Lombalgia (dor lombar) - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Lombalgia (dor lombar)

Informação sobre Lombalgia (dor lombar)

O que é lombalgia?

Dor lombar lombalgia é definida como uma dor mais ou menos forte na região inferior das costas. Pode ser aguda (início súbito e grave) ou crônica se durar mais de três meses. Dor lombar geralmente ocorre em pessoas mais jovens, cujo trabalho requer esforço físico, mas não é incomum em pessoas mais velhas como aposentados.

Quais são as causas da dor lombar?

Na maioria dos casos é possível definir a causa exata da dor nas costas. Em 25% dos casos, no entanto, pode identificar a causa responsável. Muitas vezes, estes pacientes sofrem de uma hérnia de disco, ou osteoporose (diminuição da calcificação óssea), ou uma espinha curvada de forma anormal (escoliose), e em raras ocasiões, uma lesão óssea causada por um tumor ou infecção.

Quais são os sintomas de lombalgia?

  • Dor na região lombar, às vezes com irradiação para as nádegas, a parte traseira das coxas e virilha. A dor piora com o movimento.
  • Mobilidade reduzida da coluna vertebral, especialmente quando inclinada para frente ou para trás.
  • Contrações dos músculos ao redor da coluna vertebral, causando rigidez.
  • Quando há dor e contratura, a volta pode ser inclinada para um lado, causando uma mudança de postura.
  • A dor às vezes é acompanhada por um formigamento ou dormência na região lombar, nádegas e pernas.

Quais são os sinais?

Se de repente você perceber que perdeu o controle da bexiga ou do intestino (começa a urinar e defecar involuntariamente), ou uma perda de sensibilidade ocorrer total ou parcialmente na parte inferior das costas ou nas pernas, você deve contactar o seu médico imediatamente ou vá para a sala de emergência.

Se você sofre de dor nas costas e começa a notar uma perda de força ou massa muscular em uma ou ambas as pernas, você deve contactar o seu médico.

Nestes casos anteriores, isso é devido à dor nas costas com uma manifestação de um quadro mais complexo, como uma hérnia de disco lombar, que também produzem a dor lombar pode causar dor ciática.

O que você pode fazer em casa para aliviar a dor?

Em casos de lombalgia aguda

  • AINEs e relaxantes musculares são eficazes. Analgésicos podem ajudar a aliviar a dor. Lembre-se de consultar o seu médico se você tem ou teve dor no estômago antes de iniciar o tratamento com anti-inflamatórios.
  • Manter-se ativo é benéfico. Continuar a sua atividade diária, tanto quanto a dor permite.
  • Calor local com uma almofada de aquecimento. Nadar em uma piscina aquecida.
  • Descansar e dormir em uma superfície firme e plana, se possível.
  • Evite levantar peso e sentar em cadeiras baixas.
  • É importante notar que dor nas costas é raramente causada por uma doença grave e dor geralmente desaparecem dentro de alguns dias.

Em casos de dor lombar crônica

Se você tem dor nas costas por um período prolongado, consultar o seu médico. Raramente uma radiografia (raios-x) fornece informações adicionais sobre a causa, mas deve ser feito se houver qualquer suspeita pelo médico para descartar processos mais graves que são responsáveis ??pelo quadro. Visitar um fisioterapeuta ou quiroprático para manipulação da coluna vertebral pode ser benéfico, resultando em alívio da dor. Mas esse alívio não é sempre durável. Lembre-se de ir para os profissionais, fugindo da auto massagem que pode levar a um agravamento das lesões.

Higiene postural, bem como exercícios de fortalecimento dos músculos abdominais e nas costas pode ser muito benéfico para o alívio da dor e prevenção.

Não há evidências de que esses tratamentos são eficazes: uso de antidepressivos, a tração, as injeções de faceta articular e biofeedback (feedback) e EMG (eletromiografia).

Como o médico dá um diagnóstico?

Na maioria dos casos, o médico chega a um diagnóstico a partir das informações fornecidas pelo paciente. Quiropráticos costumam fazer uma exploração detalhada observando os movimentos das articulações da coluna, quadris e pélvis, fazendo testes musculares e articulares e verificam se existe um nervo comprimido na coluna vertebral.

Normalmente você não precisa de raios X ou exames de sangue para descartar causas mais graves de dor nas costas.

Como é a dor lombar?

Aguda Lumbago

  • É benéfico para o adiministración de AINEs e permanecer ativo.
  • O manejo da dor é possivelmente benéfico e manipulação da coluna vertebral.
  • Com vantagens e desvantagens: tomar relaxantes musculares.
  • Ninguém sabe a eficácia de colchicina, injeções esteróides epidural, injeções em articulações, higiene postural, feedback de EMG, exercícios de volta, o uso de lumbostato (faixa), as sessões de fisioterapia, TENS (estimulação elétrica nervosa transcutânea).
  • Possivelmente prejudiciais Resultam em repouso no leito e tração.

Dor lombar crônica

  • Exercícios são benéficos para fortalecer os músculos das costas e higiene postural.
  • São possivelmente benéficos: analgésicos, antiinflamatórios, injeções em ligamentos e pontos de gatilho, manipulação da coluna vertebral.
  • São de eficácia desconhecida a colchicina, antidepressivos, relaxantes musculares, injeções esteróides epidural, acupuntura, TENS, fisioterapia, o uso de lumbostato, permanecer ativo.
  • Provavelmente não são benéficos repouso no leito, EMG feedback.
  • Injeções são potencialmente prejudiciais para a junção da faceta e tração.

Evolução da lombalgia

A evolução é boa, desde que a pessoa mantenha-se ativo e receba tratamento adequado no início do quadro.

Mostra-se que a parte traseira mais fraca da musculatura abdominal e inferior aumenta o risco de dor lombar, por isso é recomendado o exercício moderado destinado a fortalecer o músculo.

Possui uma dúvida concreta sobre Lombalgia (dor lombar)? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Lombalgia (dor lombar)

A Síndrome ou Disfunção Miofascial é uma alteração relacionada à musculatura, ligamentos, tendões e às fáscias (membranas que envolvem os músculos), caracterizada pela formação de pontos-gatilhos (Trigger points), focos de hiperirritabilidade que, à palpação, apresentam-se como nódulos que produzem aumento da tensão, encurtamento muscular e podem causar alterações localizadas e irradiadas da sensibilidade (dor ou parestesias que são formigamentos, choques e dormência) e alterações motoras (diminuição da força). continua no site.
Dr. Robson Prudêncio Silva Lima
Dr. Robson Prudêncio Silva Lima Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

|

São José dos Campos

É a dor na região inferior da coluna vertebral (lombar). Procure um fisioterapeuta para realizar o tratamento mais adequado para o seu caso.
Dra. Carina Bezerra Rocha
Dra. Carina Bezerra Rocha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Fisioterapeuta

|

São Paulo

Mantenha-se em movimento. O repouso só piora o quadro da dor lombar. A prevalência de dor lombar na população adulta em toda a vida chega a ser 40%. É alarmante! Em 2012 um Guia de melhores práticas (Guideline) foi publicado, e hoje ele é aplicado no mundo inteiro com sucesso clinicamente significativo. ​ Este Guideline aborda principalmente a classificação dos pacientes em Sub-grupos de acordo com as características dos sintomas, fatores de risco, curso clínico, e intervenções terapêuticas como: manipulações e mobilizações articulares, centralização da dor e preferência direcional do movimento, além de exercício físico.
Dr. Lukas Escobar

Osteopata, Quiropraxista

|

Rio de Janeiro

A lombalgia acomete um grande número de pessoas, acarretando transtorno na vida pessoal e no trabalho. O tratamento clínico da lombalgia é muito eficaz e raramente sendo necessário procedimento cirúrgico para o seu tratamento. Muitas alterações nos exames de imagem não refletem a causa da lombalgia. Com uma boa história clínica e exame físico bem feito chega-se à causa e o tratamento pode ser simples.
Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior
Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Dor, Geriatra

|

Niterói

A avaliação da dor lombar é complexa e precisa ser realizado por um especialista. A dor pode ser muscular, facetária, discogênica, miofascial etc... A classificação da dor e um bom exame neurológico são imprescindíveis para a escolha terapêutica adequada.
Dr. Dener Zandonadi
Dr. Dener Zandonadi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião, Neurologista

|

São Luis

Ver mais

Tem perguntas sobre Lombalgia (dor lombar)?

Nossos especialistas responderam 37 perguntas sobre Lombalgia (dor lombar).

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Dor lombar relacionada com postura é conhecida como Lombalgia. A maioria das Lombalgias são decorrentes de sobrepeso e fraqueza da musculatura responsável pela estabilização da Coluna Vertebral. Apesar de menos comum, existem também causas orgânicas que, no caso de persistência dos sintomas, devem ser investigadas. Habitualmente, se não houver irradiação dos sintomas para membros inferiores, a investigação inicial é feita por Ortopedistas, geralmente especialista em Coluna.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 70
  • 38
  • 31
Dr. Aldayr Natal Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médico perito, Ortopedista - Traumatologista

São Paulo

Marcar consulta

estudadas as causas mais e menos prováveis para tal dor, há que caracterízá-la como neuropática ou somestésica.A partir disso e de exames de estruturas intra-abdominais baixas - pélvicas - as condutas virão do diagnóstico causal com incentivo de postura corrigida,fisioterapia para refôrço da musculatura envolvida.

  • 255
  • 30
  • 234
Dr. Julio Gallani da Cunha

Neurocirurgião, Neurologista

Santos

Seus sintomas podem sim ser causados por problemas na coluna mas apenas com as informações relatadas não é possível se estabelecer um diagnóstico preciso. Sugiro que procure um especialista em coluna para uma avaliação completa na qual mais detalhes da sua história serão levados em conta assim como o seu exame físico. Talvez seja necessário realizar alguns exames complementares. No site da Sociedade Brasileira de Coluna você pode pesquisar os especialistas em coluna de sua cidade. Att Gustavo

  • 61
  • 23
  • 36
Gustavo Borges Laurindo de Azevedo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ortopedista - Traumatologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ola! Não se preocupe com isso. Você não tem nenhum sintoma e pratica atividade física regularmente. As vezes a internet mais assusta do que orienta. Para as patologias da coluna sempre indicamos atividade física regular sem sobrecarga de peso e com baixo impacto, reforço da musculatura paravertebral, melhora da postura, e perda de peso para quem estiver sobrepeso. Um abraço

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 31
  • 17
  • 21
Dr. Renvik Demauir Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurocirurgião

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 37 perguntas sobre Lombalgia (dor lombar)