Violência sexual - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Violência sexual

Os especialistas falam sobre a Violência sexual

A violência sexual normalmente, afeta principalmente fatores psicológicos. Pessoas que já sofreram abuso sexual tanto na infância quanto na vida adulta,relatam traumas psicológicos quase irreparáveis, as marcas da violência persiste por toda a vida, caso não haja tratamento. A psicoterapia tem como objetivo dar um novo sentido a existência dessas pessoas,melhorar a qualidade de vida e reencontrar a satisfação na vida sexual.
Dr. Sebastião Nascimento
Dr. Sebastião Nascimento Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

Manaus

É feita a entrevista inicial para a coleta da demanda e, com escuta diferenciada e acolhimento do sofrimento, bem como avaliações qualitativas para que possam ser expostas situações que, devido à intensidade do impacto na vida da pessoa violentada, em alguns casos são muito difíceis de expressar verbalmente, intervenções e orientações são feitas para que haja maior qualidade de vida diante de tal quadro. Atividades são propostas para que sejam amenizadas as sequelas. Caso haja autorização, são feitas intervenções junto à família. O sigilo psicoterapeuta/paciente é respeitado em todos os atendimentos.
Marcia Kelen Moscatelli

Psicóloga, Psicopedagoga

|

Sorocaba

O aceitável dentro das práticas sexuais vem sofrendo mudanças ao longo do tempo em diferentes culturas, entretanto comportamentos sexuais como Exibicionismo, Voyeurismo, Fetichismo, Sadomasoquismo, entre outros, são considerados como pratica abusiva somente quando não existe consentimento entre os pares. Na prática clínica nos deparamos com situações onde o indivíduo não sabe lidar com o seu próprio desejo, nem tão pouco com os limites impostos pela sociedade. Um dos pilares do tratamento consiste na psicoeducação sexual, na qual o indivíduo vai se conscientizar, com consequente mudança de comportamento, que toda prática sexual exige consentimento do parceiro, e que nao e nao.
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão
Prof. Paulo Roberto Buarque de Gusmão Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo, Sexólogo

|

Rio de Janeiro

Caracteriza-se por ato sexual ou caricias, sem que haja consentimento de uma das partes envolvidas ou em troca de favores entre pessoas em diferentes fase de desenvolvimento sexual. O abuso sexual ocorre geralmente com crianças e adolescentes, através de ameaças, violência física e, até através de convencimento. São diversas as artimanhas utilizadas pelos abusadores, alguns chegam a “pagar” crianças e adolescentes com balinha ou dinheiro para que em troca possam manter relações sexuais com a mesma. Os reflexos da violência sexual, são infinitas e precisam ser tratadas para gerar o menor dano possível na vida do sujeito violentado. É algo extremamente sofrido, dolorido e triste.
Barbara Ahlert Schneider
Barbara Ahlert Schneider Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Sexóloga

|

Porto Alegre

É valido ressaltar que a violência sexual, pode trazer sintomas como tristeza, choro, medos, isolamento, mudanças de aparência, alterações do sono, comportamentos regressivos, ideação suicida e tentativa de suicídio, comportamentos regressivos, comportamentos agressivos, condutas disruptivas, conduta auto destrutiva, problemas de concentração, atenção e memória. Além de indicadores de nível sexual como masturbação exacerbada. Através da Terapia Cognitivo Comportamental, os sintomas serão amenizados, com diversas técnicas entre elas a identificação dos pensamentos disfuncionais. Com isso a pessoa terá maior qualidade de vida
Viviane Cardoso
Viviane Cardoso Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Neurologista, Psicóloga

|

Suzano

Ver mais

Tem perguntas sobre Violência sexual?

Nossos especialistas responderam 7 perguntas sobre Violência sexual.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

A partir dos 3 anos as crianças respondem ao protocolo NICHD de investigação do dano ponto de partida para qualquer decisão. A criança deve ser afastada do abusador, seus relatos devem ser deixados espontâneos e não conduzidos, deve-se buscar ajuda de um psicólogo e fazer denuncia do abusador (disque 100 é um bom começo). Não deixe de buscar ajuda profissional tanto para a criança quanto para o cuidador principal, pois se aconteceu uma vez o risco de reincidência é grande. Lutar contra a família não é tarefa fácil e você precisará de grande ajuda. Forte abraço

  • 77
  • 108
  • 65
José Luiz Nauiack Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Curitiba

Marcar consulta

O recomendado nesses casos, é a procura do profissional psicólogo, para assim realizar um acompanhamento . Nesse acompanhamento, é avaliado e compreendido pelo profissional essas fobias e de que modo está afetando a vida da sua filha.

  • 14
  • 1
  • 6
Juliana Gomes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Sorocaba

Marcar consulta

Olá!!!Que bom que você está disposto a ajudá-la nesse momento! Primeiramente , o mais importante é ter empatia e disponibilidade de escutar e acolher ela. Procure ajuda de um psicólogo ,a psicoterapia irá ajudá-la a elaborar e passar por todo esse período. E, se for necessário,ele irá aconselhar uma visita ao psiquiatra para simultaneamente fazer um tratamento medicamentoso. Espero que eu tenha ajudado!Estou á disposição!Fiquem bem!

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 99
  • 76
  • 66
Cristina Mostardinha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá! Posso imaginar o sofrimento que as lembranças causam a você! O importante, é que há uma percepção que precisa de ajuda, pois, já está afetando o seu comportamento, isso é imprescindível. Se dê a oportunidade de ter uma condição de vida melhor. Busque um psicólogo (a) para que de acordo com os seus sentimentos, possa abrir um leque de possibilidades e te ajudar neste momento.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
  • 4
  • 3
  • 6
Janaína Cavalcanti Rogério de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Rio de Janeiro

Ver as 7 perguntas sobre Violência sexual