Mioma - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Mioma

Informação sobre Mioma

O que é?

Mioma, também conhecido por fibroma uterino ou leiomioma, é um tumor benigno (não cancerígeno) que se desenvolve no útero, um órgão reprodutivo feminino. O mioma é uma condição bastante comum. Aproximadamente 20% das mulheres em idade fértil desenvolvem um ou mais miomas. Esse índice chega a 50% entre as mulheres com 50 anos. É mais comum em negras que em mulheres brancas. São classificados de acordo com sua posição no útero. - Mioma intramural: aparece na parede muscular do útero. - Mioma submucosal: surge embaixo da superfície mucosa do útero. - Mioma subserosal: aparece embaixo do revestimento externo do útero. - Mioma pedunculado: ocorre na parte externa do útero ou dentro da cavidade uterina.

Qual é a causa?

Não se conhece a causa do desenvolvimento dos miomas. Acredita-se que seu surgimento esteja relacionado à produção do estrógeno. Sua incidência diminui após a menopausa. São apontados como fatores de risco o uso de anticoncepcionais feito de maneira precoce (meninas de 16 anos), consumo de bebidas alcoólicas, hipertensão, menstruação precoce e hereditariedade.

Quais os sintomas?

Muitos miomas são assintomáticos. Outros apresentam: - Sangramento entre as menstruações- Fluxo menstrual intenso - Ciclos menstruais mais longos que o normal. - Necessidade de urinar com mais frequência- Cólica ou dor no período menstrual - Sensação de inchaço na parte inferior do abdome- Dor durante a relação sexual - Infertilidade

Como fazer o diagnóstico?

O exame pélvico pode detectar a formação do mioma. Porém, há necessidade de um exame de imagem (ultrassom) para confirmar o diagnóstico e conhecer o tamanho exato do mioma.

Qual o tratamento?

A melhor opção de tratamento vai depender de fatores como idade, tamanho e tipo do mioma e do desejo ou não de a mulher ter filhos. Na maioria dos casos, os miomas só precisam ser acompanhados por exames regulares. Eventualmente medicamentos podem ser indicados para evitar o desconforto no período menstrual. Pílulas anticoncepcionais, dispositivos intrauterinos, suplementos de ferro, anti-infamatórios e injeções de hormônio podem ajudar no controle. No entanto, quando o crescimento do mioma é muito rápido e os sintomas intensos, a cirurgia se torna uma opção.

Possui uma dúvida concreta sobre Mioma? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Mioma

Mioma uterino ou leiomioma é um tumor benigno da musculatura lisa do útero que aparece com grande frequência durante a vida das mulheres. Mais de 30% das mulheres acima de 40 anos podem ter um ou mais miomas (miomatose uterina), mesmo sem apresentar sinais ou sintomas, sendo apenas um achado da ultrassonografia. A probabilidade de um mioma dar origem ao câncer é menor que 1%. Portanto, a simples presença de mioma uterino não deverá ser causa de grande problema ou preocupação recomendando-se apenas um controle periódico através da ultrassonografia e sinais de possíveis anormalidades. Na grande maioria das vezes a paciente será assintomática.
Dr. Roberto Buenfil de Faria
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

As mulheres com mioma podem apresentar sangramento irregular uterino, dor pélvica e infertilidade. Os miomas podem estar localizados na parte externa do útero (subseroso), na musculatura do útero (intramural) ou na cavidade uterina (submucoso). Os submucosos são os mais problemáticos por causarem com frequência sangramento, infertilidade e dor. O acompanhamento clínico ou cirúrgico vai depender da avaliação individual de cada caso. Na investigação é relevante identificar a localização, quantidade e tamanho dos miomas, através de exames de ultra-sonografia e ressonância magnética. Quando a mulher apresenta sangramento irregular ou infertilidade, deve fazer exame de vídeo-histeroscopia.
Dr. Jose Alexandre Portinho
Dr. Jose Alexandre Portinho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista, Nutrólogo

|

Rio de Janeiro

Mioma é uma tumoração que acomete muitas mulheres e pode apresentar sintomas de dores e sangramentos vaginais aumentados, ou podem não causar absolutamente nada e aparecerem em exames. São extremamente raros os casos em que podem se transformar em câncer, e devem sempre ser acompanhados pois podem dificultar a gravidez. Por isso devem sempre ser acompanhado e alguns casos a cirurgia é a melhor solução, consulte sempre um ginecologista de referência.
Dr. Alexandre Kim Sangalan Sasaoka
Dr. Alexandre Kim Sangalan Sasaoka Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Ginecologista

|

São Paulo

Mioma, ou leiomioma do útero, é o tumor ou nódulo benigno mais frequente nas mulheres, podendo atingir até 70 a 80% da população feminina. Na maioria dos casos não é necessário tratamento algum, pois podem não aumentar de tamanho durante anos, sem hemorragias, sendo que após a menopausa podem até regredir, portanto somente se faz necessário o controle com exames de imagem. Nos casos que os miomas aumentam muito de tamanho e/ou causam hemorragias que as medicações não controlam, indicamos a cirurgia para extração dos nódulos (miomectomia), ou até Histerectomia, retirada do útero inteiro, quando não existe mais o desejo reprodutivo.
Dr. Marcello Rocco Ignacio
Dr. Marcello Rocco Ignacio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

O mioma é um tumor do útero composto por células musculares. Normalmente é benigno (risco extremamente baixo de câncer). Mas pode causar sangramento menstrual exagerado, dor e aumento de volume abdominal ou até infertilidade, dependendo da posição do mioma no útero O tratamento depende de cada caso. Algumas pacientes só precisam fazer seguimento com ultrasson, outras podem ter melhora dos sintomas com medicamentos. Alguns casos é preciso cirurgia , ou para retirar o mioma , ou para retirar o útero. Nos casos de retirada apenas do mioma ( por exemplo pra quem quer engravidar) a cirurgia pode ser feita com vídeo por dentro do útero (histeroscopia), com ótima recuperação.
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Maringá

Ver mais

Tem perguntas sobre Mioma?

Nossos especialistas responderam 320 perguntas sobre Mioma.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O tratamento efetivo dos miomas é cirurgico. Pode-se fazer a histerectomia (retirada do útero) ou miomectomia (retirada apenas dos miomas). Algumas medicações comprovadamente diminuem o volume dos miomas (Zoladex) mas não podem ser usadas por mais de 6 meses para essa finalidade e ao encerrar o uso o mioma volta a crescer. Os anticoncepcionais e o DIU Mirena em algumas situações controlam o sangramento mas o mioma pode evoluir. No seu caso, devido ao tamanho do mioma, indicaria o tratamento cirúrgico. A técnica, miomectomia ou histerectomia e a via da cirurgia, abdominal ou laparoscopia ou vaginal vão depender da sua vontade, do que for combinado com seu médico e da experiência dele.

  • 13
  • 2
  • 10
Dr. Alexandre Brandao Se Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Brasília

Olá. O mioma é um tumor benigno do útero muito frequente , acometendo 40 a 80% das mulheres. A variante maligna é muito rara. Apenas 20% das mulheres com mioma terão algum sintoma e precisarão de algum tratamento como sangramento uterino anormal, cólicas menstruais, dor pélvica, infertilidade, dor na relação, etc. Para essas mulheres que possuem sintomas o tratamento poderá ser iniciado. O primeiro tratamento quase nunca é cirúrgico. É possível o uso de medicação anticoncepcionais e hormonais para controle dos sintomas. Os anti-inflamatórios e os anti-fibrinolíticos (ácido tranexâmico) também podem ser utilizados. Na falha do tratamento clínico com medicações, em miomas de grande volume e com rápido crescimento, a cirurgia deve ser considerada. Desta forma, se não houver nenhuma contra-indicação para você, os anticoncepcionais podem ser utilizados. Converse com o seu médico. Ele irá avaliar a introdução da melhor medicação para você até que você realize a cirurgia.

  • 6615
  • 2630
  • 5866
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Boa tarde, o mioma apresentado não tem um volume grande. Como você não apresenta sintomas importantes relacionados ao mioma , pode realizar o controle ultrassonográfico de acordo com o seu ginecologista. Não deixe de fazer o acompanhamento! Att Daniela

  • 6
  • 1
  • 1
Dra. Daniela Marques Miyake Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

qual a cirurgia que vai fazer?!!? e qual exame vai fazer? se for mioma submucoso e for a histeroscopia cirurgica... pode fazer com pouco sangramento... e for histerectomia a cirurgia... pode fazer a cirurgia mesmo sangrando, desde que tenha exame de sangue que permita anestesia e cirurgia seguras... converse com seu medico... a disposição.

  • 1766
  • 347
  • 2609
Dr. Welly Chiang Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 320 perguntas sobre Mioma