Tenho uma filha de 9 anos, tive hiperemese durante os nove meses. Est...

Olá. Para hiperemese, as medicações anti-eméticas são fundamentais. Você pode usar Plasil, Plamet, Meclin, Dramin, Vonau. Existem medicações mais fortes como a Clorpromazina que são liberadas na gravidez.
Medicações para o estômago como omeprazol, pantoprazol, ranitida vão lhe ajudar também.
Alimentos gelados tem uma maior aceitação pelo estômago.
Um fracionamento da dieta, comendo aos poucos a cada 3 horas e evitando distensão súbita do estômago, pode ajudar.
Descartar algumas patologias como infecção de urina, hipertireoidismo, diabetes fazem parte deste seguimento pré-natal.
O seguimento com nutricionista/nutrologa com uso de suplementos alimentares é importante.
O seguimento psicológico e psiquiátrico também fazem parte do tratamento.
O fato de você ter tido a hiperemese na primeira gravidez é um fator de risco para se repetir em outras gravidezes. O pior período é entre 9 e 13 semanas.
As medicações são importantes mas o tratamento não é somente isso. Converse com o seu médico.

Infelizmente, somente sintomáticos podem te ajudar. alguns alimentos mais azedos e o gengibre pode te ajudar.

Olá, além do que já foi citado nas outras respostas você também pode procurar um médico acupunturista especialista em gestação. Existe uma pulseira muito comum no exterior chamada "Sea Band" ou "pulseira anti enjôo". Essa pulseira pode ser achada na internet e pode funcionar pois fica sobre o principal ponto da acupuntura que trata o enjôo. Mas claro não substitui todas as medidas já citadas e cuidados médicos.

Ver as 4 perguntas sobre Hiperemese Gravídica

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Hiperemese Gravídica?

Nossos especialistas responderam 4 perguntas sobre Hiperemese Gravídica.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.