Dr. João Cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz

Cirurgião geral, Urologista

Competência em: Endourologia e Laparoscopia Urológica, Infertilidade Masculina

Número de Identificação Profissional: 11174 ES/9525

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Hospital Meridional São Mateus

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1
2
3

Opiniões para Dr. João Cunha Thomaz

4,9

Baseado em 17 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. João Cunha Thomaz?

Opinar

O melhor: "Um excelente profissional. Desde a primeira consulta se mostrou muito prestativo para solucionar meu problema. Tive um pos operatório muito tranquilo. Que Deus continue iluminando sua vida e que vc continue sendo esse excepcional profissional que é."

Motivo da visita: Cirurgia estenose rins

Maiara L. marcou consulta com Dr. João Cunha Thomaz em Hospital Meridional São Mateus

Dr. João Cunha Thomaz respondeu a esta opinião

Feliz por ter pessoas boas no meu caminho! Obrigado

O melhor: "Excelente atendimento e ótimo diálogo, seu atendimento permite ao paciente muita segurança e confiança no que está fazendo, mostrando ser muito profissional na função que exerce."

Poderia melhorar: "Não notei pontos a melhorar, pois foi tudo ótimo."

Motivo da visita: Troca de cateter

Paciente que marcou consulta com Dr. João Cunha Thomaz em Hospital Meridional São Mateus

Dr. João Cunha Thomaz respondeu a esta opinião

Eu agradeço todo o carinho, agradeço a família por depositar confiança no meu trabalho. Muito feliz por ter correspondido.

O melhor: "A sua competência na sua profissão. E muito dedicado ao paciente."

Josias P. marcou consulta com Dr. João Cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz respondeu a esta opinião

Muito Obrigado pela referência.

O melhor: "Atenção e interesse pelo paciente. Conhecimento técnico e tranquilidade em explicar as opções de tratamento. Como ponto principal destaco a disponibilidade e interesse demonstrado em relação ao paciente."

Motivo da visita: Litíase

Leandro M. marcou consulta com Dr. João Cunha Thomaz em Hospital Meridional São Mateus

Dr. João Cunha Thomaz respondeu a esta opinião

Muito Obrigado! Fico feliz de ter um retorno como esse, no fazendo acreditar que estamos no caminho certo! Obrigado.

Ver as 17 opiniões sobre Dr. João Cunha Thomaz

Experiência

Formação

  • MedicinaEmescam2011
  • Cirurgia GeralHospital Heliópolis - São Paulo2013
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaHospital Heliópolis 2013
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaHospital Heliópolis 2013
  • UrologiaUFES - Hospital das Clínicas2016
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaUniversidade Federal do Espírito Santo 2016
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaUniversidade Federal do Espírito Santo 2016
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaUniversidade Federal do Espírito Santo 2016
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaUniversidade Federal do Espírito Santo 2016
  • Cirurgia VídeolaparoscópicaUniversidade Federal do Espírito Santo 2016

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 11174 ES/9525

 Urologista formado pela Universidade Federal do Espirito Santo - UFES (3 anos de aprendizado e evolução), após passar 2 anos em São Paulo (Hospital Heliópolis) desenvolvendo e aprimorando as habilidades cirúrgicas. Após o retorno iniciei minhas atividades no Hospital da Policia Militar, prestando assistência urológica  (clínica e cirúrgica) aos militares e seus familiares, atividade que já exerço há cerca de 3 anos, com grande satisfação pessoal. Obtendo um retorno muito positivo dos meus pacientes.
 Durante toda minha formação, desde o inicio da faculdade de medicina em 2005 (EMESCAM), já buscava aprofundar meus conhecimentos na área de medicina reprodutiva/infertilidade, andrologia e disfunções sexuais. Com o avançar da minha carreira médica, busquei aliar a parte teórica com a prática cirúrgica, visando o desenvolvimento de técnicas para propiciar  a melhora e  a cura dessas afecções urológicas.
 Com os últimos avanços tecnológicos na área médica, a Urologia agregou muitas inovações para que as intervenções cirúrgicas se tornassem menos agressivas e com alto índice de sucesso. Assim a Vídeo-Cirurgia (Cirurgia Vídeo-laparoscópicas), popularmente conhecidas com "cirurgia a lazer", tornou-se prática comum. Hoje priorizo a abordagem por EndoUrologia (cirurgias realizadas sem a necessidade de cortes na pele) e Videolaparoscopia sempre que possível, e já sabemos que hoje cerca de 80% dos casos podem ser tratados dessa forma, propiciando uma recuperação muito mais rápida e com alto índice de sucesso. 
   Tive ótimos professores  na área médica, e com eles pude desenvolver a melhor relação médico-paciente. Buscando estar ao lado dos meus pacientes em todos os momentos da sua evolução desde o diagnóstico até a cura e seu acompanhamento  posterior. Acreditando sempre que a presença e a atenção do médico tem papel fundamental na cura dos meus pacientes.


Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Espanhol

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: janeiro 2018

Artigos escritos por Dr. João Cunha Thomaz

Nefrolitotomia Percutanea

Técnica cirúrgica que envolve grande avanço tecnológico, obtendo ótimos resultados com mínima agressão cirúrgica (1, 2 ou 3 pequenos cortes de 1 cm).Indicado para o tratamento de grandes cálculos renais (Cálculos Maiores que 2cm) e cálculos duros (Cálculos de grande densidade visto na tomografia) . Nessa Técnica utilizamos alguns instrumentos que fragmentam o cálculo permitindo retirá-los sem a necessidade de grande cortes (técnica muito utilizada antigamente e que esta cada vez mais em desuso). Cada caso deve ser avaliado individualmente para chegar ao melhor tipo de tratamento. A tecnologia hoje é o maior aliado dos tratamentos urológicos.

Câncer de Rim

Doença relativamente comum no nosso país, teve grandes avanços no tratamento. Desde a cirurgia até as formas de quimioterapia/terapia alvo tem melhorado muito os resultados do tratamento. Seu caso deve ser avaliado em diversos aspecto e sempre que possível deve-se optar por uma cirurgia poupadora de rim, como? As chamadas nefrectomias parciais, nas quais retira-se somente o tumor e preserva o rim. Dessa forma diminui o risco de uma evolução posterior para alguma disfunção/insuficiência renal. Alguns casos a nefrectomia radical é a unica forma de tratamento. É importante enfatizar que hoje, sempre que possivel opto por realizar/indicar essas cirurgias (90% dos casos) por vídeo-cirurgia.

Veja os 4 artigos escritos por Dr. João Cunha Thomaz

Respostas de Dr. João Cunha Thomaz

124 Respostas

37 Especialistas de acordo

76 Pacientes agradecidos

Dr. João Cunha Thomaz está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá, a vasectomia não tem relação alguma com esses sintomas descritos por você, logo a reversão não é uma opção de tratamento para isso. Pode haver uma coincidência quanto a observação desses sintomas (baixo libido e disfunção erétil) com o período da cirurgia, mas não há associação da cirurgia com os mesmos. Há tratamento para esses sintomas relaxados, e isso deve ser avaliado com seu urologista, mas friso que a reversão da vasectomia não é indicado para isso. Vale uma consulta para esclarecer todas essas dúvidas,

Dr. João Cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Urologista

São Mateus

Olá, após a retirada do cateter pode ocorrer uma inflamação da mucosa ureteral que cursa com essa dor. Porém isso não dispensa uma avaliação do urologista. Além dessa inflamação é importante descartar possível infecção urinária, ou resíduos de cálculos que não foram vistos na tomografia. Atenciosamente Dr. João cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Urologista

São Mateus

Após comprovação do tratamento adequado, dose e intervalo, é preciso juntar os dados clínicos e epidemiológicos para um diagnóstico mais preciso. VDRL com títulos baixos, após a comprovação do tratamento adequado pode representar apenas uma cicatriz imunológica, não uma doença ativa. É recomendado um acompanhamento fiel, repetir o VDRL quantitativo a cada 6 meses por dois anos. Procure seu urologista para o seguimento correto. Tudo de bom!

Dr. João Cunha Thomaz

Dr. João Cunha Thomaz

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Urologista

São Mateus

Ver as 124 perguntas respondidas por Dr. João Cunha Thomaz

Fotos

{0}{1}