João Pedro Bueno Telles

João Pedro Bueno Telles

Urologista

Competência em: Andrologia, Litíase, Urologia Oncológica, Fertilidade e Planejamento Familiar, Cirurgia Esterilizadora Masculina

Número de Identificação Profissional: 27666

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Rua Antenor Lemos, 57/811 90850-100 Menino Deus Porto Alegre

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para João Pedro Bueno Telles

4,8

Baseado em 21 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por João Pedro Bueno Telles?

Opinar

O melhor: "Tudo, muito bom ambiente, atendimento ótimo"

Poderia melhorar: "Nada"

Motivo da visita: opiniao sobre vasec

Leonardo . marcou consulta com João Pedro Bueno Telles em Rua Antenor Lemos, 57/811

Marcou consulta na Doctoralia

O melhor: "Excelente profissional, muito atencioso e educado."

Motivo da visita: Raio X

Luciano . marcou consulta com João Pedro Bueno Telles em Rua Antenor Lemos, 57/811

Marcou consulta na Doctoralia

O melhor: "Do atendimento e cordialidade do Dr."

Motivo da visita: Autorização para processo de vasectomia

Luciano F. marcou consulta com João Pedro Bueno Telles em Rua Antenor Lemos, 57/811

Marcou consulta na Doctoralia

O melhor: "Por tratar-se de um médico de fácil comunicação."

JACIR P. marcou consulta com João Pedro Bueno Telles em Rua Antenor Lemos, 57/811

Marcou consulta na Doctoralia

Ver as 21 opiniões sobre João Pedro Bueno Telles

Experiência

Formação

  • MédicoUniversidade Federal do Rio Grande do Sul2003
  • Cirurgião GeralHospital de Clínicas de Porto Alegre2005
  • UrologistaHospital de Clínicas de Porto Alegre2008

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 27666

 Natural de Porto Alegre, nascido em 1 de dezembro de 1977, o Dr.João Pedro Bueno Telles graduou-se em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS em julho de 2003.

Após a graduação, realizou suas duas especializações no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA).

Formou-se Cirurgião Geral em janeiro de 2006 e Urologista em janeiro de 2009.

É o responsável, juntamente com o Dr. Marlon Fiorentini, pelo atendimento aos pacientes com neoplasias malignas urológicas atendidos pelo Hospital Regina (Novo Hamburgo/RS) junto ao Sistema Único de Saúde.

É integrante do Serviço de Urologia do Hospital Mãe de Deus, com atendimento particular e convênios.

Participações Associativas
Membro da Sociedade Brasileira de Urologia
Membro da Confederación Americana de Urología
Membro da American Urological Association

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Espanhol

Webs

Serviços

  • Primeira consulta Urologia
  • Consulta domiciliar Urologia
  • Circuncisão
  • Litotripsia
  • Nefrectomia parcial
  • Nefrectomia Total
  • Nefrectomia Total Por Cancer
  • Nefrolitotomia Percutanea
  • Orquiectomia Com Esvaziamento Ganglionar
  • Orquiectomia Unilateral Por Cancer
  • Pielolitotomia
  • Prostatectomia Por Cancer
  • Prostatectomia Supra Pubica
  • Prostatovesiculectomia
  • Prótese peniana
  • Resseccao Endoscopica Da Prostata
  • Resseccao Endoscopica De Tumor Vesical
  • Retirada De Calculo De Pelve Renal Com Cateter
  • Retirada Percutanea Do Calculo Ureteral Com Cateter
  • Tratamento Cirurgico Da Incontinencia Urinaria Por Via Vaginal
  • Tratamento Cirurgico Da Ureterocele
  • Ureterolitotomia
  • Vasectomia

Artigos escritos por João Pedro Bueno Telles

Pedras nos rins (cólica renal)

O Cálculo Renal é uma doença muito comum. Estudos têm demonstrado que 15% dos indivíduos formarão pedras nos rins em algum momento de suas vidas. Considerando que 30% desses pacientes serão hospitalizados e submetidos a alguma intervenção (fragmentação endoscópica, por exemplo) associada à redução da produtividade, pode-se avaliar o grande impacto social e econômico dessa doença.
O objetivo do tratamento do cálculo renal é a total eliminação ou a retirada de cálculos e fragmentos com a menor morbidade ao paciente.O índice livre de cálculo após procedimentos endoscópicos (ureterolitotripsia rígida ou flexível) varia de 85 a 100%.

Vasectomia

A vasectomia é um procedimento cirúrgico para o sexo masculino com o objetivo de esterilização e planejamento familiar. Durante o procedimento, os canais deferentes são cortados e depois amarrado e cauterizados de modo a impedir que o esperma entre na corrente seminal (ejaculação) e, assim, evitar que ocorra a fertilização.
As vasectomias são realizadas em ambiente hospitalar e as incisões são pequenas. Devido à simplicidade da cirurgia, a vasectomia geralmente leva menos de 30 minutos para ser concluído e os pacientes podem retomar o seu comportamento sexual típico dentro de duas semanas.

Respostas de João Pedro Bueno Telles

35 Respostas

11 Especialistas de acordo

19 Pacientes agradecidos

João Pedro Bueno Telles está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

A única forma 100% segura de evitar gravidez é não manter atividade sexual. A cirurgia esterilizadora masculina, ou vasectomia bilateral, apresenta elevada taxa de segurança (aproximadamente 99,5%).
Após 6 semanas do procedimento, realiza-se um espermograma e, não havendo espermatozóides, o paciente estará liberado para manter atividade sexual sem o uso de outros anticonceptivos.
Entretanto, o paciente deve saber que, em 1 a cada 2000 cirurgias, poderá ocorrer a recanalização espontânea dos ductod deferentes e o retorno à capacidade de fertilização.

  • Obrigado 5
  • 1 especialista está de acordo
João Pedro Bueno Telles

João Pedro Bueno Telles

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

Porto Alegre

Após a cirurgia esterilizadora masculina (vasectomia) podem ocorrer sintomas como se a bolsa escrotal estivesse mais pesada; ou que a bolsa escrotal estivesse com maior volume que o normal. Esses sintomas acontecem principalmente quando o período de repouso, logo após o procedimento, não é corretamente observado.
A evolução desses sintomas é de progressiva melhora com o passar dos dias. Recomenda-se utilizar uma cueca nova, mais apertada, para manter os testículos mais suspensos.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
João Pedro Bueno Telles

João Pedro Bueno Telles

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

Porto Alegre

Flebólitos são calcificações que podem ocorrer no interior de pequenas veias. São relativamente comuns na região pélvica. Não se trata de nada grave, fique tranquilo.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
João Pedro Bueno Telles

João Pedro Bueno Telles

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Urologista

Porto Alegre

Ver as 35 perguntas respondidas por João Pedro Bueno Telles

Fotos

{0}{1}