Gravidez de risco - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gravidez de risco

Os especialistas falam sobre a Gravidez de risco

Uma gravidez é considerada de risco quando após exames médicos o obstetra verifica que existe alguma probabilidade de ocorrer a doença ou morte da mãe ou do bebê durante a gravidez ou na hora do parto. Quando é diagnosticada a gravidez de risco é importante seguir todas as orientações médicas, é necessário um acompanhamento detalhado e cuidadoso por um médico obstera especializado.
Dr. Marcelo Ponte Dias
Dr. Marcelo Ponte Dias Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

É aquela gestação na qual a gestante apresenta alguma doença ou condição de saúde que demande uma atenção diferenciada, com informações, exames e cuidados além daqueles de rotina. Você encontrará um profissional sempre atualizado com os profissionais de ponta em todo o mundo, de forma que os tratamentos sempre serão os melhores disponíveis.
Frederico Vilanova Monken
Frederico Vilanova Monken Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Belo Horizonte

A gravidez é considerada de risco quando há alguma doença materna, fetal ou placentária associada. Fiz residência médica no Hospital da Clínicas da USP e atualmente sou médica visitadora da enfermaria semi intensiva do Hospital e Maternidade Santa Joana onde são tratadas apenas casos graves de gestantes com pressão alta, diabetes gestacional, placenta prévia, acreta, percreta, insuficiência placentária, colo curto, incompetência istmo cervical, pacientes que tiveram perdas gestacionais anteriores e por isso tenho experiência com esses casos de maior complexidade, que requerem atenção e cuidado para que tenhamos um bebê e mãe saudáveis ao final da gestação.
Dra. Yzabel Basílio
Dra. Yzabel Basílio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Gravidez de alto risco é quando as taxas de complicações como aumento da pressão, eclampsia, diabetes, trabalho de parto prematuro e outras, são maiores para aquela gestante. Não significa que a mulher terá complicações, mas devido a chance aumentada delas acontecerem a gestação e parto devem ser acompanhadas de uma forma diferente das outras mulheres.
Dra. Barbara Reis Fernandes de Carvalho
Dra. Barbara Reis Fernandes de Carvalho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Rio de Janeiro

As doenças que mais frequentemente causam uma Gravidez de Risco em nosso meio são a Hipertensão arterial (pressão alta) e o Diabetes. Estas 2 doenças estão diretamente relacionadas com o sobrepeso ou obesidade materna, além do ganho de peso exagerado anormal durante a gravidez. A melhor forma então, de tentar prevenir/evitar estas patologias seria planejar antecipadamente a gestação e passar em consulta médica pre-gestacional, procurar uma nutricionista para adequação do peso corporal e manter uma dieta saudável aliada a prática de atividade física já anteriormente a gestação.
Dr. Roberto Buenfil de Faria
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Gravidez de risco?

Nossos especialistas responderam 36 perguntas sobre Gravidez de risco.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Converse com seu médico e tire todas suas duvidas. Se necessário peça uma segunda opinião. Conforme a colega disse acima, lembre-se que passar uma gravidez com depressão maior pode ser mais arriscado para voce e o bebe do que realizar um tratamento adequado. Depressão é uma doença seria que envolve todo o funcionamento do organismo! Lembrar também que algumas depressões, dependendo da gravidade podem ser tratadas somente com psicoterapia, sem medicações. tudo de bom prof david

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 718
  • 932
  • 1985
Prof. Dr. David De Lucena Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Fortaleza

Sim é possível mas precisa fazer um diagnóstico da causa destas alterações, se há uma alteração cromossômica com estudo genético do bebê. Seguimento como Ultra-sonografia seriada e pesquisa de outras malformações. Afastar aloimunização pelo fator Rh negativo materno. Converse com seu médico.

  • 798
  • 728
  • 2196
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá ! Para avaliar o risco de parto prematuro, o mais importante é o tamanho do colo uterino sem a dilatação interna. O comprimento do colo, de modo geral, deve estar maior que 25 mm. Se você tiver história de parto prematuro anterior, ou tiver colo menor que 25 mm, seu médico pode optar por usar progesterona para evitar parto prematuro. O uso da progesterona está indicado para evitar o parto prematuro, não para fechar o colo. Existe outras possibilidades de tratamento dependendo do caso. No seu caso, o mais importante é a avaliação médica para ver se realmente há risco de parto prematuro e qual melhor tratamento para você! É essencial o acompanhamento médico de pre natal ! Bjs

  • 9
  • 0
  • 3
Dra. Denise de Moraes Theodosio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Utilzamos 10 mm como valor de referência. Como o seu exame deu um valor limítrofe sugiro controle ultrassonográfico.

  • 4
  • 0
  • 2
Dra. Ana Carolina Moreira Ramiro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Águas Claras

Marcar consulta

Ver as 36 perguntas sobre Gravidez de risco