Aplause - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Aplause

Para que serve Aplause

Indicações de Aplause
Sintomas neurovegetativos do Climatério moderados a severos, tais como: ondas de calor, sudorese excessiva, distúrbios do sono, labilidade emocional e atrofia vaginal.


Contra-Indicações de Aplause
O medicamento é contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer um de seus componentes, gestantes, lactantes, pacientes que pretendam engravidar e crianças menores de 18 anos.


Princípios ativos Aplause

Composição
Cada comprimido contém: Extrato seco de Cimicifuga racemosa L. .................... 20mg Excipientes: amido glicolato de sódio, estearato de magnésio, dióxido de silício, cellactose, polimetacrilato, talco, dióxido de titânio, polietilenoglicol, trietilcitrato, polissorbato, simeticone, água destilada e corantes lacca alumínio vermelho e lacca alumínio amarelo. Cada comprimido contendo 20mg de Cimicifuga racemosa L . apresenta, no mínimo, 1mg do marcador 27-deoxiacteína.


Considerações Aplause

Como Usar (Posologia)
1 comprimido pela manhã e 1 à noite com água (40mg do extrato Cimicifuga racemosa L. é a dose total diária). Os primeiros efeitos terapêuticos são vistos após 2 semanas de tratamento.


Informação ao Paciente
Ação esperada do medicamento Aliviar os sintomas neuro-vegetativos da Menopausa, tais como: ondas de calor, sudorese excessiva, distúrbios do sono e labilidade emocional. Cuidados na conservação Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), ao abrigo da luz e da umidade. Prazo de validade 24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho. Não use medicamentos com o prazo de validade vencido. Gravidez e lactação Evitar seu uso em pacientes que pretendam engravidar, pacientes grávidas e pacientes que estão amamentando. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do seu tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se estiver amamentando. Cuidados de administração Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não usar o medicamento por mais de 6 meses sem orientação médica. Interrupção do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Reações adversas Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como: distúrbios gástricos, ganho de peso, dores de cabeça e sensação de peso nas pernas. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS. Ingestão concominante com outras substâncias Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento. Cimicifuga racemosa L. potencializou os efeitos de antihipertensivos em estudos realizados com coelhos. Estudos in vitro indicaram efeitos aditivos ao tamoxifeno em linhagem de células cancerosas da mama. Contra-indicações e precauções Contra-indicado na gravidez, na lactação, em pacientes que pretendam engravidar e em crianças menores de 18 anos. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.


Informacões de Rodapé
M.S. 1.0155.0225 Farm. Resp: Regina H. V. Souza / CRF-SP nº 6394 Marjan Indústria e Comércio Ltda Rua Gibraltar,165 Santo Amaro - São Paulo / SP CEP: 04755-070 TEL: (11) 5642-9888 CNPJ nº 60.726.692/0001-81


Informações Técnicas
Partes utilizadas da planta: rizoma e raiz. Características químicas e farmacológicas Farmacocinética: não há nenhum dado da Cimicifuga racemosa L. ou de seus ingredientes ativos quanto à farmacocinética . Farmacodinâmica: os efeitos endócrinos dos extratos de Cimicifuga racemosa L. que ocorrem principalmente na hipófise, foram investigados in vitro, em ratos ovariectomizados e em pacientes com queixas da Menopausa. Ao contrário dos estrógenos, que afetam FSH, LH e prolactina, a Cimicifuga racemosa L. reduziu apenas os níveis séricos de LH. Existe uma hipótese de que a Cimicifuga racemosa L. atue como modulador seletivo dos receptores de estrógeno no SNC e tecido ósseo. Os componentes da Cimicifuga racemosa L., derivados dos triterpenos e flavonas, atuam tanto no Hipotálamo como nos centros vasomotores para produzir benefícios na Menopausa. Existem pelo menos três tipos diferentes de compostos ativos atuando sinergisticamente no extrato de Cimicifuga racemosa L.: constituintes que não se ligam aos receptores de estrógeno, mas que suprimem a secreção de LH; constituintes que se ligam aos receptores de estrógeno e inibem a secreção de LH; constituintes que se ligam aos receptores de estrógeno, mas não inibem LH. Outros estudos in vivo e in vitro indicam um efeito dopaminérgico. O extrato de Cimicifuga racemosa L. diminui a temperatura corporal de camundongos, prolonga o tempo de sono induzido pela Ketamina, assim como diminui a secreção de prolactina pela Hipófise. Esses efeitos podem ser antagonizados por antagonistas dos receptores dopaminérgicos


Interações Medicamentosas
Estudos in vitro com células cancerosas da mama indicam um efeito antiproliferativo aditivo ao tamoxifeno, que não foi estabelecido in vivo. Potencializa os efeitos de antihipertensivos, levando à hipotensão em coelhos, mas não em cães ou no homem.


Laboratório
Marjan Ind. e Com. Ltda.
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Amenopan


Pacientes Idosos
Não existem recomendações especiais, desde que observadas as contra-indicações e precauções comuns ao produto. ESTE PRODUTO É UM NOVO MEDICAMENTO E EMBORA AS PESQUISAS TENHAM INDICADO EFICÁCIA E SEGURANÇA QUANDO CORRETAMENTE INDICADO PODEM OCORRER REAÇÕES ADVERSAS IMPREVISÍVEIS, AINDA NÃO DESCRITAS OU CONHECIDAS. EM CASO DE SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA, O MÉDICO RESPONSÁVEL DEVE SER NOTIFICADO.


Precauções e Advertências
Não deverá ser utilizado por mais que 6 meses sem a devida orientação médica. Uso na gravidez e lactação Estudos in vitro indicam que o extrato de Cimicifuga racemosa L. liga-se aos receptores de estrógeno presentes no útero de ratos e aumenta o risco de aborto espontâneo e parto prematuro. Não deverá ser utilizado em gestantes, lactantes e pacientes que pretendam engravidar.


Superdosagem
Estudos em ratos por 6 meses não demonstraram toxicidade crônica quando Cimicifuga racemosa L. foi administrada com uma dose 90 vezes maior que a dose terapêutica humana. Os sintomas de superdosagem são: náuseas, vômito, vertigens, hipotensão, dores nos membros, distúrbios visuais e nervosos, redução da freqüência cardíaca e sudorese. Nestes casos deverão ser realizados procedimentos gerais de lavagem gástrica, assim como tratamento de suporte.


Efeitos adversos Aplause

Efeitos Colaterais de Aplause
Em alguns casos (7% dos pacientes) pode ocorrer desconforto gástrico, não devendo ser persistente. Outros efeitos relatados: sensação de peso nas pernas, cefaléia e ganho de peso.


Apresentações de Aplause

  • Aplause Forma Farmacêutica e Apresentação
    Comprimidos revestidos - caixas com 30 comprimidos. USO ADULTO


    Identificação do Produto
    Cimicifuga racemosa L. MEDICAMENTO FITOTERÁPICO TRADICIONAL Nomenclatura botânica Nome científico: Cimicifuga racemosa L. Nome popular: Black Cohosh Família: Ranunculaceae


Tem perguntas sobre Aplause?

Nossos especialistas responderam 59 perguntas sobre Aplause.

O ideal seria fazer uma avaliação com um médico ginecologista que irá fazer um exame físico mais detalhado ginecológico, procurando sinais do que chamamos de climatério, que é o período que envolve a queda hormonal, mesmo que ainda menstruando. Também provavelmente irá solicitar exames laboratoriais como FSH, LH, Estrogeno e Progesterona, para avaliar se existe já uma mudança hormonal perceptivel. Os fogachos (que são os famosos calores), podem melhorar com tratamento, mas o uso de qualquer medicação, mesmo fitoterápicos, sem indicação médica podem lhe trazer riscos para a saúde, te desaconselho usar qualquer medicação sem uma indicação precisa. Um abraço

  • Obrigado 147
  • 20 especialistas de acordo
  • 173
  • 775
  • 2716
Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Marcar consulta

Aplause é uma medicação fitoterápica, derivada da parte da raiz, que é indicada para alguns casos de climatério (período próximo da menopausa), para aliviar sintomas de fogachos (os famosos "calorões"), transtornos do sono específicos desta fase, labilidade emocional e a atrofia vaginal (pela diminuição dos hormônios femininos). O nome oficial da planta é " Cimicifuga racemosa" e pode, sim, engordar. Consulta seu médico antes de usar qualquer medicação por conta própria. Não se engane, o fato de ser " natural", também implica em riscos. Atenciosamente

  • 173
  • 775
  • 2716
Dr. Luiz Henrique Junqueira Dieckmann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

São Paulo

Marcar consulta

Olá. Nunca inicie uma medicação sem a ajuda do seu médico. Evite a auto-medicação. O Aplause é uma medicação não hormonal utilizada para alivio dos sintomas da menopausa, como os calores. O Aplause não é a causa do sangramento pós-menopausal. Todo sangramento pós-menopausal precisa ser investigado. Para isso, a avaliação clínica do seu médico através do exame físico e história clínica é fundamental para o diagnóstico e tratamento corretos. O exame de ultrassom pode ser necessário. A principal causa de sangramento na pós-menopausa é atrofia endometrial (60%dos casos). Converse com o seu médico. Esclareça suas dúvidas. Discuta o seu tratamento e diagnóstico.

  • 6007
  • 2450
  • 4807
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Nunca inicie uma medicação sem a ajuda do seu médico. Evite ao auto-medicação. A presença de um rim único não contra-indica o uso do Aplause mas também não contra-indica a reposição hormonal. A melhor medicação para a melhora dos sintomas é o hormônio. O Aplause não é um hormônio. Ao prescrever a reposição hormonal, o seu médico deverá avaliar a sua história clínica, suas queixas, seus antecedentes pessoais e familiares, seus problemas de saúde, suas medicações em uso, seu exame físico, seus exames laboratoriais e de imagem. Com essa avaliação, o seu médico saberá se você pode repor e se você precisa dessas medicações. Antes de iniciar qualquer medicação, agende uma consulta com o seu médico. Esclareça suas dúvidas. Discuta a sua reposição hormonal.

  • 6007
  • 2450
  • 4807
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 59 perguntas sobre Aplause