Respostas de Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca - Curitiba

61 Respostas

46 Especialistas de acordo

43 Pacientes agradecidos

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá. Segundo as diretrizes brasileira de Hipertensão a definição de hipertensão é quando o valor é maior ou igual a 140/90. É importante que se faça diversas mensurações, seja no consultório do médico ou em casa, pois somente uma medida elevada não é considerada diagnóstica.
É muito comum a variação dos valores da pressão arterial durante o dia e isso pode ocorrer por alguns fatores ( estresse emocional ou físico, dor, álcool, cigarro etc...). Logo uma medida como 130/90 ou 140/80 não necessariamente significa hipertensão.
Quando se tem dúvida em relação ao diagnóstico de hipertensão podemos lançar mão de alguns exames como MAPA ou MRPA.
É sempre muito importante conversar com seu médico para tirar dúvida desses detalhes.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A definição de Bradicardia Sinusal conforme as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia é quando a frequência cardíaca encontra-se abaixo de 50 batimentos por minuto.
O termo bradicardiano não existe.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. O tratamento para um paciente com Insuficiência Cardíaca e Fração de Ejeção de 17% é amplo. É importante saber a causa da insuficiência cardíaca para tratar adequadamente.
Existem diversas classes de medicamentos que podem ser utilizados e que tem comprovação científica na redução de mortalidade cardiovascular, como por exemplo:

Beta-bloqueadores ( Ex: Carvedilol, Bisoprolol, Succinato de Metoprolol ...)
Inibidores da ECA ( Ex:Enalapril, Ramipril...)
BRAs ( Ex: Losartana, Olmesartana; Valsartana ..)
Inibidor da Aldosterona (Ex: Espironolactona)

É fundamental conversar com seu cardiologista para explicação dessas medicações e de outras formas de tratamentos ( cirúrgicos ou não)

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A taquicardia sinusal ( frequência cardíaca acima de 100 batimentos por minuto) é um achado frequente nos pacientes com quadro de ansiedade. Devido à ansiedade ou estresse ocorre liberação no sangue de determinados hormônios na corrente sanguínea como adrenalina ou noradrenalina, e um dos efeitos desses hormônios é a aceleração do coração.
Em relação à isquemia subendocárdica essa correlação com ansiedade não é evidente. Muitas vezes o laudo com essa alteração de isquemia está indevidamente laudada.
Por isso é a avaliação com o Cardiologista

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. É difícil avaliar qual a gravidade do seu caso sem ter a história clínica completa e sem ver os exames. Se você está em dúvida sugiro uma segunda avaliação, seja ambulatorialmente ou em um pronto atendimento cardiológico que atenda o seu plano.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. O critério para baixa voltagem no ECG (eletrocardiograma) é definido quando a amplitude do complexo QRS no plano frontal ou derivações periféricas (DI, DII, DIII, aVF, aVL e aVR) não atinge 5 mm e no plano horizontal ou derivações precordiais ( V1, V2 V3, V4, V5 e V6) não atinge 10 mm.
Existem diversas causas que podem levar à baixa voltagem no eletrocardiograma, como:
- Obesidade
- Derrame Pericárdico
- Derrame pleural
- Enfisema pulmonar
- Pneumotórax

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá . O Stent Biofreedom (sem polímero) demonstrou em estudos científicos eficácia e segurança adequados. Seu uso está indicado principalmente naqueles pacientes com risco de sangramento elevado que não pode fazer uso por muito tempo da dupla antiagregação plaquetária.

A indicação do tipo de stent coronariano a ser implantado vai depender muito das comorbidades dos pacientes, do risco de sangramento do paciente, do tipo e urgência da cirurgia a ser realizada. Logo, essa indicação é peculiar a cada caso.
É fundamental conversar com seu cardiologista sobre todos esses detalhes.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. O espectro de apresentação da Cardiomiopatia hipertrófica é bem variado mesmo. Pode ser assintomática ou evoluir para morte súbita
Existem alguns exames que podem ajudar a estratificar cada caso e definir aqueles com risco maior de morte súbita. Dentre os exames incluem: Ecocardiografia Transtorácica ( definir se há obstrução na via de saída do Ventrículo esquerdo), Ressonância cardíaca ( avaliar áreas de fibrose e obstrução), Teste ergométrico ( avaliar arritmia no esforço) e Holter 24h ( avaliar presença de arritmias).

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A medicação utilizada para o tratamento de cardiomiopatia dilatada não desencadeia insuficiência renal ou falência de outros órgãos. Porém, como qualquer outra medicação, pode ter efeitos colaterais e pode ser contra-indicada em alguns casos.
A doença em si, por exemplo, pode levar a piora da função renal ( síndrome cardiorrenal) e consequentemente pode ser contra-indicado algumas das medicações.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Esse é um sintoma que não é tão incomum e geralmente não está relacionado com nenhuma cardiopatia. Muitas vezes esse sintoma de perceber o coração batendo mais forte é mais comum quando se deita do lado esquerdo (coração se aproxima da caixa torácica).
Mas de qualquer forma é importante realizar uma avaliação clínica para ter todos os detalhes da sua história clínica e realizar um exame físico adequado.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Primeiramente é importante definir se a causa da taquicardia e da falta de ar é decorrente do transtorno de ansiedade. Uma avaliação cardiológica é importante nesse caso para descartar outras possibilidades como causa desses sinais e sintomas.
Em se definindo que a causa da sintomatologia é decorrente do transtorno de ansiedade existe a possibilidade de aumento de dose, mas sempre tem que ser com orientação do seu médico.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá bom dia. O Aldactone (espironolactona) é uma medicação que pode levar a distúrbios menstruais. Não é uma alteração frequente mas consta em bula. Se o atraso menstrual ocorreu logo após a introdução da medicação, é interessante conversar com seu médico para avaliar a possibilidade de substituição.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Arritmias supraventriculares são ritmos cardíacos que se originam acima dos ventrículos, mas especificamente acima da junção entre o nó AV (atrio-ventricular) e o feixe de Hiss.
Existem diversos tipos de arritmias supraventriculares, dentre elas encontram-se:
- Bloqueios interatrias
- Disfunção do nó sinusal
- Pausa sinusal
- Ritmo atrial ectópico
- Extrassístoles supraventriculares
- Fibrilação Atrial
- Flutter Atrial
- Ritmo Juncional
- Taquicardia supraventricular

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

A presença de dor torácica semelhante ao sintomas que levou ao diagnóstico de DAC (doença arterial coronariana) e a realização da angioplastia há 2 anos requer uma avaliação cardiológica com urgência.
É fundamental procurar uma unidade de dor torácica ou um pronto atendimento.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Primeiro é importante definir o que é Bradicardia. Atualmente define-se como Bradicardia a frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto. Existem diversas causas de bradicardia, desde causas benignas até causas potencialmente fatais. Uma causa relativamente comum de bradicardia é a prática de atividade física regular. Muitos atletas apresentam frequência cardíaca abaixo de 50 bat/min e nem por isso apresentam alguma doença. Outras causa comum é o uso de medicamentos que reduzem a frequência cardíaca. É fundamental conversar com seu médico nesses casos para avaliar se não é decorrente de alguma medicação. Além disso existem as doenças do coração que podem levar a bradicardia como por exemplo: Doença do nó sinusal, Bloqueios do nó atrioventricular. Nesses casos o paciente muitas vezes apresenta sintomas como tontura, mal estar, pré-síncope ou síncope. É fundamental procurar seu cardiologista para orientação

Batimento cardíaco baixo não é a mesma coisa q Insuficiencia cardíaca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Provavelmente você deve ter ter realizado o exame MAPA 24h ( Monitorização Ambulatorial da Pressão arterial) que tem como objetivo avaliar o comportamento da pressão arterial . Os termos "dipper" e "não dipper" foram introduzidos para avaliar o comportamento da pressão arterial na vigília e no sono. Em condições normais, a pressão arterial apresenta queda de cerca de 10% durante o sono (presença do descenso noturno - dipper). Se a queda for inferior a 10% durante o sono, o paciente é considerado portador de descenso noturno alterado non dipper. Os pacientes que apresentam essa alteração no MAPA, tem um risco cardiovascular mais elevado, apesar de algumas ressalvas Ex: pacientes com má qualidade do sono) .

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A história clínica e o exame físico são fundamentais nesse caso. Dor no braço esquerdo pode ser muita coisa, desde doenças ortopédicas até mesmo um equivalente de Angina.
Os exames realizados foram importantes para descartar um evento agudo isquêmico ( infarto do miocárdio). Acredito que ao conversar com seu médico, que analisará seu caso com mais detalhe após os exames realizados, ele poderá ajudar na definição da causa da sua dor no braço.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá.
O edema ( inchaço) dos pés e tornozelos é o efeito colateral mais comum com o uso do Anlodipino. Muitas vezes com a redução da dose do Anlodipino o edema pode regredir. Porém, em alguns casos é necessário suspender a droga devido ao inchaço importante mesmo com a redução da dose.
Antes da suspensão de qualquer droga é fundamental conversar com o seu médico para definir a suspensão e substituição da medicação

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. De uma forma geral, não é comum permanecer com dor após a realização de angioplastia com implante de stent coronariano. Mas existem diversos fatores importantes na sua história clínica e na realização do procedimento que são importantes conhecer. Por exemplo:
O procedimento foi realizado na vigência de um Infarto do Miocárdico ou foi procedimento eletivo? Quantas artérias foram abordadas e quantos stents foram colocados? A dor que você sente é semelhante ao quadro que motivo realizar a angioplastia? Você está tomando a medicação adequadamente?.....

É fundamental conversar com seu cardiologista para ele tirar todas as suas dúvidas e definir a causa da sua dor.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Medicação similar à metildopa não existe mas existem outras classes de anti-hipertensivos que podem ser utilizadas. Nesse caso é importante realizar uma avaliação com cardiologista para definir qual o melhor medicamento para o seu caso.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Voltar para Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Respostas de Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca - Curitiba