Hérnia Hiatal - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Hérnia Hiatal

Os especialistas falam sobre a Hérnia Hiatal

A hérnia de hiato está diretamente relacionada com o refluxo gastroesofágico. Trata-se de um defeito na musculatura que demarca a transição entre o esôfago e o estômago, causando retorno de líquido ácido do estômago para o esôfago, levando as manifestações mais comuns como azia, queimação, dor no peito e refluxo ácido. O tratamento pode ou não necessitar de cirurgia.
Diogo Stinguel Thomazini
Diogo Stinguel Thomazini Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Vila Velha

Entre o esôfago e o estômago, existe um anel de fibras musculares chamadas de esfíncter esofágico inferior (EEI). Esse esfíncter se abre para dar passagem aos alimentos e se fecha após para impedir que o suco gástrico penetre no esôfago. Quando esse esfíncter se relaxa demais ocorre a DRGE. Certos alimentos e hábitos como o tabagismo, agem no EEI causando seu relaxamento e o refluxo. Para chegar até o estômago, o esôfago passa pelo hiato (orifício do músculo diafragma que separa o tórax do abdômen). Se este orifício está mais largo e frouxo do que deveria estar, a parte superior do estômago acaba deslizando para dentro do tórax, formando a chamada hérnia de hiato, predispondo ao refluxo.
Dr. Dorivam Celso Nogueira Filho
Dr. Dorivam Celso Nogueira Filho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Curitiba

Tem perguntas sobre Hérnia Hiatal?

Nossos especialistas responderam 60 perguntas sobre Hérnia Hiatal.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A hérnia é muito pequena para causar sintomas respiratórios. A indicação de cirurgia ocorre pela doença do refluxo gastroesofágico, se houver. Deve manter acompanhamento com seu gastroenterologista.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
  • 155
  • 43
  • 119
Dr. Marcelo Martins Souto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Porto Alegre

Marcar consulta

A questão aqui é ver o real tipo de refluxo. Se houver refluxo gastroesofágico sim. Entretanto, o refluxo laríngeo é complicado com resultados com a cirurgia desapontadores. O ideal é consultar com um cirurgião do aparelho digestivo experiente para avaliar corretamente o seu tipo de refluxo. Agora, a volta dos alimentos na boca (regurgitação), gosto amargo na boca e voltar a dormir deitado só resolvem com cirurgia mesmo. Essa coisa de ficar tomando remédio (ex. omeprazol, pantoprazol e mesmo esomeprazol) muitos anos debilitam a vitamina B12 e a pessoa fica esquecida. Há maior risco de colite pseudomembranosa com o uso desse medicamento em longo prazo também. Consulte um bom cirurgião do aparelho digestivo.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 562
  • 104
  • 1441
Dra. Clarissa Alster Vicente Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

São Paulo

Marcar consulta

Pode sim haver ruptura de pontos da cirurgia, entretanto não é muito comum. Caso não esteja passando bem ou se as dores não melhorarem com analgésicos comuns receitados pelo seu cirurgião, você deve procurar atendimento médico e comunicar ao seu cirurgião sobre o ocorrido. Não se esqueça que é importante ir nas consultas do pós-operatório.

  • 13
  • 0
  • 3
Dr. Lucas Campomizzi Calazans Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Belo Horizonte

Marcar consulta

Boa noite. A cirurgia de refluxo resumidamente está indicada nos casos de intratabilidade clinica ou naqueles pacientes mais jovens que dependem de medicação para permanecerem assintomáticos.

  • 30
  • 4
  • 9
Dra. Lidiane Quaresma Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

Fortaleza

Marcar consulta

Ver as 60 perguntas sobre Hérnia Hiatal