Provera - Indicações, posologia, efeitos adversos, perguntas frquentes

Tudo sobre Provera

Para que serve Provera

Indicações de Provera
Amenorréia secundária, sangramento uterino anormal devido a desequilíbrio hormonal na ausência de patologia orgânica, tais como, fibroma ou carcinoma uterino.


Contra-Indicações de Provera
Na presença de tromboflebite, apoplexia cerebral, disfunção ou doença hepática. Na suspeita de doença maligna da mama ou da genitália, no sangramento vaginal de causa não diagnosticada, no aborto incompleto e quando há sensibilidade à droga.


Princípios ativos Provera

Composição
Cada comprimido contém: acetato demedroxiprogesterona 10,0 mg, excipiente q.s.p. 1 comprimido.


Considerações Provera

Como Usar (Posologia)
Amenorréia secundária: Provera pode ser administrado em doses de 5 a 10 mg/dia por 5 a 10 dias. A dose para induzir a fase secretória do endométrio é de 10 mg/dia, durante 10 dias. Na amenorréia secundária, a terapêutica pode ser iniciada a qualquer tempo. Sangramento uterino anormal devido a desequilíbrio hormonal na ausência de patologia orgânica: 5 a 10 mg diariamente de Provera, a contar do 16 ou do 21 dia do ciclo, durante 5 a 10 dias. Para produzir a fase secretória ótima no endométrio, sugere-se administrar 10 mg de Provera ao dia por 10 dias, iniciando-se a partir do 16 dia. A suspensão do sangramento progestínico ocorre em 3 a 7 dias após a interrupção da terapêutica. Pacientes com antecedentes de sangramento uterino anormal podem ser beneficiados com o ciclo menstrual planejado com Provera.


Laboratório
Pharmacia & Upjohn Ltda.
Remédios da mesma Classe Terapêutica Farlutal
Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo Cycrin, Dilena, Farlutal, Farlutal Ad, Repogen


Precauções
O uso de agentes progestacionais não é recomendado durante os quatro primeiros meses de gestação. Na amenorréia quando houver necessidade de se administrar progestágenos, é recomendável se proceder, previamente, a testes imunológicos para gravidez.


Efeitos adversos Provera

Efeitos Colaterais de Provera
Galactorréia e engurgitamento da mama têm sido reportados com raridade. Reações de sensibilidade à droga como urticária, prurido, edema e erupção cutânea são ocasionais. Acne, alopecia e hirsutismo foram registrados em poucos casos, assim como certo grau de depressão mental.


Apresentações de Provera

  • Provera Apresentação
    Caixas com 10 comprimidos em tiras aluminizadas.


Tem perguntas sobre Provera?

Nossos especialistas responderam 116 perguntas sobre Provera.

Sim é possível engravidar tomando Provera ele não tem efeito anticoncepcional. O fato da menstruação ter vindo só 4 dias escuro como borra de café pode não significar gravidez e sim um efeito do Provera que causa uma diminuição do fluxo menstrual frequentemente. Converse com seu médico.

  • 705
  • 707
  • 948
Dr. Roberto Buenfil de Faria Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Não é possível responder esta sua pergunta sem mais informações. Por favor reformule-a para tentarmos ajudá-la. O melhore é ver diretamente com o médico que lhe prescreveu.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
  • 231
  • 45
  • 191
Dr. Adriano Hohl Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista, Nutrólogo

Goiânia

Olá. A causa do seu atraso menstrual deve ser investigada. Alterações como síndrome do ovário policístico, menopausa, hiperprolactinemia, disfunções da tireoide, disfunções da adrenal precisam ser pesquisadas através da história clínica, exame físico, exames laboratoriais e de imagem. A Provera não necessariamente fará a sua menstruação descer. Nunca inicie essa medicação sem a ajuda do seu médico. Nem todas as mulheres podem usar essa medicação e ela poderá não lhe ajudar. A inflamação/infecção pode provocar irregularidade menstrual mas dificilmente é a causa do atraso menstrual de 2 meses. Se for realmente uma infecção, faça o tratamento correto e lembre de tratar os seus parceiros sexuais. Pode ser uma doença sexualmente transmissível. Essas infecções no útero e trompas podem provocar infertilidade, dor pélvica, aderências pélvicas, obstrução das trompas, dilatação das trompas. Solicite ao seu médico exames para descartar outras doenças sexualmente transmissíveis como HIV.

  • 2080
  • 1130
  • 1196
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico com relação ao uso de medicações. Se a sua menstruação não desceu agende uma nova consulta para reavaliação. As disfunções hormonais deverão ser avaliadas através da história clínica, exame físico, e exames laboratoriais e de hormônios: síndrome do ovário policístico, disfunções tireoidianas, menopausa, disfunções da adrenal, hiperprolactinemia, etc. Você realizou teste de gravidez antes de tomar a Provera? Se você tiver realmente síndrome do ovário policístico, as atividades físicas, perda e controle de peso e dieta pobre em gordura e carboidrato podem ajudar no seu ciclo hormonal e menstrual. Os anticoncepcionais podem ajudar nos sintomas so ovário policístico como na irregularidade menstrual, na acne, no excesso de pêlos, na pele oleosa, nos cistos ovarianos, nos hormônios alterados. Mas o anticoncepcional não trata a síndrome. Assim que você parar a medicação os sintomas poderão voltar. Converse com o seu médico.

  • 2080
  • 1130
  • 1196
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 116 perguntas sobre Provera