Dr. Elson Asevedo

Dr. Elson Asevedo

Psiquiatra

Competência em: Dependência Química, Psiquiatria Ambulatorial, Psicoterapia, Psiquiatria Hospitalar

Número de Identificação Profissional: 131185

Consultório

1

Opiniões para Dr. Elson Asevedo

5

Baseado em 3 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. Elson Asevedo?

Opinar

O melhor: "Eu fazia tratamento para depressão há tanto tempo, que nem tinha mais esperança de melhorar. Uma amiga médica me indicou o Dr. Elson e foi ótimo. Ele parece realmente ter entendido o que eu estava sentindo. Me explicou sobre o diagnóstico, trocou os remédios e estou bem melhor. Muito obrigada!"

Poderia melhorar: "Não consigo pensar em nada"

Motivo da visita: Depressão

Paciente que marcou consulta com Dr. Elson Asevedo em Rua Borges Lagoa, 564 (conj. 113)

Dr. Elson Asevedo respondeu a esta opinião

Fico muito feliz que tenhamos acertado o caminho do seu tratamento! Obrigado por suas palavras

O melhor: "Profissional atencioso e competente. Trato com ele há 3 anos. Infelizmente, minha depressão é recorrente e o que mais me atrapalha são os sintomas físicos que tenh, mas ele é um profissional atualizado com as medicações mais modernas. Estou estabilizada graças a ajuda dele."

Poderia melhorar: "Poderia atender planos de saúde. Só atende particular."

Motivo da visita: Depressão e síndrome do pânico.

Paciente que marcou consulta com Dr. Elson Asevedo em Rua Borges Lagoa, 564 (conj. 113)

Dr. Elson Asevedo respondeu a esta opinião

Muito obrigado pelas palavras. Vamos continuar trabalhando para que você esteja cada vez melhor!

O melhor: "Super atencioso, tirou todas as minhas dúvidas e discutiu com clareza as opções de tratamento! Ótima consulta!"

Motivo da visita: Ansiedade

Paciente que marcou consulta com Dr. Elson Asevedo em Rua Borges Lagoa, 564 (conj. 113)

Dr. Elson Asevedo respondeu a esta opinião

Muito obrigado!

Experiência

Formação

  • Graduação em MedicinaUniversidade Federal do Triângulo Mineiro2007
  • Formação em Psicoterapia InterpessoalUniversidade Federal de São Paulo2010
  • Residência Médica em PsiquiatriaUniversidade Federal de São Paulo2011

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 131185

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Espanhol
  • Francês

Serviços

  • Primeira consulta Psiquiatria
  • Consulta domiciliar Psiquiatria
  • Psicoterapia
  • Segunda opinião em psiquiatria
  • Tratamento Adicção
  • Tratamento da ansiedade
  • Tratamento da depressão
  • Tratamento da esquizofrenia e outros transtornos psicóticos
  • Tratamento de alcoolismo
  • Tratamento de transtorno afetivo bipolar
  • Tratamento de transtorno de personalidade borderline
  • Tratamento de transtornos alimentares
  • Tratamento Em Psiquiatria Em Hospital Geral
  • Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)
  • Tratamento em transtornos de personalidade
  • Tratamento para parar de fumar
  • Tratamento Psiquiatrico Em Hospital Especializado - B Nivel I

Respostas de Dr. Elson Asevedo

8 Respostas

6 Especialistas de acordo

27 Pacientes agradecidos

Dr. Elson Asevedo está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Muitos dos efeitos adversos do escitalopram (nome genérico do Lexapro) e dos demais antidepressivos da mesma classe (Fluoxetina, Sertralina, Citalopram, Paroxetina e Fluvoxamina) melhoram ao longo da primeira semana de uso e costumam desaparecer até o fim do primeiro mês. Os efeitos terapêuticos, fazem um caminho inverso. Frequentemente não são notados até a segunda ou terceira semana de tratamento. Interessante ressaltar que o fato de o paciente ter tido efeitos colaterais com uma (ou duas) dessas medicações não quer dizer que terá os mesmos efeitos com todas as outras da mesma classe. Sugiro que você entre em contato com seu médico, informando sobre a ocorrência de efeitos colaterais. Ele será capaz de traçar uma estratégia para reduzir esses sintomas e garantir a continuidade do seu tratamento. Melhoras!

Dr. Elson Asevedo

Dr. Elson Asevedo

Psiquiatra

São Paulo

Concordo com a Dra. Carina Lucion. Os caminhos e objetivos do processo terapêutico devem ser sempre ravaliados. Também sugiro que você converse francamente sobre isso com seu terapêuta. A força motriz da terapia é falar sobre o que você está pensando e sentindo. Inclusive o que você está pensando e sentindo a respeito da terapia. Mesmo que seja que está desestimulado e com a impressão de só estar jogando conversa fora. Falar abertamente sobre o que está sentindo impulsiona a terapia. Boa sorte!

Dr. Elson Asevedo

Dr. Elson Asevedo

Psiquiatra

São Paulo

Uma regra básica para a utilização de medicações durante a gravidez e o período de amamentação é a seguinte: o remédio só será utilizado pelo seu médico se os benefícios do tratamento forem superiores aos riscos para o bebê. Então, sugiro que, o quanto antes, você informe o seu médico sobre seu desejo de engravidar. Conhecendo bem o seu quadro clínico, ele poderá traçar um plano de tratamento que seja seguro para o bebê, ao mesmo tempo em que mantenha a estabilização dos sintomas. Planejar a gravidez com antecedência permite que seu médico faça todos os ajustes necessários no tratamento. Parabéns!

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Elson Asevedo

Dr. Elson Asevedo

Psiquiatra

São Paulo

Ver as 8 perguntas respondidas por Dr. Elson Asevedo

{0}{1}