Perguntas sobre Transtorno De Pânico

Tem perguntas sobre Transtorno De Pânico?

Nossos especialistas responderam 111 perguntas sobre Transtorno De Pânico.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Perguntas sobre Transtorno De Pânico

111Perguntas

935Respostas

650Especialistas de acordo

1454Pacientes agradecidos

Os sintomas são sugestivos de um ataque de pânico, porém se faz necessário uma avaliação mais criteriosa para fechar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado. procure um profissional psicólogo.

  • 30
  • 53
  • 21
Dr. Enéas Cassiano dos Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Nova Iguaçu

Marcar consulta

Ver as 24 respostas

Síndrome do Pânico é transtorno de ansiedade. O mais recomendado é que você busque acompanhamento médico e psicológico. Tanto ajuda psiquiátrica e psicológica são importantes.

  • 11
  • 16
  • 14
Luciano Mesquita de Sousa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Salvador

Marcar consulta

Ver as 21 respostas

Olá, pode ser que sim. O medo altera nosso corpo de diversas forma, a variação de pressão é uma delas. Você está fazendo um tratamento psicoterapêutico aliado à medicação? Os resultados são vistos mais rápido, de forma mais eficiente e duradoura quando os dois tratamentos são somados.

  • 12
  • 17
  • 10
Patricia Cristina Stecca Moreira

Psicóloga

Sorocaba

Ver as 19 respostas

Não há receita pronta. É necessária a compreensão do surgimento desse problema a partir da sua história de vida para melhor direcionar. De todo modo, acompanhamento psicológico e psiquiátrico podem contribuir.

  • 39
  • 75
  • 34
Alânia Diógenes Holanda Saldanha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Fortaleza

Marcar consulta

Ver as 17 respostas

Prezado paciente, você está sofrendo. Antes de tudo é isso o que está acontecendo. Algo ocorreu de muito intenso que desencadeou esse medo fora do normal e a persecutoriedade que relata. Você não conseguirá controlar seus pensamentos dessa forma como que está tentando. Esse tipo de tentativa será em vão. O mais indicado é que procure ajuda de um psicólogo e/ou um psiquiatra urgente. Esses pensamentos são involuntários, não dependem de você, e tendem a aumentar com o passar do tempo caso o motivo desencadeante não seja tratado com o devido cuidado. Um bom processo psicoterápico lhe ajudará a restabelecer o curso normal de sua vida. Portanto, não busque apenas um auxilio medicamentoso, pois ele ajudará na redução dos sintomas mas não atingirá a causa do que te faz sofrer. Estou a disposição para o que precisar. Abraços!

  • 26
  • 29
  • 18
Ronaldo Lopes Coelho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 17 respostas

Levando em consideração o medo e este pensamento de que coisas ruins possam acontecer, é preciso dar atenção ao motivo para todo este medo. É preciso ver o que esta criança já viveu e até mesmo do que já presenciou, para que então seja possível compreender o como ela vê este mundo. Como foi dito acima esta conversa precisa começar com as pessoas que são responsáveis por ela. Um acompanhamento psicológico ajudaria a compreender melhor estas razões e auxiliar não só a sua sobrinha mas também aos pais nas melhores formas de enfrentar esta situação.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 41
  • 44
  • 32
Rodrigo Vogas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 17 respostas

Olá! No transtorno de pânico os sintomas são mais agudos. O medo é das próprias reações fisiológicas e psicológicas frente a algo que possa desencadear ansiedade, em especial o medo de um ataque de pânico. A pessoa fica alerta para identificar qualquer coisa que não esteja normal no seu próprio corpo, pois as interpreta como indício de que colapso iminente, insanidade ou morte. Na ansiedade generalizada há a tendência a se preocupar muito com muitas coisas. A pessoa fica sempre imaginando todas as consequências catastróficas possíveis para o que ela faz e imaginando maneiras como pode impedi-las de acontecer. Tanto num caso como no outro o sofrimento é intenso. Este é um panorama geral sobre o que acontece nestes quadros. Mais importante do que isso é você poder se aprofundar em como isto é vivido por você, pois muito mais do que os sintomas irá aparecer. Um profissional da área psi irá poderá te ajudar muito nesta busca! Até mais!

  • 45
  • 41
  • 187
Rogério Cogo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 16 respostas

Sim. O transtorno de pânico tem tratamento e pode ser curado sim, mas não é um tratamento curto e não deve ser apenas baseado em medicação, precisa estar associado também outras formas de tratamento como psicoterapia, atividade e física e outras.

  • Obrigado 15
  • 10 especialistas de acordo
  • 106
  • 319
  • 476
Dr. Douglas Motta Calderoni

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 15 respostas

Certamente você tem uma certa pré disposição a transtornos psicológicos e grandes dores psíquicas, vivências mal elaboradas, angústias e uma série de dores que a droga traz a tona, afrouxando suas resistências. O problema é que a droga faz isso de modo muito rápido e intenso, e você não está preparado para lidar com essas cargas afetivas que lhe são "despejadas", por isso a chamada "bad trip". Busque um bom psicólogo, fale sobre suas dores, fortaleça seu psiquismo. É complicado o uso de drogas que são alucinantes, pois nunca se sabe o que vão trazer à tona, ainda mais com um frágil psiquismo. Cuide de você e da sua saúde.

  • 387
  • 257
  • 333
Mariana Pavani

Psicanalista, Psicóloga

Campinas

Ver as 15 respostas

Não é possível definir se você possui algum distúrbio psicológico apenas com as informações passadas. Como você mesmo relatou esse medo vem lhe causando sofrimento, por isso tenho certeza que um psicólogo te ajudará! Com uma conversa mais profunda o mesmo será capaz também de definir o seu problema e ajudará nessa e em outras questões que devem estar por trás do medo relatado. Com relação a que tipo de psicólogo escolher, acho que você deve procurar um profissional que você se identifique, que se sinta acolhido, compreendido e ajudado.

  • 47
  • 25
  • 29
Thatianne Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Campinas

Marcar consulta

Ver as 15 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia: