Natifa Pro - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Natifa Pro

Para que serve Natifa Pro

Indicações de Natifa Pro
NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) é indicado para: Tratamento dos sintomas da deficiência estrogênica; Prevenção da osteoporose em mulheres na pós-menopausa.


Contra-Indicações de Natifa Pro
NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) é contra-indicado para as mulheres com: Histórico ou suspeita de câncer de mama; Porfiria; Gravidez; Neoplasia estrógeno-dependente; Hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.


Princípios ativos Natifa Pro

Composição e Apresentação
Cada comprimido de natifa pro contém: Estradiol.................... 1,0 mg Acetato de noretisterona.................... 0,5 mg Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica, lactose, Polividona, estearato de magnésio, dióxido de silício coloidal e óxido de Ferro vermelho............. q.s.p. ....................1 comprimido. Cartucho contendo 1 blister com 28 comprimidos.


Considerações Natifa Pro

Como Usar (Posologia)
Deve-se ingerir, com auxílio de um pouco de líquido, 1 comprimido ao dia, de preferência ao mesmo horário de forma contínua. Se a paciente estiver mudando de uma terapia de reposição hormonal seqüencial para o tratamento com NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) é recomendável iniciar o tratamento novo após o sangramento, isto é, no dia programado para o início do novo ciclo do tratamento seqüencial.


Informações ao Paciente
NATIFA PRO é uma associação de 17- â -estradiol e acetato de noretisterona. O 17- â-estradiol complementa ou substitui a produção de estrogênios endógenos e o acetato de noretisterona protege o endométrio da hiperplasia endometrial. Este medicamento deve ser conservado à temperatura ambiente, entre 15 e 30 °C, protegido da luz e umidade. O prazo de validade é de 24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho e embalagem interna. Não utilize o produto após o prazo de validade, sob o risco de não produzir os efeitos esperados. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis; tais como: náuseas, edema ou sensibilidade das mamas. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) é contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula, com histórico ou suspeita de câncer de mama, com neoplasias estrogênico-dependentes, porfiria ou pacientes grávidas. Medicamentos contendo barbitúricos, rifampicina, fenitoína e carbamazepina produzem a redução do efeito de NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona). Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento com NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona). NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE. NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) não tem efeito contraceptivo.


Informações Técnicas
NATIFA PRO é uma associação de 17-â-estradiol e acetato de noretisterona. O 17-â-estradiol é um estrogênio idêntico ao que é produzido naturalmente pela mulher. Sua ação se dá através da ligação com receptores específi cos o que causa síntese de proteínas especifi cas. Além disso, o estradiol suprime as gonadotrofi nas FSH e LH. O estradiol age sobre o metabolismo reduzindo o LDL e aumentando os níveis de HDL, entre outras ações. O estradiol micronizado é bem absorvido do trato gastrintestinal atingindo o pico da concentração plasmática em aproximadamente de 5 horas. Sua meia vida é cerca de 15 horas. O 17- â-estradiol liga-se às proteínas plasmáticas a uma taxa maior que 90% e a sua concentração plasmática, no estado de equilíbrio está entre 70 e 100 pg/mL. Seu metabolismo é principalmente hepático. Os estrogênios são excretados na bile e sofrem uma reabsorção (circulação êntero hepática). O 17- â-estradiol e seus metabólitos são excretados principalmente na urina (90 a 95%) e uma pequena quantidade nas fezes. O acetato de noretisterona tem efeitos similares ao da progesterona humana natural. É administrado concomitantemente para manter o endométrio em estado atrófico. O acetato de noretisterona é bem absorvido do trato gastrintestinal e quase que totalmente convertido em noretisterona que é a forma responsável pelas ações farmacológicas desta substância. A sua meia-vida plasmática é de 3 a 6 horas. Seu metabolismo é hepático e é excretado na forma de metabólitos principalmente através da urina. Durante o tratamento com NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) o endométrio permanece atrófico na maioria das pacientes e em alguns casos, levemente proliferativos. Geralmente observa-se redução da atividade endometrial, nas pacientes pós-menopausadas, nos primeiros meses de tratamento.


Interações Medicamentosas
Os barbitúricos, a rifampicina, a fenitoína, a carbamazepina induzem as enzimas hepáticas aumentando o metabolismo dos estrogênios.


Laboratório
Libbs Farm. Ltda.
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Ciclovular, Cliane, Climene, Dilena, Estalis


Precauções
Antes do início do tratamento a mulher deverá ser submetida a exame físico rigoroso com foco no exame da mama, pressão sanguínea, no exame ginecológico e abdome. Mulheres já tratadas com estrogênios sem oposição deverão ser cuidadosamente observadas para se afastar a possibilidade de hiperestimulação endometrial. O tratamento deverá se iniciar, de preferência, após um ano do início da menopausa. As pacientes portadoras de: doença hepática, com tromboembolismo venoso, hipertensão, enxaqueca, asma, epilepsia, diabetes ou insufi ciência cardíaca devem ser monitorizadas regularmente. Pacientes em tratamento prolongado deverão ser monitorizadas pelo menos uma vez ao ano. Fibromas uterinos existentes podem aumentar seu tamanho durante o tratamento estrogênico. A ocorrência de corrimento com sangue ou de sangramento podem ocorrer no início do tratamento. Caso eles persistam deve-se realizar exames a fim de afastar a possibilidade de neoplasia uterina. Os sintomas da endometriose podem se intensifi car com o tratamento estrogênico.


Superdosagem
Em caso de superdosagem deve-se utilizar tratamento sintomático, pois não existe antídoto específi co. os sintomas de superdosagem são náusea e vômito.


Efeitos adversos Natifa Pro

Efeitos Colaterais de Natifa Pro
A reação adversa mais freqüente no tratamento com NATIFA PRO (estradiol/ noretisterona) é o sangramento que ocorre principalmente nos primeiros meses do início do tratamento. O sangramento tem sua freqüência normalmente reduzida com o prosseguimento do tratamento. Caso o sangramento seja continuo deve-se considerar um tratamento alternativo. Outras reações adversas são: sensibilidade das mamas, edema abdominal e náusea. Os sintomas são normalmente transitórios. Menos freqüentemente relatou-se: colelitíase, asma, trombose venosa, alopecia e alterações nas funções hepáticas.


Tem perguntas sobre Natifa Pro?

Nossos especialistas responderam 121 perguntas sobre Natifa Pro.

No mercado há dois tipos: Natifa e Natifa - Pró. Como você possui o útero, está indicado a Natifa- pró. Abraços

  • 70
  • 41
  • 146
Carolina Vicente Banzoli Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Todos os tratamentos prescritos por médicos são baseados em estudos científicos nos quais são vistos quais as possibilidades de tratamentos e as complicações da cada medicação. No caso da reposição hormonal existem indicações muito recomendadas nas quais os benefícios superam os riscos, como por exemplo: menopausa precoce (antes dos 40 anos), sintomas vasoativos intensos (os calorões). Para outros casos, este tratamento realmente não é recomendado pois as possibilidades de efeitos colaterais e complicações são maiores que os benefícios. Quando não existe indicação de reposição hormonal ou existe algum fator de contraindicação importante, outros tratamentos com comprovação científica que podem ajudar com o controle dos sintomas.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 272
  • 110
  • 332
Dr. Daniel Pereira Mandarino Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Curitiba

Marcar consulta

Olá. Nunca inicie um anticoncepcional sem a ajuda do seu médico. Nem todas as mulheres podem usar qualquer anticoncepcional. Essas medicações podem estar associadas a eventos graves como trombose. O uso errado pode aumentar o risco de uma gravidez indesejada. Qual a causa do sangramento uterino anormal? É somente devido ao anticoncepcional? As mulheres com miomas, pólipos, adenomiose e infecção podem ter mais escapes menstruais com certos anticoncepcionais. Para este diagnóstico, a avaliação clínica do seu médico e o ultrassom podem ser importantes. Na ausência de alterações uterinas, o seu sangramento anormal pode ser devido a dose do anticoncepcional. Algumas mulheres precisam de uma dose hormonal maior para segurar a menstruação. Existem diversas medicações que podem ser usadas para reduzir ou cessar a menstruação, como anti-inflamatórios, anti-fibrinolíticos, doxiciclina, anticoncepcionais, etc. Discuta com a sua médica a melhor medicação. Converse com o seu médico.

  • 7597
  • 2898
  • 7445
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Nunca inicie ou troque uma medicação hormonal sem a ajuda do seu médico. Nem todas as mulheres pode fazer a reposição hormonal. Essas medicações podem estar associadas a eventos graves como trombose. A tibolona não é a causa do corrimento vaginal. A troca para o natifa pro não vai alterar esse corrimento. Converse com o seu médico. Esclareça suas dúvidas. Discuta a sua reposição hormonal. Ao prescrever a reposição hormonal, o seu médico irá avaliar a sua história clínica, suas queixas, seus antecedentes pessoais e familiares, seus problemas de saúde, suas medicações em uso, seu exame físico, seus exames laboratoriais e de imagem. Com isso o seu médico irá saber se você pode e se precisa repor hormônios.

  • 7597
  • 2898
  • 7445
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 121 perguntas sobre Natifa Pro