Transtorno da Ansiedade - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transtorno da Ansiedade

Os especialistas falam sobre a Transtorno da Ansiedade

Transtorno da Ansiedade Generalizada é quando, por mais de 6 meses, em várias áreas da vida pessoal e do trabalho, a pessoa apresenta muita ansiedade associada a uma tendência a se preocupar excessivamente com problemas, temendo sempre que o pior aconteça a sua saúde; cansa-se facilmente; não dorme bem; irrita-se por motivos que antes incomodariam menos; tem os músculos tensos, principalmente nos ombros e nuca; tem dificuldade de se concentrar e mal consegue relaxar. O tratamento psiquiátrico é eficaz no controle dos sintomas e pode ser complementado por psicoterapia para aumentar sua efetividade a longo prazo.
Dr. Rafael Ventura Lima
Dr. Rafael Ventura Lima Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São Paulo

A ansiedade é algo comum em todas as pessoas, em níveis exagerados passam a não mais nos proteger mas a paralisar diante de coisas que não merecem tanto medo. Por exemplo, é normal quando se apresenta uma palestra ou um vai a uma entrevista de emprego que se sinta ansioso alguns minutos antes de iniciar, porém, quando a ansiedade apresenta prejuízos na vida tais como:  insônia, taquicardia, calafrios, sudorese, falta de ar, tremores, pensamentos de incapacidade e etc. se faz necessário uma intervenção psicoterapêutica. Algumas doenças estão associadas a ansiedade, entre elas: Transtorno de Pânico, fobias, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), transtorno de ansiedade generalizada.
Dra. Vilma Oliveira
Dra. Vilma Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Londrina

Acolho o paciente, ouço-o com atenção, procuro discernir o gatilho que provoca a ansiedade e alimenta o transtorno, direciono sempre em busca de aliviar o sofrimento, a angústia. O processo de psicoterapia nesse caso consiste numa reeducação onde o paciente reaprende a viver de forma moderada, controlar seus pensamentos e por os pés no chão, vivendo da forma mais realista possível, dando o devido valor aos riscos que corre, impedindo dessa forma, que o paciente potencialize os problemas e suas consequências.
Dr. Dínerson Fiuza
Dr. Dínerson Fiuza Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

São Paulo

Você já sentiu uma ansiedade tão intensa que se tornou um "Pânico"? É uma sensação de extrema ansiedade ou de medo intenso, sem que exista uma causa aparente ou definida. Pode durar desde alguns minutos até horas. Os sintomas incluem sentimentos de morrer ou de perder o controle de si mesmo, respiração rápida e ofegante. Pode ter suores nas mãos, tonturas ou sensação de desequilíbrio, dor ou aperto no peito, além da sensação de imensa solidão, morte iminente ou que algo muito ruim está para acontecer. Os sintomas de um ataque de pânico podem ser tão intensos, que a pessoa pode pensar que está tendo um ataque cardíaco. É importante descobrir se existe algum problema isolado ou orgânico.
Cleunice Paez Borges

Psicóloga

|

São Paulo

A ansiedade patológica ocorre quando este estado está desproporcional à situação enfrentada, ou quando ocorre na ausência de qualquer perigo real. Uma vez que a percepção de perigo depende fundamentalmente do processamento cognitivo do indivíduo, podemos dizer que mesmo uma situação de perigo imaginário (fantasias) é capaz de desencadear respostas de ansiedade em uma pessoa. À parte a recomendação consensualmente aceita de medicação e psicoterapia, existem algumas técnicas bastante simples que podem ser utilizadas a qualquer momento, e que interrompem, relativamente rápido, o estado corporal que a ansiedade provoca.
Dra. Sirlei D. Ribeiro Giannini
Dra. Sirlei D. Ribeiro Giannini Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Uberlândia

Ver mais

Tem perguntas sobre Transtorno da Ansiedade?

Nossos especialistas responderam 118 perguntas sobre Transtorno da Ansiedade.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá, Você já reconheceu que sua relação com a comida está alterada por conta da ansiedade demasiada que tem sentido recentemente. Reconhecer o problema é o primeiro passo! Mas se queremos resolvê-lo, o segundo é procurar uma ajuda profissional. Você já sabe que este jeito de lidar com a ansiedade não é nada funcional. Ainda que traga um alívio momentâneo, depois pode haver culpa e arrependimento, além de questões fisiológicas como alteração de peso ou desequilíbrio de nutrientes. Recomendo que procure um psicólogo. Juntos, vocês entenderão o que tem acontecido e traçarão estratégias para lidar com esta ansiedade de uma maneira mais eficaz, que não traga efeitos negativos, como é o caso de "descontar" na comida. Abraço!

  • 52
  • 52
  • 103
Marjorie Carvalho

Psicóloga

Florianópolis

Essa ansiedade que você sente tão intensamente, localizando ela no peito e que te afasta das pessoas pode estar ligada a algum tipo de medo, mas não sei se necessariamente uma fobia. Da forma como eu entendo, a timidez é sempre baseada em um medo, mas geralmente o medo de "o que vão pensar de mim?". Creio que um processo de psicoterapia com um bom psicólogo, que seja capaz de te compreender e que te faça sentir acolhido e respeitado pode te ajudar muito no seu processo de autoconhecimento e autodesenvolvimento.

  • 26
  • 49
  • 31
Diogo Lana Monte-Mór

Psicólogo

Belo Horizonte

Você descreve sintomas de ansiedade e depressão. Recomendo que procure um psicólogo que faça o diagnóstico diferencial do seu caso e possa te ajudar a compreender os aspectos subjetivos do seu sofrimento.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 5
  • 10
  • 0
Flávio Simões de Andrade Penna Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

São João del Rei

Marcar consulta

Olá! Uma das reações mais comuns do Alprazolam é tontura e vertigem, então provavelmente você está tonta devido a reação medicamento. É importante retornar ao Psiquiatra e sinalizar o seu incômodo. Nunca tome ou aumente a dosagem por conta própria. Além da medicação, é importante buscar um Psicólogo para iniciar Psicoterapia. Espero ter ajudado!

  • 11
  • 9
  • 42
Fernanda Freitas Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Salvador

Marcar consulta

Ver as 118 perguntas sobre Transtorno da Ansiedade