Lucio Costa

Lucio Costa

Psicólogo

Competência em: Psicologia Clínica, Psicoterapia, Terapia de Casal, Dependências, Depressão

Número de Identificação Profissional: CRP 01/20083

Marcação de consultas

Endereço do consultório

SHIS QI 9, B1, E1, Sala 303 - Centro Clínico do Lago Sul 71625110 Lago Sul Brasília

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Lucio Costa

5

Baseado em 2 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Lucio Costa?

Opinar

O melhor: "Profissional comprometido com seus pacientes!! Excelente atendimento e metodologia!!"

Poderia melhorar: "Tudo dentro de minhas expectativas!!"

Motivo da visita: Atendimento psicológico

Paciente que marcou consulta com Lucio Costa em SHIS QI 9, B1, E1, Sala 303 - Centro Clínico do Lago Sul

O melhor: "Excelente profissional o qual pelo sua competência, dedicação e principalmente educação, faz da consulta um papo além da clínica. Há aprendizado e imersão. Recomendo."

Poderia melhorar: "Tudo está de acordo com minhas expectativas"

Motivo da visita: Atendimento psicológico

Marina T. marcou consulta com Lucio Costa

Experiência

Formação

  • PsicólogoUniversidade Paulista (SP)2008
  • Curso de Extensão em Saúde PúblicaUniversidade Estadual de Campinas (UNICAMP)2011
  • Mestrado em EducaçãoUniversidade Federal de São Carlos (UFSCar)2014
  • Pós-graduando em NeuropsicologiaInstituto de Ensino e Pesquisa em Saúde e Educação de Brasília (IEPSE)2018
  • Psicanalista (em formação)Sociedade de Psicanálise de Brasília2023

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRP 01/20083

Atuo profissionalmente na Psicologia desde 2008, com atendimento e estudo clínico, além de diversos trabalhos na gestão pública – especialmente nas políticas de saúde mental e da saúde pública em geral.

 Ao longo desse período de atuação na área, participei de diversos cursos, congressos, seminários e outros espaços de formação – no Brasil e em países como Itália, Argentina e Suíça – compartilhando experiências e conhecimentos no campo clínico e na gestão de políticas públicas.
A pesquisa e a reflexão sobre temas da Psicologia também estão em conteúdos produzidos academicamente, sempre abordando questões da saúde mental em suas diversas vertentes. É essa diversidade que marca minha trajetória e olhar sobre a atuação clínica (e sobre o mundo).

Desenvolvo atividades no campo da psicoterapia de adultos – para as mais diversas questões conflitivas e existenciais – e psicoterapia para casais. Atuo também em casos de dependência (seja química, com drogas licitas e/ou ilícitas; ou dependências de ordem emocionais e de jogos). Disponibilidade também para atendimento psicológico domiciliar, voltado a pessoas com dificuldade de mobilidade em seu aspecto físico ou de natureza emocional.

Aceito convênios médicos por meio de reembolso.











Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Espanhol

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: janeiro 2018

Respostas de Lucio Costa

9 Respostas

7 Especialistas de acordo

31 Pacientes agradecidos

Lucio Costa está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Primeiro, algumas perguntas: ele está sofrendo com essa afirmação? Buscar algum profissional é uma demanda dele? Se é, por qual motivo ele quer ajuda?
Em nenhum momento na sua pergunta foi apresentado qualquer afirmação que tenha surgido por parte dele, a exemplo de que ele esteja sofrendo por se entender como bissexual. Caso ele não apresente sofrimento intenso - ao ponto de não conseguir lidar sozinho com isso - em relação a sua sexualidade ou com seus relacionamentos afetivos, não há necessidade, tampouco é recomendável que você procure qualquer tipo de ajuda, uma vez que se entender como bissexual faz parte da construção identitária do sujeito. Caso o incomodo com essa realidade apresentada seja de sua parte, sugiro que busque ajuda para você, pois, com ele, não tem nada de errado.

Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

De imediato, o foco central é pensar na atenção à saúde mental do seu pai. Se ele teve uma crise que culminou na tentativa de suicídio, criar estratégias de cuidado - principalmente de maneira interdisciplinar, com um psicólogo e um psiquiatra, por exemplo - é fundamental, sob pena de a ausência de cuidado culminar no agravamento de seu quadro clínico.
O processo de cuidado, portanto, apresenta-se como sendo a primeira etapa, antes de se pensar na aposentadoria. É muito importante que seja realizado uma investigação aprofundada sobre a estrutura psíquica de seu pai. Ao ler sua questão, várias outras me surgiram, a exemplo: Quais são os disparadores dessas crises? A crise, de fato, tem a ver com o trabalho que ele desenvolve? Ele faz ou já fez acompanhamento psicológico? As crises aconteceram com ele fazendo acompanhamento? Quais são os maiores geradores de ansiedade nesse momento de sua vida?

O caminho da aposentadoria passa, fundamentalmente, pelo caminho anterior: o do cuidado.

Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

"Deve-se tomar muito cuidado antes de caracterizar sua situação como dependência, compulsão ou associar seu quadro a um transtorno, pois 'pré-determinismos" sem uma investigação profunda sobre sua vida, sua história, sua rotina, seus desejos e suas emoções, podem trazer muito sofrimento a você. Vale destacar que a falta de interação sexual com sua esposa não deve - num primeiro momento - ser associada imediatamente ao consumo de pornografia. A pornografia, antes de tudo, ao que parece, se apresenta como sintoma, não causa das suas questões. Vários podem ser os motivos e motivações que estejam obstruindo uma relação mais fluida com sua esposa.

Há uma pergunta que talvez você possa fazer: quando devo procurar ajuda continua? Se um comportamento persistente e indesejável está interferindo na sua vida, na sua rotina, nos seus afazeres, e todas as tentativas individuais de resolver a situação foram fracassadas, então esse é o momento para você procurar ajuda. Se está sentindo que o consumo pornográfico tem gerado prejuízo na sua rotina (funcional ou emocional), procure um profissional - não somente de maneira circunstancial, mas para um acompanhamento aprofundado e continuo -, pois certamente você sairá da superfície das suas questões, para entender a profundidade dos seus conflitos. A psicoterapia é um potente instrumento para te ajudar nesse processo".

  • Obrigado 6
  • 1 especialista está de acordo
Lucio Costa

Lucio Costa

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

Brasília

Ver as 9 perguntas respondidas por Lucio Costa

Fotos

{0}{1}