Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Infectologista

Competência em: Infectologia Hospitalar, HIV, Infectologia clínica

Número de Identificação Profissional: 14936

Consultório

1

Opiniões para Dra. Heloisa Costa Ravagnani

5

Baseado em 4 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dra. Heloisa Costa Ravagnani?

Opinar

O melhor: "Fui paciente por 3 anos e não tenho palavras para descrever o carinho, admiração e respeito que tenho por ela. Seu acolhimento, atenção, ética e profissionalismo são esplendidos. Só troquei por conta da incompatibilidade de horários, mas mesmo assim ainda é minha favorita."

Motivo da visita: Consulta de rotina

Paciente que marcou consulta com Dra. Heloisa Costa Ravagnani

O melhor: "Médica super atenciosa e bem informada, tem a empatia e conhecimento que muitos (as) não tem, esclareceu todas as dúvidas"

Motivo da visita: Uso da PEP

Paciente que marcou consulta com Dra. Heloisa Costa Ravagnani em Clinfec

Dra. Heloisa Costa Ravagnani respondeu a esta opinião

Muito obrigada! Estamos à disposição!

O melhor: "Atendimento Dra Heloisa"

Motivo da visita: Infeccao urina

Paciente que marcou consulta com Dra. Heloisa Costa Ravagnani em Clinfec

Dra. Heloisa Costa Ravagnani respondeu a esta opinião

Muito obrigada! Abç

O melhor: "Médica muito atenciosa e cuidadosa. Explica o diagnóstico e tratamento direitinho."

Paciente que marcou consulta com Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Dra. Heloisa Costa Ravagnani respondeu a esta opinião

Muito obrigada! Um abraço

Experiência

Formação

  • MedicinaFaculdade de Medicina de Petrópolis2003
  • Título de especialista em InfectologiaHospital Heliópolis - SP2007
  • Residência médica em InfectologiaHospital Heliópolis, SUS - São Paulo2007
  • Pós-Graduação em Controle de Infecção HospitalarInesp2011

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 14936

A Infectologia ainda é uma especialidade médica pouco conhecida. Basicamente, tratamos todos os tipos de infecções, sejam elas causadas por fungos, vírus ou bactérias, a maioria com grandes chances de cura.

Tenho 14 anos de profissão, 11 deles atuando como especialista em Infectologia. A consulta envolve uma anamnese cuidadosa, histórico pessoal do paciente, exame físico e exames complementares caso sejam necessários.

Meu foco está no acolhimento ao paciente, pois muitas das patologias infecto-contagiosas são estigmatizantes, gerando preconceitos e discriminações. Com minha experiência tento mostrar amenizar o sofrimento psicológico e dar um direcionamento claro de tratamento.


Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Respostas de Dra. Heloisa Costa Ravagnani

9 Respostas

2 Especialistas de acordo

32 Pacientes agradecidos

Dra. Heloisa Costa Ravagnani está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Linfonodos aparecem devido a várias infecções, não somente pelo HIV. Somente a presença deles (os gânglios) não confirma o diagnóstico de HIV. Com esse histórico de exames, nessa relação de risco não houve contágio pelo HIV. Se ainda persistir alguma dúvida, sugiro que procure um infectologista na sua cidade para te examinar melhor pessoalmente. Espero ter ajudado!

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

Brasília

Sim, existem os "controladores de elite", pacientes que, mesmo sendo portadores do vírus não apresentam queda do CD4 e mantém carga viral em níveis muito baixos ou até mesmo indetectável sem tomar os anti-retrovirais.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

Brasília

Esses testes são de triagem, ou seja, são testes rápidos que precisam ser confirmados com outros testes em caso de resultado positivo. Falamos em gerações de testes no caso das sorologias realizadas pela metodologia ELISA (não é um teste rápido). Independente de qual teste for feito, sempre existe a possibilidade de janela imunológica (quanto maior a geração do Elisa, menor é o tempo de janela imunológica) e, se houve possibilidade de exposição ao vírus, é muito importante a repetição do teste em cerca de 30 dias.

Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista

Brasília

Ver as 9 perguntas respondidas por Dra. Heloisa Costa Ravagnani

Fotos

{0}{1}