Transtornos de Ansiedade - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transtornos de Ansiedade

Informação sobre Transtornos de Ansiedade

O que é?

A ansiedade é uma característica normal do ser humano. Trata-se de um sentimento bastante vago de medo do que possa acontecer no futuro. Uma ameaça externa faz o organismo aumentar o seu ritmo para reagir a ela. Ela se torna patológica quando a reação do corpo torna-se excessiva e passa a ocorrer sem que exista um acontecimento real capaz de dispará-la.

Há vários tipos de transtornos de ansiedade. Entre os mais comuns estão:

- Síndrome do pânico: a pessoa sofre crises súbitas, muito parecidas com ataques cardíacos, sem justificativa. Essas crises ocorrem esporadicamente em diferentes situações gerando insegurança.

- Fobia social: medo de interagir com outras pessoas.

- Agorafobia: medo de lugares abertos ou de lugares públicos com a presença de multidões.

- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC): manias ou rituais criados em diversas situações.

- Transtorno de estresse pós-traumático: depois de um acidente ou quando a pessoa é vítima de uma violência, reage como aquilo fosse se repetir a cada momento.

- Transtorno de ansiedade generalizada: é um quadro de ansiedade crônica sem qualquer fundamento para o nervosismo.

- Transtorno de ansiedade de separação: medo de perder alguém que ama. Mais comum em crianças.

Qual é a causa?

Não se sabe exatamente a causa que transforma a ansiedade normal do ser humano em patológica. Acredita-se que dois fatores sejam os responsáveis pela modificação do quadro. O primeiro deles seria genético. Pessoas com familiares próximos vítimas de transtornos de ansiedade teriam maior possibilidade de desenvolver a doença. O segundo responsável para o desenvolvimento de quadro patológico de ansiedade seria o estresse.

Quais os sintomas?

O sintoma principal que caracteriza o transtorno de ansiedade é a constante preocupação ou tensão sem que existam motivos para isso. Há muitos outros sintomas que variam de pessoa para pessoa. Entre eles estão: dificuldade de concentração, fadiga crônica, irritabilidade constante, dificuldade para adormecer e quando o sono chega não é satisfatório, inquietação, tensão muscular, tremedeira, dores de cabeça, dores de estômago, náusea, diarreia, palpitações, sudorese, vômitos e dificuldade respiratória. Os transtornos de ansiedade atingem adultos e também crianças. São mais comuns em mulheres que em homens. Nelas, podem gerar alterações, inclusive, hormonais chegando a suspender os períodos menstruais.

Como fazer o diagnóstico?

Os diagnósticos dos transtornos de ansiedade normalmente ocorrem por exclusão. Com a extensa gama de sintomas, o médico pode realizar exames para descartar outras causas para eles. No entanto, o mais importante é a entrevista realizada pelo profissional de saúde. Ele deve obter do paciente um relato detalhado dos sintomas para não apenas diagnosticar um transtorno de ansiedade, mas também classificá-lo de acordo com a categoria e intensidade.

Qual o tratamento?

De acordo com a classificação do transtorno de ansiedade e de sua intensidade, os médicos podem enveredar por três caminhos no tratamento. Os transtornos mais leves podem ser solucionados com mudanças de hábito na vida das pessoas com o aumento de atividades capazes de ajudar na diminuição do estresse. Iniciar uma rotina diária de exercícios e ampliação os horários destinados ao lazer podem ajudar a reduzir o quadro de ansiedade. A psicoterapia também é utilizada no auxílio ao combate da doença. O uso de medicamentos é outra opção. Antidepressivos e calmantes podem ser utilizados quando necessário. Nada impede que o médico utilize até mesmo as três opções conjuntamente.

Possui uma dúvida concreta sobre Transtornos de Ansiedade? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Transtornos de Ansiedade

A ansiedade é um problema que acomete grande parte da população atualmente. Todas as pessoas apresentam um determinado nível de ansiedade. Mas quando a ansiedade aumenta muito, pode deixar de ser algo normal e se tornar patológica. Talvez você tenha se sentido muito inquieto, nervoso e preocupado. Talvez você esteja apresentando sintomas físicos como taquicardia, falta de ar, aperto no peito, mãos geladas, tontura e dor de cabeça. Talvez você perceba que está perdendo o autocontrole. Estes são sinais de alerta. Busque uma avaliação e orientações médicas.
Dra. Fabiana Ribeiro Gonçalves
Dra. Fabiana Ribeiro Gonçalves Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista

|

Goiânia

Transtorno de ansiedade já é considerado o mal do século e não à toa que a busca por ajuda neste sentido vem aumentando cada vez mais. E com isso a ciência avançou muito para auxiliar os pacientes com este transtorno. A Terapia Cognitivo-Comportamental oferece inúmeras técnicas que costumam trazer resultados significativos nesses casos.
Luísa Negrão de Moura
Luísa Negrão de Moura Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Curitiba

A ansiedade passa a ser doença quando afeta o dia a dia do individuo tanto com sintomas físicos - palpitações, suor excessivo, tremor, insônia – quanto com sintomas emocionais – medo excessivo, angustia, preocupação extrema. Fatores genéticos aumentam a probabilidade de ser portador da doença. O tratamento é a base de antidepressivos e ou psicoterapia. Solicito exames laboratoriais que auxiliam a diferenciar ansiedade de outros diagnósticos clinicos. Tem cura e o acompanhamento tem abordagem integral, com o objetivo de que o paciente volte à rotina normal.
Dra. Vivian Machado
Dra. Vivian Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

Rio de Janeiro

A primeira coisa que precisa fazer é identificar qual é a sua maior preocupação, qual o contexto mais profundo existente nela, e que mexe com seus medos, determine algo que possa ser feito a respeito. Determine qual a probabilidade da sua preocupação acontecer, quais hipóteses e saídas pode encontrar para a situação. O que de pior pode acontecer, seria algo superável? Pense nas melhores hipóteses, e nas estratégias do que pode ser feito. Verifique se você tem muitos pensamentos limitantes que te impedem de encontrar a solução, se são exagerados ou muito negativos. Pense em quantas vezes já passou pela mesma situação e conseguiu resolver, e quantas vezes seus pensamentos te enganaram?
Cleunice Paez Borges

Psicóloga

|

São Paulo

Ansiedade é um um estado psíquico normal, natural e fundamental na vida de todos nós. Mas em alguns casos, quando esse mecanismo sofre pertubações a ansiedade pode começar a interferir em nosso cotidiano, de forma a torna a tornar-se prejudicial atingindo o organismo como um todo e gerando patologias. Convido você a buscar entender seus sintomas? Como o seu corpo se comunica com você, como ele está se sentindo, como esta se defendendo e como podemos fazer para retornar a um equilíbrio saudável. Te convido a fazer as pazes com sua ansiedade e usar ela a se beneficio desenvolvendo um mecanismo muito importante para sua vida e interação com o meio e na relação com os outros. Busque a Mudança.
Rodrigo Vasconcellos
Rodrigo Vasconcellos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Florianópolis

Ver mais

Tem perguntas sobre Transtornos de Ansiedade?

Nossos especialistas responderam 230 perguntas sobre Transtornos de Ansiedade.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Olá! Você pode procurar um psicólogo que te ajude a compreender melhor qual o sentido desses sintomas na sua vida e, consequentemente, encontrar alívio para eles. Além disso, você pode iniciar alguma atividade física e fazer exercícios de relaxamento e/ou meditação. Enfim, alguma prática que te ajude a relaxar. Boa sorte!

  • 9
  • 8
  • 4
Ana Tercila Campos Oliveira

Psicóloga

Fortaleza

Aconselho você a procurar um clínico para verificar se há alguma alteração física. A psicoterapia poderá lhe ajudar também, a cognitivo-comportamental tem obtido bons resultados nestes casos.

  • 12
  • 5
  • 3
Rosana Poletto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Campinas

Marcar consulta

Vejo que tem dúvidas sobre a ansiedade e o exercício físico. Como cada pessoa tem uma história, não sei qual é a sua em relação ao exercício físico ou fatores que podem estar relacionados a ele. Sugiro uma avaliação com profissional da educação física (avaliar a forma que está fazendo o exercício e suas variáveis) e se for o caso, psicólogo para ver as questões emocionais e comportamentais, bem como, compreender o que se entende por sintomas de ansiedade para o seu caso. Espero ter ajudado!

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 14
  • 9
  • 4
Emmanuela Loiola Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Aracaju

Marcar consulta

Essas manifestações físicas podem sim estar associadas com a ansiedade elevada. O corpo e a mente são indissociáveis e o que acontece em uma dimensão pode afetar a outra. Tanto um tratamento medicamentoso quanto um acompanhamento psicoterapêutico são importantes para lidar com as situações de estresse intenso e/ou prolongado. Enquanto a medicação alivia e controla os sintomas, no processo de psicoterapia se desenvolvem formas de enfrentamento e autoconhecimento para reduzir a vulnerabilidade ao estreses da vida cotidiana.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 4
  • 6
  • 0
Ettore Riter Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Goiânia

Marcar consulta

Ver as 230 perguntas sobre Transtornos de Ansiedade