Perguntas sobre Nistagmo Congênito

Tem perguntas sobre Nistagmo Congênito?

Nossos especialistas responderam 68 perguntas sobre Nistagmo Congênito.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Perguntas sobre Nistagmo Congênito

68Perguntas

97Respostas

24Especialistas de acordo

105Pacientes agradecidos

Olá! Se ela já está sendo acompanhada por um oftalmologista e um neurologista, já está bem amparada. Só necessitará de fisioterapia se o oftalmologista indicar. Caso contrário, não faça, porque pode prejudicar o tratamento. À disposição!

  • 670
  • 189
  • 731
Dra. Helen Sasake Takagi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nefrologista, Pediatra

São Paulo

Ver as 3 respostas

Olá, Existem vários tipos de nistagmo, que podem estar associados ou não à alteracoes sistêmicas ( do corpo) e/ou oculares. Alguns nistagmos são simplesmente congênitos, sem uma causa específica. Sugiro que, primeiramente você passe com o pediatra, para que ele possa avaliar o desenvolvimento do seu bebê. Agende também uma consulta com o oftalmo pediatra, para uma avaliação completa dos olhos. O teste do olhinho é um exame muito importante, normalmente realizado na maternidade, mas que não permite informações mais detalhadas sobre os olhos da crianças.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
  • 22
  • 20
  • 28
Dra. Bruna Lana Ducca

Oftalmologista

São Paulo

Ver as 3 respostas

Não. As vezes o nistagmo e o estrabismo podem ocorrer associados.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 11
  • 41
  • 73
Dr. Tiago Rassi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Goiânia

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Embora existam casos na família, sempre é importante afastar outros mecanismos que possam causar nistagmo ( inclusive pelo nistagmo congênito isolado ser mais comum em homens e não em mulheres) . Sugiro também avaliação por um.oftalmologista a fim de buscar alterações oftalmológicas. É importante saber se o nistagmo está presente desde o nascimento, se é constante ou não, enfim, caracterizar melhor a clínica apresentada para fazer o diagnóstico correto.

  • 395
  • 88
  • 178
Dra. Nathalia Correia Krause Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geneticista, Pediatra

Rio de Janeiro

Ver as 3 respostas

Perante um.bebê prematuro é necessário fazer a idade gestacional.cronológica para avaliação dos marcos de desenvolvimento. Além, e necessário saber sobre demais injúrias que possam prejudicar o neurodenvolvimento. A avaliação por oftalmologista se faz essencial. E por fim, e importante lembrar da importância das terapias de apoio no estímulo do bebê prematuro.

  • 395
  • 88
  • 178
Dra. Nathalia Correia Krause Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geneticista, Pediatra

Rio de Janeiro

Ver as 3 respostas

Irá depender da acuidade visual que ele apresenta. Converse melhor com seu oftalmologista de confiança.

  • 395
  • 88
  • 178
Dra. Nathalia Correia Krause Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geneticista, Pediatra

Rio de Janeiro

Ver as 3 respostas

Sim, deve procurar. Estes movimentos podem não ser fruto do nistagmo, mas na verdade ter uma razão comum para ambos os distúrbios. Spasmus Nutans é uma condição comum onde movimentos da cabeça podem ser observados, e alguns casos cursam com outras doenças associadas. Tanto uma avaliação por neurologista, quanto por neuro-oftalmologista, são necessárias.

  • 9
  • 4
  • 26
Laudo Silva Costa Junior

Oftalmologista

Vitória da Conquista

Ver as 2 respostas

Olá! Você deve procurar um neurologista Pediátrico, para ver se ela enxerga bem dos dois olhinhos ou se isso é um nistagmo de busca. à disposição!

  • 670
  • 189
  • 731
Dra. Helen Sasake Takagi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Nefrologista, Pediatra

São Paulo

Ver as 2 respostas

Geralmente os pacientes com nistagmo congênito tendem a ter a visão mais baixa pela dificuldade na focalização devido ao "balançar" dos olhos. É importante fazer o acompanhamento oftalmológico direitinho desde o nascimento. Com um ano de vida o oftalmologista já conseguirá determinar se a criança precisará usar óculos ou não. Algumas crianças também precisarão fazer acompanhamento para estimulação visual, muitas cidades tem institutos onde é possível fazer este acompanhamento de graça (geralmente é feito com terapeutas ocupacionais). Infelizmente o nistagmo em si, ou seja o "balançar" dos olhos não tem tratamento, a pessoa sempre terá o nistagmo, se ele for congênito, todo o tratamento será para tentar garantir uma melhor visão possível. Também existem outras causas de nistagmos, que são adquiridos por alguma desordem neurológica, que podem ter resolução dependendo do tratamento neurológico.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
  • 13
  • 2
  • 36
Dra. Renata dos Reis Correa

Oftalmologista

Uberlândia

Ver as 2 respostas

Existe tratamento para baixa visão e estrabismo sim. Ele precisa ser avaliado por um especialista em estrabismo para avaliar se há indicação de cirurgia ou não. O uso do óculos é fundamental neste caso (se tiver grau).

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 62
  • 14
  • 190
Sarah Weber Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Fortaleza

Marcar consulta

Ver as 2 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia: