas responderam 57 perguntas sobre Doenças Do Sistema Digestório.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá. O que poderá estar acontecendo é uma má digestão/quebra dos alimentos e refeições as quais você vem ingerindo. Nestes casos, gosto de trabalhar com enzimas digestivas para auxiliar no processo de recuperação. Você não deve ficar sem se alimentar, muito menos ingerir apenas líquidos. Tente fracionar suas refeições ( pelo menos de 3h em 3h). Coma em pequenas quantidades. Nas grandes refeições como café da manhã, almoço e jantar, evite consumir manteiga, leite integral, carnes vermelhas e feijões. Consuma queijos magros e iogurtes desnatados se possível, coma carne de frango e peixe. Controle a quantidade. Nos intervalos das refeições adicione frutas ou suco de frutas. Evite neste período alimentos como repolho, cebola, brócolis, pimentão, pepino. Para ajudar também na digestão, faça chá de hortelã, com a própria folha e tome antes e após almoço e jantar. Espero ter ajudado.

  • 5
  • 5
  • 13
Dra. Bianca Santos Giacomini

Nutricionista

São Paulo

Os arrotos ou eructação não costumam sinalizar nenhum problema de saúde. Eles acontecem porque os gazes ingeridos durante a alimentação (aerofagia) ou produzidos no processo de digestão de alguns alimentos (fermentação) que não são totalmente absorvidos, precisam ser eliminados. O excesso no entanto pode sinalizar um aumento da aerofagia, má digestão de alguns alimentos ou serem decorrentes da Azia decorrente de Refluxo Gastro Esofágico. Avalie sua alimentação e seu ato de comer. Alimente-se com refeições mais leves de fácil digestão, evite conversar durante a refeição, mastigue bem e coma devagar, e evite se deitar logo após a refeição. Sugiro que procure um gastroenterologista para descartar ou tratar o RGE ou qualquer outro problema de ordem clínica e procure um nutricionista para ajudá-lo na reeducação alimentar, que incluirá a mudança de hábitos alimentares e do ato de comer.

  • 41
  • 80
  • 108
Gisele Vieira

Nutricionista

Vamos lá. As pessoas engolem mais de 30 litros de ar por dia, mas o tubo digestivo expelem esse ar de forma imperceptível. Quando há distúrbios funcionais por causa de inflamações formam-se espasmos e o ar fica retido, daí o incômodo. Há que se fazer um diagnóstico competente para saber o que está errado e desfazer esse espasmo. O uso de antigás, tipo simeticona, só faz piorar o quadro.

  • 28
  • 0
  • 1
Geraldo Siffert Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

A causa principal é a aerofagia, ou seja engolir ar. Comer devagar, não ingerir líquidos às refeições. Falar menos e procurar ficar de boca fechada são procedimentos simples que ajudam muito.

  • 28
  • 0
  • 1
Geraldo Siffert Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 57 perguntas sobre Doenças Do Sistema Digestório