Nódulo da glândula tireóide - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Nódulo da glândula tireóide

Os especialistas falam sobre a Nódulo da glândula tireóide

Pacientes com nódulo ou nódulos na tireoide devem ter o diagnóstico e acompanhamento com endocrinologista com experiência nestes casos. Os nódulos tireoideanos ocorrem em 4 a 7% da população, mas somente 8 a 16% são câncer da tireoide. Sua incidência está aumentando e até 2019 será o terceiro tipo de câncer mais comum nas mulheres. A frequência de nódulos da tireoide aumenta com a idade e a maioria é benigna, permanecendo estável no seu tamanho. É importante a história clinica de irradiação e outros casos de câncer da tireoide na família. Os nódulos tireideanos possuem um crescimento muito lento, mesmo nos casos de câncer. Crescimentos rápidos são bastante suspeitos (+ de 7 mm ao ano).
Dr. Walid El Andere
Dr. Walid El Andere Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médico clínico geral

|

São Paulo

O nódulo de tireóide é um achado clínico frequente nos consultórios. A grande maioria dos nódulos são benignos. Diante de um nódulo tireoideano é importante avaliar as características ultrassonograficas e os hormônios da tireóide. Quando indicada, a punção aspirativa com agulha fina, distingue os nódulos que necessitam somente de acompanhamento clínico, daqueles que devem ser submetidos á cirurgia. A importância do nódulo está no fato de se descartar malignidade, que ocorre em cerca de 5% dos casos.
Dr. José Anderson da Silva
Dr. José Anderson da Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista

|

Maceió

Um dos problemas mais frequentes da tireoide são os nódulos, que em geral são assintomáticos e benignos. Estima-se que 60% da população brasileira tenha nódulos na tireoide em algum momento da vida. Apenas 5% dos nódulos são cancerosos. Uma vez identificado o nódulo, o endocrinologista avaliará necessidade de prosseguir investigação para excluir câncer de tireoide.
Tatiana Valente
Tatiana Valente Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista

|

São Paulo

Os nódulos de tireoide, são relativamente frequentes a partir dos 50 anos. Nem todo nódulo deve ser operado, mas todos devem ser rigorosamente avaliados pela palpação do pescoço, exame de ultrassom e eventualmente punção para coleta de material para análise. Na maioria das vezes, basta acompanhamento e ajuste hormonal.
Dr. José Chacra Jr.
Dr. José Chacra Jr. Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião de cabeça e pescoço

|

Jundiaí

A primeira coisa é não se preocupar demais, porque 60% das pessoas têm um nódulo na tireoide e menos de 5% deles são malignos. Os nódulos, normalmente, são benignos e surgem com o avanço da idade e, por isso, é raro o surgimento de câncer. No entanto, é recomendado consultar um endocrinologista para confirmar se o nódulo é benigno ou maligno através de exames como a punção dos nódulos (PAAF) e exames de sangue, solicitados pelo médico. A punção com agulha fina (PAAF) é realizada pelo médico radiologista intervencionista de forma segura, rápida e com incômodo mínimo.
Dr. Dimitrius Stamoulis
Dr. Dimitrius Stamoulis Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Radiologista

|

Patos de Minas

Ver mais

Tem perguntas sobre Nódulo da glândula tireóide?

Nossos especialistas responderam 55 perguntas sobre Nódulo da glândula tireóide.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Quando decidimos puncionar um nódulo de tireoide devemos avaliar a história clínica do paciente, tamanho do nódulo e as características ultrassonograficas deste. Um nódulo com mais de 1cm deve ser investigado através da punção para distinguir entre lesão benigna e maligna.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 8
  • 5
  • 7
Dra. Maíra Romero Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista

Fortaleza

Marcar consulta

Desde o início do ano está disponível no Brasil a terapia de ablação por Radiofrequência para nódulos benignos da Tireóide. Este tratamento é feito há mais de 10 anos na Europa e Ásia com excelentes resultados para os pacientes que têm indicação para o tratamento. É um tratamento feito sob anestesia local em regime ambulatorial. Quando o paciente tem os critérios de indicação preenchidos é a terapia de escolha para este grupo de pacientes.

  • 43
  • 20
  • 35
Dr. Erivelto Martinho Volpi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião de cabeça e pescoço

São Paulo

Marcar consulta

Bom dia. Normalmente o tratamento por radiofrequência é indicado após 2 punções com resultado benigno, para maior segurança. Além disso, precisa ser avaliado quanto as características do seu nódulo, uma vez que nódulos sólidos são os que respondem melhor ao tratamento com radiofrequência, além da localização do nódulo dentro da tireóide, que também é importante. Pelo tamanho, sim, mas ainda faltam outras informações importantes para que possamos indicar tratamento com segurança. Espero que tenha respondido as suas dúvidas. Abraços!

  • 14
  • 5
  • 8
Dr. Rafael De Cicco Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião de cabeça e pescoço

São Paulo

Marcar consulta

Sua pergunta permite varias considerações: Em primeiro lugar, não fazemos ablação do nódulo e sim da glândula. Pode ser total, de toda a glândula ou parcial. Sendo parcial, geralmente se retira um lobo inteiro onde está o nódulo, juntamente com o istmo da glândula. Ou seja, a metade acometida da glândula mais a porção que a une ao outro lado, dependendo do resultado do exame microscópico feito durante o ato cirúrgico.

  • 184
  • 45
  • 511
Dr. Joao Francisco Ferrari Duch Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 55 perguntas sobre Nódulo da glândula tireóide