Transtornos Da Personalidade - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transtornos Da Personalidade

Os especialistas falam sobre a Transtornos Da Personalidade

Na Personalidade Dependente a maior parte dos pensamentos da pessoa são irreais e quase sempre emocionais. Precisamos buscar manter um equilíbrio entre o lado racional e emocional isso poderá ajudá-lo em decisões para atender aos seus desejos, seria um bom caminho para a melhora dos quadros de ansiedade e depressão. Em casos de personalidade dependente, deve-se trabalhar a autoconfiança, o apego excessivo, a reestruturação mental de modo que se torne mais adaptado para viver. Trabalhar a autonomia e melhora nas decisões é um bom passo para se adequar e aprender a ser resiliente com as frustrações.
Cleunice Paez Borges

Psicóloga

|

São Paulo

Os sinais e sintomas variam muito de acordo com o tipo de transtorno de personalidade. No entanto, todos eles têm alguns pontos em comum. Em geral, os transtornos de personalidade constituem um padrão de sentimentos, pensamentos e comportamentos que não se adaptam a situações diversas. Esse padrão geralmente começa na adolescência e pode causar inúmeros problemas em situações sociais e profissionais. Esses distúrbios comprometem seriamente a qualidade de vida dos pacientes, que sentem enorme dificuldade em adaptar-se a determinadas situações e que, por isso, causam sofrimento e incômodo a eles próprios e aos que estão por perto.
Dra. Betânia Tassis
Dra. Betânia Tassis Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

|

Rio de Janeiro

Pessoas com Transtorno de Personalidade tem muitas dificuldades de relacionamento e problemas em quase todas áreas de vida. O principal tratamento é a psicoterapia. Por meio de um relacionamento de confiança com o terapeuta, aos poucos, aprende-se a observar qual o seu papel nos problemas que acontecem. Pode ser difícil, no início, sair do papel de vítima, diminuir a impulsividade, a agressividade , a dramaticidade, o narcisismo ou a falta de empatia. O próprio relacionamento terapêutico pode ser um grande "laboratório" onde se experimenta e se aprende novas formas de se relacionar, a construir novas crenças, a regular emoções intensas e a agir conforme seus valores.
Dr. Fábio Fonseca
Dr. Fábio Fonseca Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

Campinas

Um padrão persistente de vivência íntima ou comportamento que se desvia acentuadamente das expectativas da cultura do indivíduo, é invasivo e inflexível, tem seu inicio na adolescência ou começo da idade adulta, é estável ao longo do tempo e provoca sofrimento ou prejuízo.
Táila Menegate
Táila Menegate Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

São Gonçalo

No tratamento psiquiátrico precisamos ajudar em duas partes: na parte química da doença onde entra a medicação adequada que promove um equilíbrio nas substâncias cerebrais; e na parte que envolve a personalidade da pessoa, pois as manifestações de cada doença depende de como cada ser humano é. Aqui entra ajudar a pessoa a lidar melhor com as frustrações, entender melhor suas próprias limitações e a forma de enxergar o mundo. Só assim teremos um tratamento completo e eficaz. As pessoas que possuem algum tipo de transtorno mental precisam e muito de compreensão, ajuda e respeito! A melhor forma de ajudar é oferecendo apoio! 1 pessoa a cada 4 precisará de ajuda psiquiátrica em algum momento.
Vanessa Leal
Vanessa Leal Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

Palhoça

Ver mais

Tem perguntas sobre Transtornos Da Personalidade?

Nossos especialistas responderam 24 perguntas sobre Transtornos Da Personalidade.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Recomendo que busque ajuda com ambos! A psicoterapia (normalmente reapizada por psicólogo) é fundamental para todos os tipos de transtorno de personalide, sendo mais importante do que qualquer medicação. Por outro lado, a avaliação psiquiátrica é importante para definir se há um diagnóstico fechado, se há indicação de uso de medicação e se é necessária investigação de doenças que caisem sintomas psiquiátricos.

  • 743
  • 779
  • 1426
Tomás Rotelli de Olivieira Ferreira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Uberaba

Olá. Então, parece o fato de desconfiar muito das pessoas te leva a se sentir inseguro e não estabelecer vínculos mais fortes. A forma como você encara o mundo diz muito de suas emoções e até ações. Você pode ter uma visão muito negativa acerca dos outros o que te causa comportamentos que você mesmo coloca como "sem lógica". Procure um terapeuta cognitivo comportamental. Na terapia você pode corrigir os seus "erros de pensamento" e manter relações mais saudáveis. O ser humano é um ser social, está sempre em relação. A interação social é uma habilidade que se aprende. Um abraço.

  • 43
  • 73
  • 40
Carolina Viana Dutra Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Fortaleza

Marcar consulta

O que é mais comum de ver é um transtorno de humor em comorbidade com um de personalidade. Acredito que seja possível a pessoa ter um transtorno principal com traços de outro, sem fechar o diagnóstico pra outro transtorno

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 69
  • 18
  • 29
Mariana Barbosa Montes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá boa tarde! Primeiramente recomendo procurar um Psicologo para poder trabalhar as suas questões que são afetadas pelo transtorno de personalidade, e com isso conseguir se organizar. Devido ao desemprego e a possível ausência de uma renda que seja fixa, você pode recorrer a profissionais do SUS ou a Psicólogos que atendem em clínicas sociais a preços acessíveis! Em ambos os casos eles podem encaminha-lo a um Psiquiatra pra avaliação da necessidade de medicação e a um Assistente Social para poder auxilia-lo com a questão social do desemprego. Abraços,

  • 3
  • 5
  • 1
Dr. Gabriel Pirovani Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Guaçuí

Marcar consulta

Ver as 24 perguntas sobre Transtornos Da Personalidade