Febre - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Febre

Os especialistas falam sobre a Febre

A febre é o aumento da temperatura habitual do corpo. Não adianta apenas sentir calafrios ou suar muito à noite e achar que está com febre. Não existe “febre interna”, nem “princípio de febre”. Consideramos febrícula a temperatura axilar entre 37,3°C e 37,8°C e febre quando maior que 37,8°C. Idosos ou pacientes imunodeprimidos podem apresentar hipotermia no lugar de febre (temperatura axilar abaixo de 35°C). A maior causa de febre é infecciosa, mas existem outras causas como insolação, doenças autoimunes, câncer, reação a medicamentos ou vacinas. Quando o foco infeccioso não está bem definido o diagnóstico é um desafio e o médico mais indicado para este estudo é o Infectologista.
Dra. Keilla Mara Freitas
Dra. Keilla Mara Freitas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

|

São Paulo

Tem perguntas sobre Febre?

Nossos especialistas responderam 14 perguntas sobre Febre.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Esse quadro pode ter inúmeras causas. O melhor é ter um acompanhamento bem proximo com seu pediatra e caso ele ache necessário encaminhar a um pneumologista para investigar a causa.

  • 97
  • 58
  • 111
Dr. Leandro Dimasi Buck Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Pediatra

São Paulo

Marcar consulta

Não. Tal temperatura de 36.5 é tida como normal em seres humanos. Febre é considerada à partir de 37.8. Sugiro procurar o pediatra ou imunologista.

  • Obrigado 13
  • 1 especialista está de acordo
  • 44
  • 9
  • 206
Luciane Farias Sena

Psiquiatra

Belém

Bom dia. Você deve procurar um atendimento médico adequado para ser avaliado(a), pois são muitas as possibilidades. O médico que o(a) atender irá colher sua história, examiná-lo(a) e solicitar exames, se achar necessário, para esclarecimento diagnóstico. Evite o "auto-diagnóstico" e sobretudo a "auto-medicação".

  • 21
  • 1
  • 26
Prof. Regis Mariano de Andrade Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá! Pode ser um clínico geral, um geriatra ou um infectologista.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 63
  • 26
  • 126
Dra. Izabella Safe

Infectologista

Manaus

Ver as 14 perguntas sobre Febre