Perguntas sobre Refluxo gastroesofágico (esofagite)

Tem perguntas sobre Refluxo gastroesofágico (esofagite)?

Nossos especialistas responderam 87 perguntas sobre Refluxo gastroesofágico (esofagite).

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Perguntas sobre Refluxo gastroesofágico (esofagite)

87Perguntas

179Respostas

31Especialistas de acordo

207Pacientes agradecidos

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma doença crônica, uma vez realizado o diagnóstico de DRGE erosiva, os sintomas podem reaparecer de acordo com a dieta e as medidas comportamentais. Dor torácica e "arrotos" podem ser sintomas atípicos de DRGE, entretanto o gosto de sangue na boca não costuma ser frequente. Sugiro consulta com gastroenterologista para dar seguimento ao tratamento.

  • 47
  • 25
  • 25
Dra. Caroline Mendonça Camargo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 4 respostas

O procedimento padrão-ouro para a doença do refluxo gastroesofágico é uma cirurgia chamada fundoplicatura gástrica, que pode ser feita por videolaparoscopia e é um tratamento seguro e eficaz. O stretta é um tratamento mais conservador, porém não existem resultados conclusivos sobre a sua eficácia e segurança. De qualquer maneira, para avaliar qual é o tratamento adequado para o seu caso, são necessários alguns exames específicos e uma boa consulta. Agende a sua!

  • 39
  • 9
  • 14
Dr. Vinicius Vieira Simonetti Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 4 respostas

A Doença do Refluxo ocorre quando o conteúdo do suco gástrico ("ácido do estômago") sobe para o esôfago. Desta forma, elevar a cabeceira da cama dificulta esta subida diminuindo a chance de refluxo. Dormir sobre o lado esquerdo também pode diminuir o refluxo em comparação quando se dorme do lado direito, de costas ou de bruços (isso, por causa da posição do estômago).

  • 31
  • 13
  • 267
Dr. Quelson Coelho Lisboa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Belo Horizonte

Ver as 3 respostas

Provavelmente pode tratar-se de um quadro de refluxo gastroesofágico. São necessário exames como a manometria e phmetria para ajudar na elucidação. A maioria dos casos responde ao tratamento medicamentoso e medidas comportamentais. Em outros casos, o tratamento cirúrgico está indicado.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 1275
  • 289
  • 2617
Dr. Ricardo da Silva Lourenço Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Sim. Muitas vezes a causa da Asma de início na idade adulta é Refluxo. O antiácido não vai piorar mas não vai resolver. Primeiro tem que realizar os exames para tentar relacionar a Asma com o Refluxo, depois decidir o melhor tratamento.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 47
  • 12
  • 51
Dra. Maria de Fátima Sobral Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista, Gastroenterologista

Niterói

Ver as 3 respostas

Esses sintomas que você descreve não parecem ter relação com a esofagite erosiva, mas sim com algum problema relacionado ao intestino. São muitas as possibilidades. É preciso uma consulta com um gastroenterologista para uma melhora avaliação e chegarmos a um diagnóstico correto.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 342
  • 169
  • 331
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Pangastrite, esofagite e duodenite são diagnosticados por endoscopia e indica tratamento específico. A taquicardia não é relacionado diretamente a esses sinais, mas a dor, o incômodo pode gerar taquicardia. Acho muito interessante você passar também com cardiologista para uma avaliação de arritmias. Clínicas Médicas Dr. Especialistas

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 777
  • 57
  • 312
Dr. Teng Chang Sing

Cirurgião do aparelho digestivo, Gastroenterologista

São Paulo

Ver as 3 respostas

Sim, pode ser a persistencia do refluxo. Um teste terapêutico pode ser realizado com medicações que diminuem a produção de ácido pelo estômago e aceleram seu esfaziamento. E exames como a manometria e phmetria esofágica são necessários para uma definição mais precisa do seu quadro.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 1275
  • 289
  • 2617
Dr. Ricardo da Silva Lourenço Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Coloproctologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

É preciso confirmar a sua tese, de que seus sinais e sintomas estão relacionados com refluxo gástrico; então, é necessário consulta médica, exame físico e exames complementares; Quanto à dor em região posterior e que está desencadeando arroto, pode sim estar inter-relacionados; volta a orientar a necessidade da avaliação médica. Este tipo de dor ser compatível com patologias pulmonar, cardíaca, muscular, vascular e outros.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 3
  • 1
  • 19
Dr. Gustavo Safatle Barros

Médico clínico geral

Goiânia

Ver as 3 respostas

O principal tratamento para o Refluxo gastroesofágico são as medidas comportamentais e o tratamento medicamentoso. Em apenas algumas ocasiões está indicado o tratamento cirúrgico. Somente o seu médico pode indicar o melhor tratamento no seu caso.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 31
  • 13
  • 267
Dr. Quelson Coelho Lisboa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Belo Horizonte

Ver as 3 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia: