COVID-19: Não desista de cuidar de sua saúde

Doctoralia

Com este especialista, você pode agendar:

Consulta no local

Se precisar de um tratamento que exija uma consulta presencial com o especialista, não espere - agende uma consulta no local.

Consultório

RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Jardim, Santo André, SP
Consultório particular


(11) 4994.....
(11) 4902.....


Experiência

Sobre mim

Atendimento Integrado e Humanizado. Se você está cansado de consultas rápidas e a sensação de não estar sendo tratado e ouvido da maneira como deveri...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Coronariopatia
  • Hipertensão
  • Doença valvular cardíaca
Mostrar mais doenças

Formação

  • Residência e Especialidade em CARDIOLOGIA, Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, 2007
  • Residência e Especialidade em CLÍNICA MÉDICA, Hospital Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, 2005


Idiomas

Português

Serviços e preços

Serviços populares

Consulta Cardiologia


RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Santo André, SP

R$ 200

Consultório particular

Retorno 100 reais


Primeira consulta Cardiologia


RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Santo André, SP

R$ 200

Consultório particular

Retorno 100 reais

Outros serviços

Avaliação pré-operatória


RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Santo André, SP

R$ 200

Consultório particular


Check up


RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Santo André, SP

R$ 200

Consultório particular

Retorno 100 reais


Consulta Clínica Médica


RUA DAS BANDEIRAS NUMERO 50- Estacionamento PRIVATIVO., Santo André, SP

R$ 200

Consultório particular

Retorno 100 reais

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
32 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
J
Paciente verificado
Local: Consultório particular Primeira consulta Cardiologia

Ótimo médico, principalmente pelo atendimento humanizado,acima de tudo muito competente e seguro nas suas colocações.


D
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório particular Primeira consulta Cardiologia

Ótimo médico, atencioso, transmite segurança e compreensão ao paciente. Sendo disponível para tirar dúvidas.


G
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório particular Consulta Cardiologia

Excelente profissional. Ouve o paciente, competente, esclarece todas as dúvidas e com certeza tem mto amor pelo que faz.
Fui a primeira passar em consulta e depois indiquei para vários da minha família que tmb amaram o atendimento do dr Jairo.
Qto ao consultório: Ambiente agradável e acolhedor.


A
Local: Consultório particular Consulta Cardiologia

Ótimo profissional. Ótimo atendimento
Eu e meu filho que inclusive é atleta passamos com o Dr. Jairo a 4 anos. Muita confiança, ótimo atendimento, um médico de verdade. Mais do que recomendo


F
Paciente verificado
Local: Consultório particular Consulta Cardiologia

Dr Jairo cuida do meu pai como cardiologista, ele é ótimo, muito atencioso, explica bem os procedimentos, bem claro no atendimento.


A
Local: Consultório particular Consulta Clínica Médica

Me acompanha como clínico há 7 anos. Muito atencioso, prestativo e acima de tudo muito humano. Realmente quer o melhor para seus pacientes. Já indiquei ele para toda família. Diferencial: exerce sua profissão que é sua missão com muito amor e competência.


V
Local: Consultório particular Consulta Cardiologia

Cardiologista da minha mãe. Muito educado e atencioso, se interessa de verdade pelo paciente. Conhece muito seu trabalho. Super indico!!

Dr. Jairo Maia

Obrigado pelas palavras gentis, Valéria.


T
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório particular Avaliação para esportes

Médico muito atencioso, sabe explicar de uma maneira clara e conhece muito da sua profissão. Excelente cardiologista!

Dr. Jairo Maia

Obrigado, Thiago.


N
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório particular Consulta Cardiologia

Consultorio excelente, bem organizado e bem localizado. Tem estacionamento próprio. Médico muito atencioso, explica bem, se interessa pelo paciente. Fiquei a vontade para expor minhas dúvidas, fui bem acolhida e compreendida. Senti seguranca na conduta clinica.

Dr. Jairo Maia

Obrigado Nancy. Adorei também conversar com você. É uma troca.. Ouvimos, falamos e aconselhamos... Mas o que dá sentido a tudo isso é que recebo muito também de vocês. Cada indivíduo carrega consigo uma história, uma caminhada, um valor, e é bem bacana partilhar e conhecer tudo isso.


S
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório particular check-up

Pontos positivos
gostei de todo atendimento

Pontos de melhoria
nada


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

520 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Atenolol

    Atenolol de 50mg pode ser usado com hidroclorotiazida?

    Boa tarde. Podem ser usados em associação. Mais importante do que isso, é acompanhar os níveis de pressão arterial para assegurar que estão controlados.

    Dr. Jairo Maia

  • Pergunta sobre Insuficiência cardíaca

    Os edemas nós pés significam que o tratamento para a insuficiência cardíaca não está funcionando? Tomo entresto, concor, espironolactona e furosemida. Tem algo a mais a fazer? FE 38%. Miocardiopatia dilatada idiopática

    Boa tarde. Há uma necessidade de usar medicações modificadoras na evolução da doença: entresto, concor e um bloqueador de mineralocorticoide ( espironolactona). Essas 3 medicações são obrigatórias e devem ser usadas em doses máximas. Na manutenção dos sintomas há outras medidas a serem feitas. Na retenção hídrica, há a a furosemida para alívio dos sintomas, com curva de peso e acompanhamento cardiológico para ajustar as doses e até mesmo a introdução me medicamentos mais modernos que possivelmente serão de uso obrigatório dentro de alguns anos, os inibidores SGLT-2 ( empaglifozina e dapaglifozina). Após a divulgação no congresso europeu, Paris 2019, dos resultados do DAPA-HF, com redução de mortalidade cardiovascular acima de 30%, esse grupo de medicamentos ganhou muita relevância no tratamento da Insuficiência cardíaca.

    Dr. Jairo Maia

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Atendimento Integrado e Humanizado. Se você está cansado de consultas rápidas e a sensação de não estar sendo tratado e ouvido da maneira como deveri...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Coronariopatia
  • Hipertensão
  • Doença valvular cardíaca
Mostrar mais doenças

Formação

  • Residência e Especialidade em CARDIOLOGIA, Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, 2007
  • Residência e Especialidade em CLÍNICA MÉDICA, Hospital Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, 2005

Certificado Doctoralia


Certificados



Idiomas

Português

Artigos

Dislipidemias

DISLIPIDEMIA --> Em geral, trata-se o Triglicéride e o LDL. - O triglicéride é tratado quando os níveis ultrapassam 500mg/dl por meio de FIBRATOS e Mudanças Estilo de Vida. Entre 150-500 não há indicação de FIBRATOS. - O LDL em geral é tratado quando encontra-se acima dos 160mg/dl, mas a depender do risco cardiovascular, esses valores podem ser abaixo de 100 ou até de 70mg/dl. --> Procure um CARDIOLOGISTA caso apresente níveis elevados de Triglicérides ou LDL. É fundamental uma avaliação clínica e complementar, assim como o tratamento e acompanhamento adequados.


Check up

A interação entre os Fatores de Risco Cardiovasculares e a Predisposição Genética de cada indivíduo determina em última análise a ocorrência da Doença Cardiovascular, que pode existir inicialmente num estágio Assintomático (sub clínico). O rastreamento dos fatores de risco cardiovasculares e a prevenção primária são elementos fundamentais para garantir a saúde cardiovascular e uma maior expectativa de vida.


Dislipidemias

Orientações: Triglicérides - Não comer demais. - Fracionar alimentação: café / colação (cerca de 10h30min) / almoço / lanche (cerca 16h30min) / jantar / ceia (antes de dormir). - Manter peso ideal: Índice de Massa Corpórea entre 20-25. ** - Praticar exercícios - Evitar bebidas alcoólicas - Reduzir consumo doces - Reduzir consumo Massas, Bolachas e Macarrão - Reduzir Consumo Batatas, Feijão, Mandioca. - Frutas e Verduras ** IMC: Peso / Altura 2


Transtorno Por Uso De Tabaco

O tabagismo é a causa mais importante de doença evitável no mundo. Em torno de 25% mortes por Doença Arterial Coronária, 90% casos de Câncer Pulmão, 85% das mortes por Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), 25% das doenças vasculares e 30% das mortes por outros canceres (bexiga, boca, laringe, faringe, boca, pâncreas) sejam devido ao Tabagismo. A decisão de interromper esse ciclo representa um verdadeiro ato de coragem e amor á vida e é imprescindível um acompanhamento especializado e muitas vezes o uso de medicamentos para assegurar a interrupção desse ceifador de vidas. Procure ajuda. Há tratamentos e métodos disponíveis com percentuais de sucesso próximos a 70%.


Fibrilação Atrial

Fibrilação Atrial consiste na arritmia crônica sustentada mais prevalente na população, com percentuais de 0,4%, podendo chegar a 2% em pacientes acima dos 60 anos. Associada em cerca de 90% dos casos a uma doença cardíaca de base, constitui importante fator de risco para morte de causas gerais, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca. O tratamento baseia-se num tripé constituído por: 1) Reversão ao Ritmo Sinusal ( ritmo cardíaco normal) sempre que possível. 2) Controle da Frequência Cardíaca. 3) Prevenção de eventos trombo embólicos, umas vez que a sua mais temida complicação é o acidente vascular cerebral. O acompanhamento cardíaco deve ser regular e por toda vida.


Hipertensão

Hipertensão arterial tem uma prevalência mundial de cerca de 20-30% e representa 40% das mortes por derrames cérebro vasculares e 25% por doença arterial coronária. Registros brasileiros mostram que apenas 50% dos pacientes sabiam ter doença hipertensiva. Destes, apenas 40% faziam algum tipo de tratamento e dos que usavam alguma medicação apenas 10% estavam com a pressão normal.A normalização da pressão arterial reduz mortalidade e aumenta sobrevida. Os alvos de tratamento devem atingir valores inferiores a 140x90 mmHg e o acompanhamento médico e adesão ao tratamento são fundamentais.

Veja todos os artigos

Pesquisas relacionadas