Otite Média - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Otite Média

Informação sobre Otite Média

O que é otite média?

A otite média é definida como qualquer processo inflamatório que afeta a cavidade do ouvido médio, que fica entre o tímpano e o ouvido interno, como resultado do acúmulo de líquido na cavidade. Dependendo das características deste fluido, otite média é classificada como:

  • Otite média com efusão: se o líquido é água.
  • Mucóide otite média (ouvido tampado): se o fluido é muco.
  • Otite média purulenta: Se tem pus.

Junto com catarro nasal é a doença mais comum na infância. 90% de crianças até sete anos de idade já teve otite média.

O que é o ouvido médio?

Os ossículos do ouvido médio, são o martelo, bigorna e estribo. Quando o som vibra o tímpano, a onda sonora é transmitida através da cadeia para o ouvido interno. Para ter uma boa audição, o ouvido médio deve ter a mesma pressão atmosférica do que o meio ambiente. Isto é realizado pela trompa de Eustáquio, um tubo que conecta o equilíbrio de pressão no ouvido médio permitindo que ar passe pelo nariz ao engolir ou bocejar.

Um exemplo didático é imaginar que soaria como uma batida de bumbo e no qual a pressão interna varia artificialmente. Se você testar com uma pressão interna igual à externa iria ouvir um som de qualidade inferior a um tambor. Por outro lado, a tuba auditiva em crianças é mais curta, mais larga e tem menos inclinação, na horizontal. Esta característica anatômica favorece mais frequentemente as crianças terem otite média.

Quem são as pessoas em risco para esta doença?

  • Crianças menores de 3 anos
  • Crianças com alta freqüência de catarro nasal
  • Crianças que freqüentam creches
  • Crianças com adenóides grandes
  • Crianças alérgicas
  • Crianças cujos pais fumam em casa
  • Crianças que não têm leite materno
  • Certas doenças: síndrome de Down, fenda palatina, fibrose cística e imunodeficiências (deficiência de imunoglobulina mais comum).

Por que é tão freqüente de otite média em crianças?

Há várias razões, mas os princípios são dois:

  • A anatomia do tubo promove a progressão da infecção do nariz para o ouvido médio. Existem certas doenças que exacerbam isso, como a síndrome de Down ou fenda palatina.
  • As crianças têm menos desenvolvidos sistemas imunológicos do que o adulto e, portanto, necessidade de coletar informações sobre os agentes infecciosos em seu ambiente para o futuro. Existem algumas doenças que aumentam o risco de certas infecções, como a fibrose cística ou imunodeficiência. Além disso, algumas situações como a alimentação artificial, cigarros  e vegetação favorecem a ocorrência de otite média.

Quais são os sintomas de otite media?

  Depende:

  • Se temos uma otite média serosa, é provável que a criança não apresente nenhum sintoma, a imagem desaparece e é classificado como um nariz frio. Menos de 15% das crianças com otite média com efusão têm perda auditiva.
  • Se é mucóide otite (cola no ouvido), o sintoma mais comum é a perda auditiva temporária.
  • Se otite é grave, os sintomas são dor de ouvido, febre e perda auditiva.

Como é a otite média é diagnosticada?

A clínica nos orienta no diagnóstico:

  • Em uma criança com catarro nasal e perda auditiva deve ser uma otoscopia (exame do ouvido), que mostra se tem muco transparente ou colorido como o mel. Se a otite média, então obteríamos um tímpano vermelho.
  • Um teste chamado timpanometria que confirma o diagnóstico, mas sua implementação não é necessária.

Como é a otite média?

  • Otite média com efusão, o que causa perda auditiva, cura sem tratamento em 90% dos casos dentro de três meses.
  • Se otite média provoca perda de audição ou dor, então é obrigatório estabelecer um tratamento antibiótico.

Quando  realizar a cirurgia em um paciente com otite média?

  • Quando encontramos um ouvido médio com otite e provoca perda de audição e não curar em três meses.
  • Também é conveniente operar quando há otite média aguda recorrente (mais de três a seis meses), e tratamento com antibiótico não tem sido bem sucedido.

Qual é a cirurgia?

Consiste na incisão do tímpano, a remoção de muco com um aspirador de pó e colocado no tímpano  um dreno muito parecido com um brinquedo diabolo. Este procedimento deve ser acompanhado pela remoção das adenóides (adenoidectomia), para permitir um melhor funcionamento da tuba auditiva. Assim, podemos manter uma boa ventilação do ouvido médio.

Um exemplo didático é pensar em uma lata de leite condensado que tem apenas uma abertura (drenagem apenas). Neste caso, ele drena  o leite condensado, mas se fizermos duas aberturas (dreno mais adenoidectomia), o leite condensado sai sem dificuldade porque há ventilação adequada.

  • O procedimento é realizado sob anestesia geral.
  • Há uma recomendação geral para não operar em crianças menores de dois anos, exceções.
  • Há um risco em colocar drenos em crianças e  o aparecimento de uma perfuração no tímpano persistente. Este risco é muito raro e pode ocorrer em 2% das crianças operadas.
  • Geralmente caem por si só drena cerca de 6-8 meses após a cirurgia. Enquanto eles são colocados no tímpano, a criança não pode ficar molhando os ouvidos.
  • As crianças menores têm maior probabilidade de serem operadas para realizar o procedimento por uma recaída.

Possui uma dúvida concreta sobre Otite Média? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Otite Média?

Nossos especialistas responderam 35 perguntas sobre Otite Média.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Prezado paciente. Este tempo é variável, geralmente leva poucas semanas, mas pode demorar alguns meses, a depender do caso. Um abraço.

  • 88
  • 48
  • 37
Dra. Patricia Salve Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Rio de Janeiro

Caros Pais, De acordo com o depoimento, afirmam que a secreção diminuiu. Assim sendo, é provável que o medicamento em curso está sendo efetivo.É importante observarem o quadro geral da criança, se está alimentando satisfatoriamente, sem febre e não apenas a quantidade de secreção produzida. Alguns casos necessitam de um período maior para total resolução e os primeiros 3 dias não devem ser o ponto único de avaliação. Mantenham a medicação, além do cuidado de não molhar a orelha. Caso haja alguma dúvida, novidade adicional ou piora, não hesitem em voltar ao otorrino para revisão. Boa evolução.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 68
  • 18
  • 36
Dr. Antônio Thomé Júnior

Otorrino

Goiânia

Prezada paciente-internauta, A sensação de ouvido cheio ou plenitude aural, muito comum no decurso de infecções das vias aéreas se deve ao acúmulo de secreção na orelha média, espécie de câmara dentro do ouvido que se comunica com o nariz e faringe através de um canal. Desta forma, não sendo a causa da oclusão no conduto auditivo externo, não faz muito sentido, o emprego de medicamentos tópicos, em gota - a menos que estejamos coincidentemente diante de alguma outra condição neste também neste segmento. O tratamento para esta otite média catarral que, pelo seu relato, mais provavelmente a está acometendo, em geral, envolve medicamentos por via oral (são eles os mesmos já prescritos para a sinusiopatia) e algumas medidas, manobras e exercícios específicos. Concluindo: se você foi examinada por um especialista otorrino e este indicou - também - o uso da gota, é porque tens alguma outra condição além da sinusite, portanto, use. Do contrário, procure seu otorrino!

  • 1190
  • 428
  • 975
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Saber também que as patologias da faringe podem causar desconforto reflexo nas orelhas. Persistindo, volte ao Otorrino para uma reavaliação, pois sensibilidades geralmente não perduram por esse tempo.

  • 68
  • 18
  • 36
Dr. Antônio Thomé Júnior

Otorrino

Goiânia

Ver as 35 perguntas sobre Otite Média