Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos

Os especialistas falam sobre a Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos

Vários estudos têm demonstrado que a formação da memória é facilitada por um sistema modulatório endógeno, mediado pela liberação de hormônios de estresse e pela ativação da amígdala cerebral. Esse sistema é adaptativo em termos evolutivos, permitindo o reforço de memórias importantes para a sobrevivência. Em condições de estresse emocional, esse mesmo sistema pode levar à formação de memórias vívidas e duradouras, características do Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT). A Terapia EMDR é uma técnica psicológica que revela-se muito eficiente em relação ao TEPT.
Ana Vera Freitas Ramos
Ana Vera Freitas Ramos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Uberlândia

O transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) pode ser definido como um distúrbio da ansiedade caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais. Esse quadro ocorre devido à pessoa ter sido vítima ou testemunha de atos violentos ou de situações traumáticas que representaram ameaça à sua vida ou à vida de terceiros. Quando ele se recorda do fato, revive o episódio como se estivesse ocorrendo naquele momento e com a mesma sensação de dor e sofrimento vivido na primeira vez. Essa recordação, conhecida como revivescência, Desencadeia alterações neurofisiológicas e mentais.Procure ajuda de um psicologo.
Vanderlúcia Macario
Vanderlúcia Macario Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Florianópolis

O estresse contínuo no dia a dia pode causar danos ao cérebro afetando a aprendizagem, a memória, o controle de tensão, a tomada de decisões e até a capacidade de interação social. Contudo, o trauma não deve ser visto como um dano permanente que precisa durar a vida toda. Existe um fim para o sofrimento e é possível recuperar a capacidade de viver bem mesmo anos depois de um acontecimento traumático em nossa vida. É possível sair da situação de sofrimento constante através da psicoterapia. Com ela podemos reorganizar as emoções internas e continuar o processo de vida com pensamentos, comportamentos e crenças pessoais mais positivas.
Heloisa Pereira
Heloisa Pereira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Londrina

O transtorno de estresse pós traumático caracteriza-se pela presença de sintomas cognitivos, emocionais e comportamentais desenvolvidos após um trauma (assalto, acidente de carro, violência física ou qualquer estressor que possa gerar uma percepção de extrema vulnerabilidade). A pessoa apresenta ansiedade e angústia intensas associadas a revivescência interna do trauma, evitação de situações que possam recordá-lo e hipervigilância voltada para situações que possam sugerir risco. Costuma causar grande sofrimento e sem tratamento pode cronificar. O tratamento envolve medicação e terapia. Uma modalidade eficaz é a terapia cognitivo comportamental.
Caio Magno Matos de Almeida
Caio Magno Matos de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São Paulo

Sintomas ou condições: No humor: ataque de pânico, culpa, descontentamento geral, desesperança, nervosismo, perda de interesse, perda de interesse ou prazer nas atividades, raiva, solidão ou sofrimento emocional No comportamento: agitação, agressão, automutilação, comportamento autodestrutivo, gritos, hipervigilância, hostilidade, irritabilidade ou isolamento social Sintomas psicológicos: alucinação, ansiedade severa, depressão, flashback, medo ou desconfiança No sono: insônia, pesadelos, privação de sono ou terror noturno Corpo inteiro: estresse agudo ou perda de consciência Na cognição: pensamentos indesejados ou pensamentos suicidas Também é comum: desapego emocional.
Leticia Sanches de Castilho
Leticia Sanches de Castilho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos?

Nossos especialistas responderam 13 perguntas sobre Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Pelo que você conta você está em remissão (ausência total de sintomas), isso é o primeiro passo para a cura. O seguimento psicoterápico em conjunto ajuda bastante no processo, assim como atividade física e muitas vezes técnicas de relaxamento, como Ioga. Uma vez estando bem por um período de tempo significativo (bem mais do que só os 3 meses), seu médico vai conversar com você sobre a redução gradual da medicação. A maioria dos casos bem conduzidos não apresenta recorrência dos sintomas, assim fazer o que seu médico orienta terá um impacto significativo na sua chance de cura.

  • 75
  • 93
  • 360
Dr. Eduardo de Castro Humes

Psiquiatra

São Paulo

Com certeza você poderá ter uma ajuda importante caso procure uma ajuda especializada para identificar corretamente os sintomas e iniciar tratamento adequado. O importante é um tratamento se estabelecer rapidamente, sempre evitando a cronificação do quadro. Estes prejuízos na qualidade de vida são muito prejudiciais à vida do pacientes, podendo repercutir na vida afetiva, no trabalho e na família. Procure um psicólogo(a) na sua cidade para fazer uma avaliação e avaliar a necessidade de um acompanhamento psicoterápico e, caso necessário, o psicólogo irá lhe encaminhar para tratamento médico associado com um médico psiquiatra. Atenciosamente

  • 173
  • 777
  • 2830
Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Marcar consulta

Olá. Se entendi bem sua questão, houve um evento considerado traumático e um posterior desenvolvimento de sintomas que se está enquadradando como bipolaridade. Acho que o primeiro ponto a se considerar é que se trata de quadros diferentes entre si. O transtorno de estresse pós-traumático se caracteriza pela revivência do evento através de pensamentos, sentimentos, sonhos. Já o transtorno bipolar é caracterizado por alterações acentuadas de humor, com crises de depressão e mania. Certamente um evento traumático deve ser levado em conta no momento diagnóstico, bem como o uso de substâncias ilícitas, que deixa o psiquismo do usuário com o funcionamento alterado. O diagnóstico só pode ser feito mediante a um profissional de saúde mental, em que nas entrevistas preliminares poderá se colocar e ponderar todas essas questões. Indico que se recorra a um psicanalista.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 21
  • 7
  • 6
Elida Biasoli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Procure um psicólogo cognitivo comportamental para avaliar você. Pode ser que você tenha algum transtorno de ansiedade. Existe tratamento que vai você a lidar com essa questão com êxito.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 157
  • 24
  • 63
Cristiano Luis Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 13 perguntas sobre Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos