Esteatose hepática - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Esteatose hepática

Os especialistas falam sobre a Esteatose hepática

A esteatose hepática consiste no acumulo de lipídeos (gordura) no citoplasma das células do fígado. Em geral é determinada por ingesta abusiva de bebidas alcoólicas, excesso de peso, diabetes mellitus e outras causas menos frequentes. Seu diagnóstico é feito em geral por meio da ultrassonografia. A esteatose hepática pode se apresentar como esteato-hepatite que em certos casos pode evoluir para cirrose.
Dr. Marcelo José Antunes Sette
Dr. Marcelo José Antunes Sette Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Recife

A esteatose hepática é o acúmulo de gordura no fígado e pode ocorrer por várias causas como o uso de álcool, hepatites virais e, mais comumente, alterações no metabolismo da insulina. Quando não tratada pode evoluir com inflamação do fígado (esteato-hepatite), cirrose ou câncer hepático. O tratamento vai depender da causa e quando esta for relacionada ao metabolismo, na maioria da vezes, faz-se necessário o controle de fatores de risco como o diabetes ou a intolerância à glicose, o colesterol ou triglicérides alto e a obesidade.
Fabio Luiz Maximiano
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

|

São Paulo

O paciente será abordado clinicamente de forma ampla, considerando os todos processos associados (fatores metabólicos relacionados às doenças hepáticas). O tratamento é individualizado e também envolve a adoção de conceitos em saúde assim como medicação e monitoramento do tratamento através de enzimas hepáticas. O objetivo é evitar que o processo de "esteatose" progrida de forma acelerada podendo levar o indivíduo às complicações mais temidas como a cirrose hepática. Demais questões relacionadas ao contexto da saúde também serão abordados para a saúde completa do indivíduo.
Gustavo Camargo Silverio

Geriatra, Médico clínico geral

|

Belo Horizonte

Esteatose hepática ou infiltração gordurosa no fígado ou gordura no fígado doença normalmente causada por excessos alimentares ou medicamentos, é identificada por alteração nas enzimas hepáticas (GGT, TGO, TGP) e confirmada com ultrassom de abdômen total; pode ser revertida com a mudança dos hábitos alimentares e estilo de vida, o tratamento deve ser feito em conjunto por nutricionista e endocrinologista.
Dra. Pollyanna Del Vecchio Morete
Dra. Pollyanna Del Vecchio Morete Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nutricionista

|

Paulínia

Também conhecida como "gordura no fígado", a esteatose é atualmente a doença crônica mais comum do fígado. Na maior parte das vezes, a esteatose não gera sintomas, mas apesar disso pode levar a complicações graves como cirrose e câncer de fígado. O atendimento de pacientes com esteatose é voltado para determinar as causas da doença, avaliar o risco de progressão para cirrose e câncer de fígado através de diversos exames, decidir se é necessária biópsia do fígado e identificar o melhor tratamento para cada paciente.
Dr. Rafael Oliveira Ximenes
Dr. Rafael Oliveira Ximenes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

|

Goiânia

Ver mais

Tem perguntas sobre Esteatose hepática?

Nossos especialistas responderam 48 perguntas sobre Esteatose hepática.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A perda de peso é essencial para o tratamento da esteato-hepatite, no entanto algumas outras medicações podem auxiliar neste processo reduzindo a resistência à insulina além de ajudar a diminuir a inflamação hepática causada pelo acúmulo da gordura.

  • 742
  • 276
  • 819
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

São Paulo

Marcar consulta

Esteatose é o acumulo de gordura no fígado com as transaminases normais (tgo/tgp). No caso da esteato hepatite, além da gordura apresenta inflamação com elevação da transaminase. Esta inflamação pode em alguns casos, ao longo de anos evoluir para uma cirrose.

  • Obrigado 5
  • 1 especialista está de acordo
  • 198
  • 47
  • 465
Dr. Dionisio Avanza de Azevedo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista, Gastroenterologista

Vila Velha

Marcar consulta

Entenda a gordura no fígado como uma alteração reversível, mas que merece atenção pois 20-30% dos pacientes têm inflamação e fibrose no fígado, podendo evoluir para cirrose com o passar dos anos. Sugiro marcar consulta com um gastro/hepatologista, pois existem avaliações de grau de fibrose, estratificação de risco, avaliação de inflamação para ver a necessidade de medicamentos. Várias orientações e mudanças precisam ser feitas. A perda de peso é essencial. Mas tenha muito cuidado com fórmulas milagrosas e modinhas de dieta, principalmente com alta difusão em mídias sociais. Elas podem trazer riscos. Na página da nossa clínica existe um texto explicando.

  • 251
  • 51
  • 146
Dr. Marlone Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Campinas

A primeira coisa é não subestimar a esteatose hepática como muitos fazem pois ela pode causar inflamação e fibrose no fígado em um terço dos casos, havendo evolução para cirrose hepática, mesmo na ausência do álcool. Existem protocolos de avaliação de risco da sua esteatose e o médico mais capacitado para este seguimento é o Hepatologista Clínico. Agende uma consulta. Não deixe seu fígado sofrendo pois as consequências a longo prazo podem ser desagradáveis.

  • 251
  • 51
  • 146
Dr. Marlone Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Campinas

Ver as 48 perguntas sobre Esteatose hepática