Gostaria de saber quais alterações no organismo evitam que remédios p...

Sim, existe possibilidade das medicações psicoativas não fazerem efeitos em doses altas.

Isso se deve a variabilidade individual na resposta ao medicamento, que pode ser atribuída a múltiplos fatores tais como: idade, gênero, massa corpórea, funcionamento renal e hepático, interação medicamentosa, natureza da doença, fatores genéticos e ambientais.
Mas falando da questão genética, a variabilidade genética em um grupo de genes da família do Citocromo P450 (CYP450) pode ser o motivo. Enzimas codificadas por esses genes tem um papel fundamental no metabolismo de muitos medicamentos psicoativos. Esses genes podem ser expressos em vários fenótipos. Um desses fenótipos é chamado de "Metabolizadores Ultrarrápidos". Nessas pessoas, o medicamento é inativado e eliminado tão rapidamente que, em doses normais, praticamente não tem tempo de exercer o seu efeito completo. Nessa categoria estão muitos indivíduos que não melhoram com nenhum medicamento em doses convencionais.
Respeitosamente,

Concordo com D. Fábio, depende muito do metabolismo de cada indivíduo para a dosagem do medicamento atuar no organismo. Procure ajuda psicoterápica que irá auxiliar para sua ansiedade e as questões hormonais. Juntos ampliarão sua consciência e a busca do equilíbrio.
Át.
Mônica!

Sua pergunta é muito ampla!
Existem diversos fatores que podem afetar a reposta de um medicamento.
Aí entra em questão se vc tem alguma doença, interações medicamentosas, genética, tempo de uso levando a tolerância farmacológica, ...
Cada caso deve ser avaliado individualmente.
Converse com seu médico.

Costumo dizer aos meus pacientes que as medicações psicotrópicas atuam de forma diferente daquelas "comuns" (utilizadas para dor, gripes e resfriados, alergias, por exemplo), pois elas só vem a, de fato, fazer efeito, depois de um certo tempo em que o paciente vem fazendo uso dela. Além disso, existem os fatores apresentados pelos colegas acima, além da ansiedade do paciente para que sua problemática seja resolvida. Particularmente para a questão da insônia, considero relevante e eficaz, além, é claro da própria medicação, a utilização de terapias alternativas como exercício de respiração e relaxamento, mentalização criativa, prática de esportes, orientação alimentar. Você pode procurar um psicólogo para estabelecer um plano de trabalho para o enfrentamento da insônia nesses diversos âmbitos.

  • Obrigado103
  • 1 especialista está de acordo

As medicações psicotrópicas em sua maioria são metabolizadas no fígado. É preciso ter um bom fígado funcionante para uma eficiente metabolização. Além disso, há um teste de genotipagem referente à ação dos psicofármacos no organismo que pode ser feito para detectar resistência a alguns psicotrópicos. Abraço!

Ver as 111 perguntas sobre Insônia

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Insônia?

Nossos especialistas responderam 111 perguntas sobre Insônia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.