Fibromialgia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Fibromialgia

Informação sobre Fibromialgia

O que é fibromialgia?

Fibromialgia (anteriormente fibrosite) é uma doença "reumática" frequente, em que os sintomas são causados ??nos músculos, tendões e ligamentos nas articulações, e cujo desconforto pode persistir por meses ou mesmo anos, embora os tecidos afetados não sofram danos irreversíveis.

Qual é a causa da fibromialgia?

A causa é desconhecida. Pesquisas indicam que pacientes com fibromialgia, possuem um distúrbio do sono que podem ser detectados através do estudo das ondas cerebrais no eletroencefalograma (EEG).

Você pode desenvolver fibromialgia se um distúrbios do sono for constante. Assim, qualquer causa de problemas de sono podem levar a este transtorno. Por exemplo, pessoas com artrite podem desenvolver fibromialgia, porque a dor e o desconforto da doença subjacente podem levar a alterações nos padrões de sono (isso é chamado de fibromialgia secundária). Problemas emocionais e depressão também podem desencadear o seu aparecimento. O problema que ocorre é que quando você começar o desconforto da fibromialgia é perturbado o sono, provocando um ciclo vicioso de dor e exaustão que pode levar à depressão.

Em alguns pacientes o aparecimento da fibromialgia pode estar relacionada a trauma ou um acidente recente. Isso é chamado de fibromialgia reativa.

A pesquisa indica que a fibromialgia também pode estar associada com a falta de produção de hormônio do crescimento pela glândula pituitária ou falta de exercício.

Quem está em risco?

Fibromialgia tem algumas semelhanças com a síndrome da fadiga crônica (pós viral) ou encefalomielite miálgica (ME). No entanto, os pacientes com EM têm história de infecção viral, menos dor e são mais cansadas e letárgicas que as pessoas com fibromialgia.

Quais são os sintomas da fibromialgia?

A dor pode afetar quase a totalidade do corpo e às vezes é graves o suficiente para alterar sua vida. Pontos sensíveis em áreas específicas são apontados como a área externa dos cotovelos, ombros superiores, tórax anterior superior, parte interna dos joelhos, etc.

Pessoas que sofrem de fibromialgia podem parecer boas, apesar de ser subjetivamente errado. Pacientes tem geralmente dificuldade em acordar, mesmo que tenham dormido bem não melhoram com o passar do dia. Cansaço também pode flutuar ao longo do dia. Alguns pacientes podem notar uma falta de energia que são difíceis de realizar um trabalho completo dia doméstico, ou fazer compras.

Outros sintomas incluem a má circulação ou sensação de sensação subjetiva de inchaço nas mãos e pés que não são realmente inchadas. Eles também podem notar formigamento nos dedos das mãos e dos pés com um sentimento de "adormecer" e sensação de ter de mover as pernas, especialmente durante o sono.

Pacientes muitas vezes se sentem humor, irritado triste e baixa. Eles podem sofrer dores de cabeça, dificuldade de concentração, esquecimento e do cólon irritável ou bexiga urinária, que na prática significa por dor abdominal e períodos alternados de diarréia e constipação e micção freqüente. As mulheres também podem ter dor com o seu período.

Como pode a fibromialgia ser diagnosticada?

Nenhum teste único, como exames de sangue ou raios-X podem permitir dignosticá-la. O médico pode suspeitar da doença pelos sintomas do paciente e a ausência de danos estruturais, inflamação ou inchaço das articulações no exame físico. A presença de áreas dolorosas em partes do corpo, bem como a história de fadiga e distúrbios do sono podem ajudar o médico fazer o diagnóstico.

Os médicos costumam fazer exames de sangue ou até mesmo raios-X para excluir outras doenças com sintomas similares aos da fibromialgia e síndrome da fadiga crônica ou ME, em que exames de sangue mostram frequentemente passado ou recentes de infecção viral.

Que outras doenças têm sintomas semelhantes?

As seguintes doenças têm sintomas semelhantes aos da fibromialgia e devem ser excluídos no exame físico ou análise de laboratório e raios-x:

  • Hipotireoidismo
  • Polimialgia reumática, que é uma doença inflamatória reumática que afeta principalmente pessoas com mais de 55 anos. Estes pacientes, ao contrário daqueles com fibromialgia têm maior taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) no sangue.
  • Pacientes com uma doença auto-imune chamada síndrome de Sjogren têm, frequentemente, fadiga e dor generalizada que pode imitar a fibromialgia. Mas esses pacientes também apresentam ressecamento e grittiness nos olhos, boca seca e inchaço das glândulas salivares. Exames de sangue também ajudar a confirmar o diagnóstico de síndrome de Sjögren.
  • Como o que acontece com síndrome de Sjögren, outras doenças como a artrite reumatóide e lúpus eritematoso pode inicialmente parecer uma fibromialgia. Mas depois de alguns meses, o verdadeiro diagnóstico geralmente é clara e os testes podem ajudar a confirmar o diagnóstico e excluir a fibromialgia.

Como a doença progride?

Ocasionalmente, a doença desaparece após meses ou mesmo anos, mas geralmente continua ao longo dos anos. Pacientes com fibromialgia devem saber que a doença não causa danos permanentes nas articulações, lesões ósseas ou incapacidade permanente. Não aumentou o risco de artrite nos anos posteriores da vida.

Quais são os tratamentos disponíveis?

Embora não seja uma cura, muito pode ser feito para aliviar os sintomas, especialmente com a ajuda da família do paciente e médico.

  • Analgésicos podem ser úteis em diferentes classes, começando com o mais suave como paracetamol. O mais poderoso, com codeína só deve ser utilizado quando são testados e analgésicos não são eficazes.
  • Drogas anti-inflamatórias, os AINEs também chamado, como o ibuprofeno, também pode ser útil, mas é mais utilizado apenas quando analgésicos falharam, porque eles muitas vezes têm efeitos colaterais como úlceras do estômago e outros problemas.
  • Quando uma ou duas áreas particularmente dolorosos, como a área externa dos cotovelos, lateral do quadril ou ombro pode ser útil a injeção de um anestésico local e esteróides (cortisona). O colar cervical só deve ser utilizado para obter alívio por períodos curtos, o uso prolongado não é recomendado, pois provoca rigidez e fraqueza muscular.
  • Perturbação do sono é um grande problema, mas é melhor evitar, porque o hábito pílulas para dormir formando. Os antidepressivos podem ser eficazes, mesmo que a pessoa não é verdadeiramente deprimido, melhorando o sono e quebrar o círculo vicioso do distúrbio do sono e dor. Antidepressivos são receitados com mais freqüência na fibromialgia incluem a amitriptilina e fluoxetina. Tenha em mente que seu efeito não é imediato e leva de dois a três meses para desenvolver o seu efeito benéfico. Amitriptilina deve ser iniciado com dose baixa e aumentar lentamente ao nível exigido.

Recomendações

A maioria dos pacientes aprendem a viver com fibromialgia.

  • Os pacientes geralmente são incentivados a fazer exercícios aeróbicos regulares ou natação para melhorar a aptidão física. Técnicas de relaxamento e exercícios físicos regulares ajudam a melhorar os padrões de sono. O conselho útil inicial de um fisioterapeuta dirá os exercícios mais adequados.
  • Os pacientes devem evitar certos medicamentos, como descongestionantes, excesso de álcool, chá ou café, especialmente se tomadas no final da tarde.
  • É também benéfico  controlar o estresse, comer saudável e manter a perda de peso.
  • Deve tomar os medicamentos recomendados pelo médico, tendo dito isso, se há efeitos colaterais inaceitáveis.
  • A família deve entender a doença e dar ao paciente o apoio necessário para superar o desconforto.

O que pode o seu médico?

Seu médico de família pode fornecer apoio e aconselhamento.

Qual é o prognóstico de pacientes com fibromialgia?

Embora em um pequeno número de pacientes a doença seja de curta duração, a maioria continua a sofrer os sintomas durante meses ou mesmo anos. No entanto, em geral, os pacientes aprendem a controlar sua doença. Eles podem encontrar ajuda nos grupos de apoio e associações de pacientes com esta doença.

Possui uma dúvida concreta sobre Fibromialgia? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença de sintomas variados, desde dores musculares e tendinosas de forma localizada até queixas difusas e da esfera psíquica, como depressão, ansiedade, perda de memória, insônia, fadiga extrema, esgotamento. A dor e desconforto incompatível com o estímulo de dor (alodínia), dormências e formigamentos (parestesias) e um quadro de hiperalgesia (situação em que as respostas ao estímulos de dor são amplificadas) caracterizam a fibromialgia.O tratamento é multimodal e demanda várias frentes (bloqueios químicos, fisio e psicoterapia, etc). Lembrar sempre que o paciente deve ser polo ativo no seu tratamento, reconhecendo o caráter crônico da dç. e valorizando cada conquista.
Dra. Ana Luiza S. Goes
Dra. Ana Luiza S. Goes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Medicina Física e Reabilitação, Neurologista

|

Rio de Janeiro

Mais comum em mulheres. O paciente tem dores geralmente descritas "por todo o corpo" aliada a um sono não repousante, isto é, já acorda cansado e indisposto e com o corpo todo dolorido. A dor não melhora com analgésicos. Não existem sinais físicos de inflamação, por exemplo, não há inchaço, calor ou vermelhidão em nenhuma junta do corpo. Exames de sangue buscando fazer o diagnóstico de algum reumatismo estão todos normais. Se o diagnóstico correto seguido pelo tratamento adequado não for logo feito o paciente pensa ter algo grave e entra em depressão. O diagnóstico é feito pela história e por minúcias encontradas no exame físico. O tratamento via de regra é bem sucedido.
Dr. Irineu Umberto Librenza
Dr. Irineu Umberto Librenza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médico clínico geral

|

Paranavaí

Fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dores generalizadas pelo corpo todo, sono não reparador ( que não faz a paciente estar descansada no dia seguinte ) interferindo na auto-estima e qualidade de vida da pessoa . Acomete principalmente mulheres na segunda e terceira décadas de vida. No entanto, qualquer faixa etária pode ser acometida . A avaliação clínica é fundamental para o diagnóstico não havendo exames subsidiários que corroborem para tal. Tratamento baseia-se em medicações apropriadas associadas às atividades físicas adequadas para a doença e orientações comportamentais .
Dr. Lucien Henri Beltrao Coelho da Paz
Dr. Lucien Henri Beltrao Coelho da Paz Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Reumatologista

|

São Paulo

A fibromialgia é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Comumente a fibromialgia cursa com sintomas de fadiga, intolerância ao exercício e sono não repousante. O fisioterapeuta é fundamental para melhorar a qualidade de vida destes pacientes.
Dra. Carina Bezerra Rocha
Dra. Carina Bezerra Rocha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Fisioterapeuta

|

São Paulo

A Fibromialgia é uma doença que leva a dor no corpo todo, nos músculos e nas articulações, além de cansaço, alterações no sono e no humor, como depressão e ansiedade. Procuro ouvir e entender todas as queixas dos pacientes e explicar o motivo delas. Também procuro explicar aos familiares a doença, pois infelizmente, ainda há muito preconceito e informações equivocadas que a dor não seria real. Com o tratamento adequado, os pacientes melhoram muito da dor e podem ter uma melhora importante da qualidade de vida.
Dra. Luciana Muniz
Dra. Luciana Muniz Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Reumatologista

|

Brasília

Ver mais

Tem perguntas sobre Fibromialgia?

Nossos especialistas responderam 118 perguntas sobre Fibromialgia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A Fibromialgia é uma síndrome dolorosa caracterizada por apresentar diversos sinais e sintomas como; dor crônica. pontos dolorosos a palpação, alteração na qualidade do sono, fadiga, rigidez matinal, sensação de edema em extremidades (mãos , pés , tornozelos) não confirmado pelo médico ao exame, síndrome do colon irritável (diarréia persistente), parestesias (sensação de formigamento em mãos e pés), memória e concentração alteradas, cefaléia (dor de cabeça), piora dos sintomas com o frio.

  • 4
  • 6
  • 69
Dr. Marcio do Nascimento Silva

Reumatologista

Niterói

A Fibramialgia pode ser melhorada com psicoterapia e com acupuntura e na maior parte dos casos há fatores emocionais envolvidos no problema que precisam ser trabalhados para a melhora da qualidade de vida do sujeito que sofre das dores.

  • 15
  • 9
  • 6
Dra. Ariella Silberman Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Niterói

Marcar consulta

Olá, Um dos critérios diagnósticos da fibromialgia é a dor generalizada. Quando pensamos em dor com locais mais afetados devemos nos alertar a outros diagnósticos diferenciais. Mas, não é recente a preocupação com o grande número de diagnóstico de fibromialgia. Em 2010 houve uma completa reestruturação dos critérios diagnósticos, alertando que a dor generalizada é apenas um desses critérios. Soma-se a dor critérios tais como: fadiga, distúrbio de sono, rigidez matinal, alterações de humor, entre tantos outros. Estou escrevendo isso apenas para lhe alertar que o diagnóstico de fibromialgia tem sido muitas vezes supervalorizado, deixando de se procurar outras condições que podem trazer mais riscos.

  • 14
  • 4
  • 9
Daniel Amorim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Medicina Física e Reabilitação

Goiânia

Marcar consulta

Olá. A Duloxetina é um dos melhores tratamentos e um dos mais estudados em fibromialgia. Existem inúmeros casos de sucesso com esta na fibromialgia. Infelizmente alguns eventos adversos podem surgir no tratamento. Algumas estratégias podem ser usadas até que você se acostume. A primeira é iniciar com doses baixas de 30mg, tomar junto com a principal refeição, pode ser usado um medicamento para nauseas na primeira semana, etc. O ideal é procurar o seu médico e tentarem juntos uma maneira de você não descartar esta medicação sem tentar resolver estes sintomas de adaptação. Após adaptação ele costuma ser uma das medicações com menor impacto no peso, na libido, na cognição. Vale a pena tentar, desde que sejam manejados adequadamente estes efeitos colaterais que você relatou. Um abraço.

  • 9
  • 9
  • 5
Dr. Bruno Raposo Barros Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Florianópolis

Marcar consulta

Ver as 118 perguntas sobre Fibromialgia