Respostas de Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca - Curitiba

117 Respostas

114 Especialistas de acordo

200 Pacientes agradecidos

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá. Obesos podem fazer aulas de alongamentos. Mas como qualquer outra atividade deve ser iniciada com parcimônia e de preferência com orientação de um instrutor/profissional .

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A bradicardia sinusal,desde que não seja sintomática, não representa nenhum problema para realização de cirurgia de varizes. É muito comum a presença de bradicardia sinusal em pessoas que realizam atividade física regularmente ou com o uso de algumas medicações consideradas cronotrópicas negativas ( que baixam a frequência cardíaca)
Converse com seu médico a respeito.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Somente com a avaliação do Holter é difícil definir gravidade. É fundamental saber a história clínica e realizar um exame físico completo para entender melhor o caso. Os exames complementares ajudam a direcionar o pensamento clínico e consequentemente definir uma conduta.
Converse com seu cardiologista.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Segundo as diretrizes brasileira de Hipertensão a definição de hipertensão é quando o valor é maior ou igual a 140/90. É importante que se faça diversas mensurações, seja no consultório do médico ou em casa, pois somente uma medida elevada não é considerada diagnóstica.
É muito comum a variação dos valores da pressão arterial durante o dia e isso pode ocorrer por alguns fatores ( estresse emocional ou físico, dor, álcool, cigarro etc...). Logo uma medida como 130/90 ou 140/80 não necessariamente significa hipertensão.
Quando se tem dúvida em relação ao diagnóstico de hipertensão podemos lançar mão de alguns exames como MAPA ou MRPA.
É sempre muito importante conversar com seu médico para tirar dúvida desses detalhes.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A taquicardia sinusal ( frequência cardíaca acima de 100 batimentos por minuto) é um achado frequente nos pacientes com quadro de ansiedade. Devido à ansiedade ou estresse ocorre liberação no sangue de determinados hormônios na corrente sanguínea como adrenalina ou noradrenalina, e um dos efeitos desses hormônios é a aceleração do coração.
Em relação à isquemia subendocárdica essa correlação com ansiedade não é evidente. Muitas vezes o laudo com essa alteração de isquemia está indevidamente laudada.
Por isso é a avaliação com o Cardiologista

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A hipertensão pulmonar pode ser detectada pela ecocardiografia transtorácica, um exame não invasivo e que mede de forma indireta a pressão da artéria pulmonar. O exame padrão ouro para definir Hipertensão pulmonar é o cateterismo cardíaco direito, porém, ele é utilizado em casos selecionados.
A hipertensão pulmonar pode tanto levar ao aumento da câmaras cardíacas ( principalmente do lado direito), como pode ser consequência de uma cardiopatia.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Existem diversos tipos de arritmias, desde as mais benignas e assintomáticas até aquelas que podem levar a morte súbita. O comportamento da pressão arterial varia muito conforme o tipo de arritmia. Em alguns casos, ela pode ser desencadeada pela pressão arterial mais elevada, mas não é uma regra. Em outros casos, a pressão arterial pode reduzir devido a arritmia ( principalmente nos casos mais graves).
Logo, não existe uma regra no comportamento da pressão arterial em relação a arritmia subjacente. Cada caso é um caso.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. O tratamento para um paciente com Insuficiência Cardíaca e Fração de Ejeção de 17% é amplo. É importante saber a causa da insuficiência cardíaca para tratar adequadamente.
Existem diversas classes de medicamentos que podem ser utilizados e que tem comprovação científica na redução de mortalidade cardiovascular, como por exemplo:

Beta-bloqueadores ( Ex: Carvedilol, Bisoprolol, Succinato de Metoprolol ...)
Inibidores da ECA ( Ex:Enalapril, Ramipril...)
BRAs ( Ex: Losartana, Olmesartana; Valsartana ..)
Inibidor da Aldosterona (Ex: Espironolactona)

É fundamental conversar com seu cardiologista para explicação dessas medicações e de outras formas de tratamentos ( cirúrgicos ou não)

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A definição de Bradicardia Sinusal conforme as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia é quando a frequência cardíaca encontra-se abaixo de 50 batimentos por minuto.
O termo bradicardiano não existe.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Concordo com o colega acima. O risco de complicações com a losartana e hidroclorotiazida ocorre durante a gestação. Porém, deve ser conversado com o seu médico pelo risco de redução do leite materno com o uso do diurético hidroclorotiazida.

Deve-se tomar cuidado com o uso de losartana em mulheres em idade fértil justamente pelo fato desta medicação ser teratogênica, sendo considerada categoria de risco C no primeiro trimestre e categoria D no segundo e terceiro trimestres de gravidez.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá bom dia. O Aldactone (espironolactona) é uma medicação que pode levar a distúrbios menstruais. Não é uma alteração frequente mas consta em bula. Se o atraso menstrual ocorreu logo após a introdução da medicação, é interessante conversar com seu médico para avaliar a possibilidade de substituição.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

A presença de dor torácica semelhante ao sintomas que levou ao diagnóstico de DAC (doença arterial coronariana) e a realização da angioplastia há 2 anos requer uma avaliação cardiológica com urgência.
É fundamental procurar uma unidade de dor torácica ou um pronto atendimento.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. O critério para baixa voltagem no ECG (eletrocardiograma) é definido quando a amplitude do complexo QRS no plano frontal ou derivações periféricas (DI, DII, DIII, aVF, aVL e aVR) não atinge 5 mm e no plano horizontal ou derivações precordiais ( V1, V2 V3, V4, V5 e V6) não atinge 10 mm.
Existem diversas causas que podem levar à baixa voltagem no eletrocardiograma, como:
- Obesidade
- Derrame Pericárdico
- Derrame pleural
- Enfisema pulmonar
- Pneumotórax

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Esse é um sintoma que não é tão incomum e geralmente não está relacionado com nenhuma cardiopatia. Muitas vezes esse sintoma de perceber o coração batendo mais forte é mais comum quando se deita do lado esquerdo (coração se aproxima da caixa torácica).
Mas de qualquer forma é importante realizar uma avaliação clínica para ter todos os detalhes da sua história clínica e realizar um exame físico adequado.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Não existe contra-indicação para a associação das medicações citadas. Tanto o Acertil quanto o Roxflan são medicações utilizadas para redução da pressão arterial. O medicamento Bromazepan é um ansiolítico ( benzodiazepínico) usado nos casos de ansiedade. Este último deve ser utilizado com cuidado e de preferência não fazer uso por longa data.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. A medicação utilizada para o tratamento de cardiomiopatia dilatada não desencadeia insuficiência renal ou falência de outros órgãos. Porém, como qualquer outra medicação, pode ter efeitos colaterais e pode ser contra-indicada em alguns casos.
A doença em si, por exemplo, pode levar a piora da função renal ( síndrome cardiorrenal) e consequentemente pode ser contra-indicado algumas das medicações.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. É difícil avaliar qual a gravidade do seu caso sem ter a história clínica completa e sem ver os exames. Se você está em dúvida sugiro uma segunda avaliação, seja ambulatorialmente ou em um pronto atendimento cardiológico que atenda o seu plano.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Primeiro é importante definir o que é Bradicardia. Atualmente define-se como Bradicardia a frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto. Existem diversas causas de bradicardia, desde causas benignas até causas potencialmente fatais. Uma causa relativamente comum de bradicardia é a prática de atividade física regular. Muitos atletas apresentam frequência cardíaca abaixo de 50 bat/min e nem por isso apresentam alguma doença. Outras causa comum é o uso de medicamentos que reduzem a frequência cardíaca. É fundamental conversar com seu médico nesses casos para avaliar se não é decorrente de alguma medicação. Além disso existem as doenças do coração que podem levar a bradicardia como por exemplo: Doença do nó sinusal, Bloqueios do nó atrioventricular. Nesses casos o paciente muitas vezes apresenta sintomas como tontura, mal estar, pré-síncope ou síncope. É fundamental procurar seu cardiologista para orientação

Batimento cardíaco baixo não é a mesma coisa q Insuficiencia cardíaca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Não existe contraindicação ao ingerir o chá de camomila na vigência de anti-hipertensivos como a losartana. Pode ficar tranquila.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Olá. Toda a atividade física tem como consequência o aumento da pressão arterial durante o esforço e de caráter temporário. Essa é uma condição fisiológica. O normal da pressão arterial sistólica é aumentar progressivamente durante o esforço (não elevar acima de 210 mmHg) e a pressão arterial diastólica permanecer estável ou aumentar no máximo 10 mmHg. Nos pacientes sedentários esse aumento pode ocorrer mais facilmente devido a falta de condicionamento.
Com a otimização do condicionamento físico a tendência é o comportamento da pressão melhorar.
É sempre importante conversar esses detalhes com seu cardiologista para ele poder te orientar melhor.

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Médico clínico geral

Curitiba

Voltar para Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca

Respostas de Alexandre de Loyola e Silva Avellar Fonseca - Curitiba