Gengivite - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gengivite

Os especialistas falam sobre a Gengivite

A gengivite é a doença periodontal que se limita à gengiva, que inflama devido à presença de placa bacteriana que se forma ao redor dos dentes e da gengiva. Normalmente, com uma visita ao dentista para uma profilaxia, uma correta escovação e uso do fio dental, a doença regride, uma vez que o osso e o tecido conjuntivo que sustentam os dentes ainda não foram atingidos. Os principais sintomas da gengivite são: - Sangramento após a escovação ou uso do fio dental - Gengiva levemente inchada e avermelhada. Se não for tratada, a gengivite pode progredir para periodontite, caracterizada por atingir os tecidos de sustentação dos dentes, onde o osso vai sendo reabsorvido devido à infecção.
Dra. Ana Carolina Matos

Dentista

|

Rio de Janeiro

A gengivite consiste na inflamação do tecido gengival que rodeia o dente. Esta inflamação é causada geralmente pela acumulação de placa. Se não for tratada a tempo, ela pode evoluir e passar a ter uma forma mais crónica de doença periodontal, conhecida como periodontite, uma das principais causas da perda de dentes nos adultos. Em geral, a gengivite é indolor, portanto, no caso de apresentar qualquer sinal ou sintoma, visite a seu odontologista para uma avaliação adequada e determinar um plano de tratamento.
Dra. Diana Valadares
Dra. Diana Valadares Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dentista

|

Salvador

É a inflamação do tecido gengival, pode ocorrer sangramento expontâneo ou na escovação ou no uso de fio dental. Quando não tratada adequadamente pode evoluir para doença periodontal. Muita gente não sabe, mas manter a gengiva saudável pode evitar diversos problemas como : infecções renais e pulmonares, endocardite bacteriana, diabetes, hipertensão entre outros. Consulte o seu dentista.
Dra. Fabiana Lisboa
Dra. Fabiana Lisboa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dentista

|

Rio de Janeiro

Gengivite - uma inflamação da gengiva - é o estágio inicial da doença da gengiva e a mais fácil de ser tratada. Como posso prevenir a gengivite? Uma boa higiene bucal é essencial. A limpeza profissional também é extremamente importante, pois uma vez que a placa se acumula e endurece (ou torna-se tártaro), apenas o dentista pode removê-la. Você pode prevenir a gengivite da seguinte maneira: Escovação correta e uso apropriado do fio dental para remover placa e restos de alimentos, e do controle do aparecimento de tártaro; Alimentação correta para garantir nutrição adequada; Evitar cigarros e outras formas de tabaco; Ir ao dentista regularmente.
Dr. Daniel de Barros Itikawa

Dentista, Terapeuta complementar

|

Goiânia

Gengivite é uma inflamação da gengiva. É o estágio inicial da doença periodontal e, portanto, mais fácil de ser tratada, porém, se não tratada, pode progredir e causar complicações mais graves. O acúmulo de placa no longo prazo, causado por higiene deficiente pode levar ao aparecimento de um depósito duro chamado popularmente de tártaro, que fica preso no dente, podendo gerar perda óssea, entre outras complicações de saúde. O controle da placa bacteriana e a remoção dos fatores que retêm placa (restaurações em excesso ou infiltradas) são fundamentais para a saúde do paciente. A motivação do paciente quanto aos cuidados é um dos itens chave para o sucesso do tratamento e manutenção da saúde.
Rafael Vieira
Rafael Vieira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dentista

|

Salvador

Ver mais

Tem perguntas sobre Gengivite?

Nossos especialistas responderam 12 perguntas sobre Gengivite.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A gengivite normalmente está relacionada aos maus hábitos de higiene, com exceção de alguns casos. Durante o tratamento ortodôntico devido a maior dificuldade de higienização é comum que ocorram focos de gengivite, pórem na maioria dos casos com uma correta higienização (escovação+ escova interdental + passa fio) associada a limpezas realizadas pelo cirurgião dentista tendem a melhorar. É imprescindivel, durante o tratamento limpezas periodicas.

  • 6
  • 5
  • 4
Dra. Carolina Marino

Dentista

São Paulo

Olá. O mais importante é ter uma boa técnica de escovação. O enxaguante sozinho, sem boa escovação não age bem. Há enxaguantes também que não são para uso rotineiro. Marque consulta dentista.

  • 569
  • 584
  • 335
Dr. Diego Limoeiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião buco-maxilo-facial, Dentista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

A gengiva é um epitelio, e como tal esta sujeito a traumas físicos e ou quimicos! Já tive pacientes com a gengiva inflamada pelo uso de um novo creme dental ou as cerdas de uma nova escova, as vezes mais dura que a anterior ou quando os movimentos de escovação estão um pouco agressivos.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 35
  • 19
  • 15
Eric Motta Peçanha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dentista

São Paulo

Marcar consulta

Olá. O melhor tratamento para a gengivite é escova e fio dental usados da maneira correta. O Periogard ajuda apenas no início, quando você está ainda se adaptando à maneira ideal de higienizar. O Flancox é um anti-inflamatório, é usado para artrite sim, mas também pode ser usado para outras coisas, além de também ter efeito analgésico. A gengivite é uma inflamação da gengiva, talvez seja esse o motivo. Mas saiba sempre que o que realmente vai resolver é você adaptar a sua forma de usar a escova e o fio dental para ter sempre gengivas saudáveis.

  • 428
  • 237
  • 193
Dr. Daniel Roberto De Assis Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Dentista

Americana

Marcar consulta

Ver as 12 perguntas sobre Gengivite