Lucio Costa

Lucio Costa

Psicólogo

Competência em: Psicologia Clínica, Psicoterapia, Terapia de Casal, Dependências, Depressão

Número de Identificação Profissional: CRP 01/20083

Marcação de consultas

Endereço do consultório

SHIS QI 9, B1, E1, Sala 303 - Centro Clínico do Lago Sul 71625110 Lago Sul Brasília

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Lucio Costa

5

Baseado em 2 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Lucio Costa?

Opinar

O melhor: "Profissional comprometido com seus pacientes!! Excelente atendimento e metodologia!!"

Poderia melhorar: "Tudo dentro de minhas expectativas!!"

Motivo da visita: Atendimento psicológico

Paciente que marcou consulta com Lucio Costa em SHIS QI 9, B1, E1, Sala 303 - Centro Clínico do Lago Sul

O melhor: "Excelente profissional o qual pelo sua competência, dedicação e principalmente educação, faz da consulta um papo além da clínica. Há aprendizado e imersão. Recomendo."

Poderia melhorar: "Tudo está de acordo com minhas expectativas"

Motivo da visita: Atendimento psicológico

Marina T. marcou consulta com Lucio Costa

Experiência

Formação

  • PsicólogoUniversidade Paulista (SP)2008
  • Curso de Extensão em Saúde PúblicaUniversidade Estadual de Campinas (UNICAMP)2011
  • Mestrado em EducaçãoUniversidade Federal de São Carlos (UFSCar)2014
  • Pós-graduando em NeuropsicologiaInstituto de Ensino e Pesquisa em Saúde e Educação de Brasília (IEPSE)2018
  • Psicanalista (em formação)Sociedade de Psicanálise de Brasília2023

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRP 01/20083

Atuo profissionalmente na Psicologia desde 2008, com atendimento e estudo clínico, além de diversos trabalhos na gestão pública – especialmente nas políticas de saúde mental e da saúde pública em geral.

 Ao longo desse período de atuação na área, participei de diversos cursos, congressos, seminários e outros espaços de formação – no Brasil e em países como Itália, Argentina e Suíça – compartilhando experiências e conhecimentos no campo clínico e na gestão de políticas públicas.
A pesquisa e a reflexão sobre temas da Psicologia também estão em conteúdos produzidos academicamente, sempre abordando questões da saúde mental em suas diversas vertentes. 

Desenvolvo atividades no campo da psicoterapia de adultos – para as mais diversas questões conflitivas e existenciais – e psicoterapia para casais. Atuo também em casos de dependência (seja química, com drogas licitas e/ou ilícitas; ou dependências de ordem emocionais e de jogos). Disponibilidade também para atendimento psicológico domiciliar, voltado a pessoas com dificuldade de mobilidade em seu aspecto físico ou de natureza emocional.

Aceito convênios médicos por meio de reembolso.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Espanhol

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: janeiro 2018

Respostas de Lucio Costa

10 Respostas

12 Especialistas de acordo

33 Pacientes agradecidos

Lucio Costa está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Primeiro, algumas perguntas: ele está sofrendo com essa afirmação? Buscar algum profissional é uma demanda dele? Se é, por qual motivo ele quer ajuda?
Em nenhum momento na sua pergunta foi apresentado qualquer afirmação que tenha surgido por parte dele, a exemplo de que ele esteja sofrendo por se entender como bissexual. Caso ele não apresente sofrimento intenso - ao ponto de não conseguir lidar sozinho com isso - em relação a sua sexualidade ou com seus relacionamentos afetivos, não há necessidade, tampouco é recomendável que você procure qualquer tipo de ajuda, uma vez que se entender como bissexual faz parte da construção identitária do sujeito. Caso o incomodo com essa realidade apresentada seja de sua parte, sugiro que busque ajuda para você, pois, com ele, não tem nada de errado.

Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

De imediato, o foco central é pensar na atenção à saúde mental do seu pai. Se ele teve uma crise que culminou na tentativa de suicídio, criar estratégias de cuidado - principalmente de maneira interdisciplinar, com um psicólogo e um psiquiatra, por exemplo - é fundamental, sob pena de a ausência de cuidado culminar no agravamento de seu quadro clínico.
O processo de cuidado, portanto, apresenta-se como sendo a primeira etapa, antes de se pensar na aposentadoria. É muito importante que seja realizado uma investigação aprofundada sobre a estrutura psíquica de seu pai. Ao ler sua questão, várias outras me surgiram, a exemplo: Quais são os disparadores dessas crises? A crise, de fato, tem a ver com o trabalho que ele desenvolve? Ele faz ou já fez acompanhamento psicológico? As crises aconteceram com ele fazendo acompanhamento? Quais são os maiores geradores de ansiedade nesse momento de sua vida?

O caminho da aposentadoria passa, fundamentalmente, pelo caminho anterior: o do cuidado.

Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

A primeira coisa a ser feita, com urgência, é rever sua compreensão sobre a forma de cuidado. A produção de saúde mental se faz a partir da produção de cidadania, com o fortalecimento dos vínculos afetivos, com a construção de um projeto de vida (mesmo com todas as limitações que possam existir), e não com internação. Internação, somente como último recurso, de maneira mais breve possível, cujo objetivo deve ser o de tão somente cessar à crise. Produção de saúde mental se faz junto à sociedade e tem, como eixo central, a liberdade como produtora de saúde. Uma alternativa para a construção de autonomia (ou produção de saúde) pode ser a contratação de um Acompanhante Terapêutico, mas, se por algum motivo isso for inviável, procure um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) para receber mais orientações sobre uma nova forma de cuidado. Nesse sentido, o laudo médico deve ser pensado como consequência do acompanhamento e do cuidado, não ao contrário.

Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

Ver as 10 perguntas respondidas por Lucio Costa

Fotos

{0}{1}