Gravidez de risco - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gravidez de risco

Os especialistas falam sobre a Gravidez de risco

As doenças que mais frequentemente causam uma Gravidez de Risco em nosso meio são a Hipertensão arterial (pressão alta) e o Diabetes. Estas 2 doenças estão diretamente relacionadas com o sobrepeso ou obesidade materna, além do ganho de peso exagerado anormal durante a gravidez. A melhor forma então, de tentar prevenir/evitar estas patologias seria planejar antecipadamente a gestação e passar em consulta médica pre-gestacional, procurar uma nutricionista para adequação do peso corporal e manter uma dieta saudável aliada a prática de atividade física já anteriormente a gestação.
Dr. Roberto Buenfil de Faria
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Classificamos habitualmente o acompanhamento da gestante como Pré Natal de baixo risco ou de alto risco. É importante observar que toda gestante deve ser acompanhada por profissional habilitado pois não existe " Pré Natal sem risco". Um bom acompanhamento é essencial para a saúde da mãe e do bebê. Consideramos gestação de alto risco qualquer alteração da mãe ou do bebê que necessite de maior cuidado. Causas mais comuns são: Pressão Arterial alta, Diabetes Mellitus, Miomas uterinos, Asma, doenças da coagulação, doenças da tireóide, gestação gemelar entre outras.
Dra. Denise de Moraes Theodosio
Dra. Denise de Moraes Theodosio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

A morbimortalidade materna e perinatal continuam ainda muito elevadas no Brasil, incompatíveis com o atual nível de desenvolvimento econômico e social do País. Sabe-se que a maioria das mortes e complicações que surgem durante a gravidez, parto e puerpério são preveníveis. Fazemos o pré-natal e o parto de gestante de alto risco.
Dr. Tadeu Batista Pereira de Carvalho

Ginecologista

|

Goiânia

Uma gravidez é considerada de risco quando após exames médicos o obstetra verifica que existe alguma probabilidade de ocorrer a doença ou morte da mãe ou do bebê durante a gravidez ou na hora do parto. Quando é diagnosticada a gravidez de risco é importante seguir todas as orientações médicas, é necessário um acompanhamento detalhado e cuidadoso por um médico obstera especializado.
Dr. Marcelo Ponte Dias
Dr. Marcelo Ponte Dias Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

É aquela gestação na qual a gestante apresenta alguma doença ou condição de saúde que demande uma atenção diferenciada, com informações, exames e cuidados além daqueles de rotina. Você encontrará um profissional sempre atualizado com os profissionais de ponta em todo o mundo, de forma que os tratamentos sempre serão os melhores disponíveis.
Frederico Vilanova Monken
Frederico Vilanova Monken Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Belo Horizonte

Ver mais

Tem perguntas sobre Gravidez de risco?

Nossos especialistas responderam 36 perguntas sobre Gravidez de risco.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Converse com seu médico e tire todas suas duvidas. Se necessário peça uma segunda opinião. Conforme a colega disse acima, lembre-se que passar uma gravidez com depressão maior pode ser mais arriscado para voce e o bebe do que realizar um tratamento adequado. Depressão é uma doença seria que envolve todo o funcionamento do organismo! Lembrar também que algumas depressões, dependendo da gravidade podem ser tratadas somente com psicoterapia, sem medicações. tudo de bom prof david

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 719
  • 933
  • 2155
Prof. Dr. David De Lucena Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Fortaleza

Sim é possível mas precisa fazer um diagnóstico da causa destas alterações, se há uma alteração cromossômica com estudo genético do bebê. Seguimento como Ultra-sonografia seriada e pesquisa de outras malformações. Afastar aloimunização pelo fator Rh negativo materno. Converse com seu médico.

  • 840
  • 732
  • 2424
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá! O método mais eficaz para avaliar o risco de parto prematuro é a medida do comprimento do canal endocervical e não do orifício. Se abaixo de 2,5 cm existe um risco aumentado e o uso da progesterona está indicado. A medicação não muda a medida do colo, mas diminui o risco de prematuridade.

  • 11
  • 0
  • 3
Dra. Ana Carolina Moreira Ramiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Águas Claras

Marcar consulta

Utilzamos 10 mm como valor de referência. Como o seu exame deu um valor limítrofe sugiro controle ultrassonográfico.

  • 11
  • 0
  • 3
Dra. Ana Carolina Moreira Ramiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Águas Claras

Marcar consulta

Ver as 36 perguntas sobre Gravidez de risco