tem algum tratamento especifico para melhorar a fração de ejeção de um...

Olá. O tratamento para um paciente com Insuficiência Cardíaca e Fração de Ejeção de 17% é amplo. É importante saber a causa da insuficiência cardíaca para tratar adequadamente.
Existem diversas classes de medicamentos que podem ser utilizados e que tem comprovação científica na redução de mortalidade cardiovascular, como por exemplo:

Beta-bloqueadores ( Ex: Carvedilol, Bisoprolol, Succinato de Metoprolol ...)
Inibidores da ECA ( Ex:Enalapril, Ramipril...)
BRAs ( Ex: Losartana, Olmesartana; Valsartana ..)
Inibidor da Aldosterona (Ex: Espironolactona)

É fundamental conversar com seu cardiologista para explicação dessas medicações e de outras formas de tratamentos ( cirúrgicos ou não)

Bom dia!
Em minha opinião, faltaram muitos dados sobre o caso, que acredito já terem sido identificados.
Resumindo:
O que já foi feito até hoje? O que pode-se ainda acrescentar? Qual a expectativa do paciente e seus familiares?
Gostaria de responder e não perguntar, mas temo por criar esperança sem fundamentação.
Desejo boa sorte!
Muita Paz!

Sim.. o tratamento farmacológico baseado em evidências traz bom resultado, existem ainda tratamentos alternativos como por exemplo marca-passos ressincronizadores a depender do caso. O fundamental é diagnosticar a causa da insuficiência cardíaca para melhor direcionar a terapia seja ela clínica ou cirúrgica

Ver as 12 perguntas sobre Insuficiência cardíaca

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Insuficiência cardíaca?

Nossos especialistas responderam 12 perguntas sobre Insuficiência cardíaca.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.