Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Neurologista

Competência em: Neurofisiologia Clínica, Eletroencefalograma (EEG), Distúrbios do Sono

Número de Identificação Profissional: 10365

Consultório

1
2

Opiniões para Dra. Fabrícia Carneiro Torres

4,8

Baseado em 9 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dra. Fabrícia Carneiro Torres?

Opinar

O melhor: "Faz jus a carreira que escolheu. Poucos médicos reúnem competência e comprometimento como a dra Fabricia Carneiro Torres."

Poderia melhorar: "apenas maior divulgação que há especialistas na área."

Motivo da visita: distúrbio do sono

Paciente que marcou consulta com Dra. Fabrícia Carneiro Torres em Première Medicina E Saúde

O melhor: "Ela é muito linda.
Educada.
Profissional.
Gentil.
Amável.
Atenciosa.
Compreende o paciente.
Ela é paciente, calma.
Eficaz."

Poderia melhorar: "Ah! Falta um cafezinho,ou chá."

Motivo da visita: Eplepsia

Paciente que marcou consulta com Dra. Fabrícia Carneiro Torres em Rua Tibúrcio Cavalcante, 1947 - Première

Dra. Fabrícia Carneiro Torres respondeu a esta opinião

Agradeço a gentileza, espero ter ajudado. Na nova clínica temos um suporte melhor na sala de espera, com cafezinho e petiscos. Perdão a demora em retorná-la.

O melhor: "comunicação"

Poderia melhorar: "horário de espera"

Motivo da visita: epilepsia

Paciente que marcou consulta com Dra. Fabrícia Carneiro Torres em Rua Tibúrcio Cavalcante, 1947 - Première

Dra. Fabrícia Carneiro Torres respondeu a esta opinião

Obrigada pelo retorno, espero ter ajudado.

O melhor: "Ótima Profissional."

Motivo da visita: dislexia e deficit de atenção

Paciente que marcou consulta com Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Dra. Fabrícia Carneiro Torres respondeu a esta opinião

Obrigada pelo reconhecimento. Espero ter sido últil naquela ocasião.

Ver as 9 opiniões sobre Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Experiência

Formação

  • NeurologiaHospital Geral de Fortaleza (HGF)2011
  • Neurofisiologia ClinicaUniversidade de São Paulo (USP) - Ribeirão Preto2012
  • Título de especialista em NeurologiaAcademia Brasileira de Neurologia (ABN)2014

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 10365

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: abril 2018
  • Primeira consulta Neurologia Detalhe A partir de R$ 400
    • Rua Tibúrcio Cavalcante, 1947 - Première A partir de R$ 400
    • Première Medicina E Saúde
  • Bloqueio De Nervo Periferico Detalhe R$ 300
    • Rua Tibúrcio Cavalcante, 1947 - Première R$ 300
  • EEG (Electroencefalograma)
  • Puncao Lombar Detalhe R$ 450
    • Rua Tibúrcio Cavalcante, 1947 - Première R$ 450
  • Tap-Test
  • Tratamento clínico para Enxaqueca
  • Tratamento da doença de Alzheimer
  • Tratamento da epilepsia
  • Tratamento da insônia
  • Tratamento do AVC (Acidente Vascular Cerebral)
  • Tratamento para cefaléia tipo tensional
  • Tratamento para distúrbios da memória
  • Polissonografia

Respostas de Dra. Fabrícia Carneiro Torres

3 Respostas

0 Especialistas de acordo

1 Pacientes agradecidos

Dra. Fabrícia Carneiro Torres está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Significa que você faz pausas respiratórias acima de 10 segundos durante o sono no minimo 15 vezes por hora e até no máximo 30 vezes (definição do grau moderado). O padrão obstrutivo está relacionado com alguma alteração estrutural que impede ou dificulta o fluxo de ar pela via aérea respiratória superior. A Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) é uma condição médica que deve ser tratada o quanto antes pelo alto risco de morbidade, quem a tem apresenta risco elevado de doenças cardiovasculares como hipertensão arterial sistêmica e infarto agudo do miocárdio, por exemplo, ainda tem risco aumentado de doença aguda cerebrovascular como o AVC (acidente vascular cerebral).

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Neurologista

Fortaleza

Olá!
Infelizmente a intolerabilidade com as medicações pode ocorrer em níveis variados. Entretanto existem vários esquemas terapêuticos possíveis para tentar alinhar melhora clínica com reduzido efeito colateral. É algo que deve ser coordenado com seu neurologista. Há inclusive no mercado uma medicação que é patch (adesivo) que pode reduzir os efeitos mencionados, mas é algo a ser conversado com o colega que está lhe acompanhando.

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Neurologista

Fortaleza

Olá!
Como os outros colegas já mencionaram, o primeiro passo é nos certificarmos que se trata de fato da doença de Parkinson, que responde.muito bem à medicação Prolopa; entretanto há doenças que se assemelham à doença de Parkinson, porém apresentam outra etiologia para os sintomas clínicos e respondem mal à medicação prescrita ( Prolola). Porém, em se tratando da doença de Parkinson, além de fracionar mais ainda a medicação em doses menores, a fim de diminuir os efeitos colaterais, outra alternativa é optar por uma medicação já disponível no mercado que é um patch ( adesivo) . De toda forma, é necessário dar seguimento com o neurologista lara que ele possa avaliar a evolução e tomar as condutas.

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Dra. Fabrícia Carneiro Torres

Neurologista

Fortaleza

{0}{1}