como diferenciar TDAH de Trastorno bipolar? passei em 2 psiquiatras, u...

Os dois diagnósticos (TDAH e Bipolaridade) possuem pouco em comum. A fase de mania no Transtorno Bipolar apresenta um maior nível de impulsividade, de atividades e dificuldade de concentração. No entanto, esses sintomas são episódicos (duram no mínimo quatro dias seguidos), acompanhados de humor muito elevado e outras características específicas da bipolaridade. Os períodos de mania são alternados com períodos com sintomas depressivos, também episódicos. Por outro lado, o TDAH em si não apresenta mudanças tão impactantes sobre o humor, nem os demais sintomas apresentados na bipolaridade. Procure um novo profissional para realizar um novo diagnóstico mais detalhado e preciso. Aproveite a oportunidade para questionar sobre essas dúvidas que você está trazendo. É muito arriscado iniciar qualquer tratamento antes do diagnóstico estar corretamente estabelecido.

O diagnóstico entre os dois transtornos é extremamente complicado na idade adulta, caso o médico esteja suspeitando de transtorno bipolar tipo II. Existe ainda a possibilidade do paciente ser portador das duas patologias ao mesmo tempo. Isto ocorre pela genética compartilhada e dimensões de sintomas que podem ser semelhantes. Para tirar está dúvida diagnostica, somente uma avaliação ao longo de várias consultas, colhendo também informações dadas por pessoas que convivem com os pacientes.
Caso o paciente tenha transtorno de humor e TDAH, este último deve ser tratado somente após estabilização do primeiro. Há pressa no uso de medicamentos nestes casos pode gerar dificuldades no futuro do tratamento.

Discordância entre diagnósticos anunciam a complexidade ou fluides dos sintomas que podem estar presentes em várias condições. Sugiro em uma avaliação que considere o sistema familiar, histórico escolar, profissional e relacional, e estrutura e dinâmica do estilo de vida. Em muitos casos os incômodos apresentados poderão ser minimizados até sem necessidade de medicamentos por uma boa estratégia clinica. E vale dizer, não aceite rotulação sobre sua condição. Você é muito mais do que nomes de transtornos e doenças.

Os sinais e sintomas de TDAH são mais ligados à desatenção, hiperatividade e impulsividade. Enquanto a Bipolaridade marca-se pela oscilação de humor (ora euforia,  ora depressão), pensamentos flutuantes e recorrentes e com velocidade elevada de pensamentos, chegando a obsessão e intensa irritabilidade sem motivo aparente muitas vezes associado à intensa alegria/euforia. Sente pouca necessidade para dormir e apresenta hipersexualidade (insinuações precoces, uso de maquiagens exageradas, roupas muito curtas e desejo sexual exacerbado) – os quais se veem em mais de 80% dos casos. No TDAH, a irritabilidade costuma ocorrer no portador quando ocorrem momentos de frustração, espera e/ou ao ser contrariado sem que seja de aparecimento espontâneo. Mas buscar um profussional de sua confiança é a melhor opção para realizar um tratamento para minimizar seus sintomas.

Olá, seria importante você passar por uma avaliação de um psicólogo. Abraço.

Sugiro que busques outro profissional, preferencialmente psicóloga ou psiquiatra para poder tirar suas dúvidas assim como iniciar um tratamento adequado. O que posso te dizer de antemão é que os sintomas de TDAH e Bipolaridade são diferentes entre si.
Abraço!

Olá,

Se voce tem alguma insegurança sobre o diagnostico e o tratamento, seria interessante voce ouvir outro especialista, uma terceira ou quarta opiniao. É importante sobretudo voce se sentir confiante e confortavel com o profissional que está cuidando de sua saúde.

Espero ter ajudado.

A grosso modo no transtorno bipolar além da mania há também o humor rebaixado. Em indivíduos hiperativos, sem comorbidade ou seja sem ter qualquer outro transtorno associado, não costuma haver essa variação tão marcada de humor.

Não desabonando a palavra dos colegas quero trazer uma palavra diferente, "explicações" sobr TDAH e Transtorno Bibolar já tem.Você além de ter seus problemas que com certeza lhe causam muita angústia ainda tem que conviver com esse universo de palavras e "concelhos" "explicações" que mais lhe deixam insegura que qualquer outra coisa. Não há um diagnóstico exato, não há uma só palavra que traga paz, sua angústia só aumenta e se sente cada dia pior. Tente outro caminho amiga , tente buscar dentro de sua alma a calma e a sua verdadeira paz. Ore, medite, faça ioga, Caminhe, aprecie a natureza e quando o diagnóstico certo chegar vai sentir paz. Émuigo triste quando vamos buscar ajuda com alguém que tem o "suposto saber" e eles mesmo se contradizem. Pensar na angústia do paciente é super importante, esse é o meu papel como Psicóloga. Te desejo tudo de bom e que em breve sinta paz para seguir sua jornada . Tudo vai se resolver tenha calma e fé, busque se equilibrar . Abraços Sayonara Machado

Olá. Os transtornos psíquicos podem vir sozinhos ou compartilhados e por isso damos o nome de comorbidade
Caso esteja acontecendo com você esta patologia compartilhada é essencial a confiança no profissional e assim realizar o tratamento medicamentoso e a psicoterapia
Procure estabelecer o laço com profissional e relate sua atual condição, mas não fique sem tratamento pois os sintomas podem se agravar.

concordo os colegas e acrescento que seria interessante fazer uma avaliação neuropsicológica que fará a coleta de informações bem aprofundadas em anamnese e aplicará diversos testes psicológicos e neuropsicológicos, contribuindo assim com o diagnóstico diferencial. O diagnóstico será feito pelo psiquiatra com apoio da avaliação que possivelmente constará uma hipótese diagnóstica e informações relevantes para o médico. Quaisquer dúvidas, estou à disposição.

Ver as 240 perguntas sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)?

Nossos especialistas responderam 240 perguntas sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.