Dra. Clarissa Alster Vicente

Dra. Clarissa Alster Vicente

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

Competência em: Proctologia, Cirurgia Abdominal, Cirurgia da Obesidade Mórbida, Cirurgia Videolaparoscópica

Número de Identificação Profissional: 99915

Marcação de consultas

1

Em qual consultório você quer ser atendido?

2

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1
2
3
4
5
6

Opiniões para Dra. Clarissa Alster Vicente

5

Baseado em 16 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dra. Clarissa Alster Vicente?

Opinar

O melhor: "Esses 300 caracteres não são suficientes para descrever que ser humano é a Dra Clarissa. Eu jamais havia me deparado com uma médica como ela. Ela é de longe a médica mais atenciosa e humana que já conheci. Pra mim, ela é a melhor médica do mundo."

Poderia melhorar: "Nada. Ela é perfeita do jeito que é, ela conseguiu me diagnosticar com um problema dermatológico que mais de 10 médicos(dermatos) não conseguiram. Ela te olha da cabeça aos pés, literalmente. Eu descobri o que é a medicina com ela, o mundo seria um lugar maravilhoso se tivesse mais "Dras Clarissas"."

Motivo da visita: Dor abdominal, pedras na vesícula...

Aline C. marcou consulta com Dra. Clarissa Alster Vicente em Av. Pacaembu 1962

O melhor: "Nenhum médico conquistou a minha confiança como a Dra Clarissa fez com mta naturalidade. Além do seu conhecimento e inteligência a paixão pela medicina esta em seu olhar, ela realmente ama o que faz e sentimos isso."

Poderia melhorar: "Vai fazer 1 mês que fiz a cirurgia com ela e só tenho elogios, super humana, segura, e extremamente qualificada. Obrigada pela paciência. Só tenho que agradecer a Deus pela oportunidade."

Motivo da visita: Pedra na vesícula.

Gabi F. marcou consulta com Dra. Clarissa Alster Vicente em Av. Pacaembu 1962

O melhor: "Extremamente humana! Excelente profissional, a melhor médica que ja fui na vida! Me devolveu a luz na minha vida! Examine além da sua especialidade! Atenciosa, gentil, inteligentíssima, falta palavras para descrevê-la!!! Me devolveu a vontade de viver!"

Poderia melhorar: "Nada!!!!!"

Motivo da visita: Desconforto após colocar tela cirúrgica

Paciente que marcou consulta com Dra. Clarissa Alster Vicente em Av. Pacaembu 1962

O melhor: "Nunca vi uma médica tão inteligente em toda a minha vida. E olha que já passei com MUUUITOS médicos. Identificou "problemas" no meu corpo que nenhum outro médico tinha identificado. Examinou além de sua especialidade. Muito gentil, simpática, atenciosa, interessada. Sensacional! Sem palavras!"

Motivo da visita: Refluxo gastrico

Stephanie B. marcou consulta com Dra. Clarissa Alster Vicente em Av. Pacaembu 1962

Ver as 16 opiniões sobre Dra. Clarissa Alster Vicente

Experiência

Formação

  • Residência em cirurgia geralUnifersidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFSCPA)1998
  • Medicina intensiva (UTI) HC-FMUSP2002
  • Titular especialista em Cirurgia GeralColégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva2003
  • Doutorado em CirurgiaUniversidade de São Paulo, (HC-FMUSP)2004
  • Titular especialista em Cirurgia do Aparelho DigestivoColégio Brasileiro dos Cirurgiões (CBC)2005
  • Pós Graduação ColoproctologiaSírio Libanês2013

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 99915

***CIRURGIA DE URGÊNCIA 24 horas por dia - EQUIPE ALSTER - LIGUE (11)942341623/(11)985642555 ***

Cirurgiã do aparelho digestivo, cirurgiã geral Doutorado pelo HCFMUSP E-mail: sethclinica@gmail.com // Tel (11)3675-4991 // Cel (11) 942341623 Pacotes imbatíveis de cirurgias particulares com opção de parcelamento em SP. Consulte.

Tem formação em cirurgia geral, cirurgia do aparelho digestivo e UTI pelo HC-FMUSP. Doutorado em cirurgia pelo HC-FMUSP. É atualmente médica assistente da clínica cirúrgica III (HC-FMUSP) e opera frequentemente nos hospitais Sírio Libanês, Samaritano e Oswaldo Cruz. Gosta de tratar doenças de difícil diagnóstico, geralmente quando o paciente não consegue ser diagnosticado e que passou por vários médicos, aparentemente sem solução.Faz cirurgia sem corte visível (Single Port) por laparoscopia 

-----------

Pesquisa sobre disbiose, SIBO (Small Intestinal Bacterial Overgrowth), superproliferação bacteriana e síndrome do cólon irritável.

A clínica oferece realização de testes expirados de hidrogênio e metano para estudar SIBO, flora intestinal, obesidade relacionada ao microbioma intestinal.

Pacientes do Hospital Sírio Libanês podem ir no Pronto-Socorro e pedir para que seja chamada a equipe da Dra. Clarissa Alster para avaliações de urgência e possível cirurgia ou internação.

Pacotes de cirurgia particulares imbatíveis para pacientes que não tem convênio para cirurgia laparoscópica em São Paulo. Consulte!

---------------

Cirurgias e atendimentos que realiza:

Cirurgia sem cicatriz Laparoscopia (Single Port)
Cirurgia laparoscópica / videolaparoscópica em geral
Colecistectomia - retirada da vesícula, pedra na vesícula
Herniorrafia inguinal, femoral, incisional, ventral - cirurgia de hérnia
Refluxo gastroesofágico que não resolve com tratamento clínico mas que pode curar com cirurgia (fundoplicatura por laparoscopia, cardioplastia, cirurgia anti-refluxo)
Asma que cura com cirurgia (em casos selecionados)
Síndrome do intestino irritável que geralmente tem outro diagnóstico
Dor abdominal de causa a esclarecer
Diarreia que não resolve nunca
Constipação aparentemente sem solução
Alimentos mal digeridos, azia e barriga inchada com diarreia
Doença celíaca
Hérnia inguinal/femoral e Hérnias raras como a obturadora
Cirurgia da Diástase de retos por laparoscopia (músculo da barriga separado)
Doenças da Vesícula Biliar (cálculo / pedra / pólipo / colesterolose)
Diarreia pós cirurgia de refluxo que não resolve (fundoplicatura)
Diarreia crônica e dor de cabeça que não resolvem
Avaliação de Nódulos no fígado

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NOTIFICAÇÃO
Atenção pacientes que querem fazer cirurgia particular mas não tem dinheiro suficiente porque, em São Paulo, só o Hospital custa em torno de 7000-20mil nos hospitais de modo geral.  A equipe da Dra. Clarissa tem acordos com hospitais que facilitam o pagamento. Agende sua consulta em 11 3675-4991. Entre em contato com email: Sethclinica@gmail.com


Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Italiano
  • Alemão
  • Hebraico

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: outubro 2017

Artigos escritos por Dra. Clarissa Alster Vicente

Herniorrafia Inguinal Videolaparoscopica

A hérnia inguinal laparoscópica revolucionou a cirurgia da hérnia. Imagine uma pia com um ralo. Imagine que a tampa é colocada por dentro para evitar que a água escorra. Nas cirurgias abertas, a tela sempre foi colocada por fora como se fosse uma tampa de pia sendo colocada por fora. A laparoscopia (cirurgia com pequenos cortes) permitiu que a tampa seja colocada por dentro, sendo mais difícil que a tela migre por essa particularidade anatômica. Hérnia é um buraco no abdome e as estruturas podem querer sair por aí. A tela funciona como uma tampa e daí tudo se resolve. Em 2 dias, pode-se voltar a trabalhar na cirurgia laparoscópica diferente da aberta que tem de esperar 6 semanas.

Herniorrafia Umbilical Videolaparoscopica

A hérnia umbilical pode ser um problema sério. Muitas dores no abdome, às vezes dos dois lados da barriga podem estar relacionadas a esse problema. Isso porque uma gordurinha pode trancar ali no furo do umbigo e causar muita dor. Se for um intestino é pior porque daí na cirurgia de urgência corre o risco de perder uma parte do intestino. Na cirurgia por laparoscopia são feitos 3 pequenos furos no abdome e uma tela é colocada por dentro no umbigo. Assim, cessa a dor e o paciente não tem mais problemas. A recuperação é excelente e em dois dias não há mais restrição de peso e o paciente pode fazer o que quiser desde que se sinta bem. Cirurgia aberta é 6 semanas de recuperação e repouso relativo

Veja os 4 artigos escritos por Dra. Clarissa Alster Vicente

Respostas de Dra. Clarissa Alster Vicente

537 Respostas

114 Especialistas de acordo

980 Pacientes agradecidos

Dra. Clarissa Alster Vicente está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Quem tem pedra na vesícula deve evitar comida gordurosa. Isso porque o fígado produz bile mas que é armazenada na vesícula. A presença de gordura na alimentação estimula um hormônio que chama colecistoquinina que irá fazer a contração da vesícula. Assim, se houver cálculos na vesícula, um deles pode ficar preso em uma região específica e provocar muita dor na parte superior do abdome que irradia para as costas com muito enjôo principalmente que piora após a alimentação. Nessa situação de crises frequentes, sugiro que busque um bom cirurgião do aparelho digestivo para fazer a cirurgia de colecistectomia videolaparoscópica. A cirurgia é geralmente rápida, geralmente meus pacientes são operados de manhã e vão embora de tardezinha. Em 7 dias já pode retornar ao trabalho. Por outro lado a retirada da vesícula por via convencional (cirurgia aberta) tem recuperação mais demorada, com mais dor e deve-se deixar de pegar peso por 6 semanas. O paciente fica 30 dias sem trabalhar. Melhoras!

Dra. Clarissa Alster Vicente

Dra. Clarissa Alster Vicente

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

São Paulo

TGO e TGP são enzimas hepáticas que podem aumentar em uma série de situações desde esteatose hepática (fígado gorduroso), uso de álcool e drogas, hepatite e doenças virais que acometem o fígado (ex. dengue) entre outras doenças.
Daí a importância de se consultar com gastro ou cirurgião do aparelho digestivo experiente. Isso porque dados da história são importantes, bem como exame físico, avaliação de bilirrubinas, fosfatase alcalina, GGT e ultrassom de abdome total.
Consulte um profissional experiente, isso faz a diferença.

Dra. Clarissa Alster Vicente

Dra. Clarissa Alster Vicente

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

São Paulo

Olha, geralmente a vagina não treme do nada.
Para estar tremendo, a senhora pode estar sentindo uma vibração de uma pulsação de vaso grande, como no caso a aorta. Daí teria de fazer um ultrassom abdominal e mesmo uma angiotomografia para ver certinho se a aorta ou outro vaso está/estão com problema. Tem de consultar um cirurgião vascular ou um médico com interesse em várias áreas da medicina como eu :)
Tem de fazer um check-up e, se for realmente isso, um cirurgião vascular deverá ser consultado.

Dra. Clarissa Alster Vicente

Dra. Clarissa Alster Vicente

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

São Paulo

Ver as 537 perguntas respondidas por Dra. Clarissa Alster Vicente

Fotos

{0}{1}