Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Ginecologista

Competência em: Endoscopia Ginecológica, Cirurgia Ginecológica, Ginecologia

Número de Identificação Profissional: 52769770

Consultório

1
2

Opiniões para Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

5

Baseado em 17 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim?

Opinar

O melhor: "Dra Adriana, e uma excelente profissional e um ser humano impar.
Salvou minha vida. Muito obrigada Dra. Deus te abençoe."

Poderia melhorar: "atender AMIL"

Motivo da visita: Cirurgia

Paciente que marcou consulta com Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim em Clínica Perinatal Laranjeiras

O melhor: "tudo..! atendimento da clinica e principalmente da Dra Adriana...1000!"

Poderia melhorar: "nada...tudo perfeito!"

Motivo da visita: retirada Poliplo

Marcia R. marcou consulta com Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim em Clínica Perinatal Laranjeiras

O melhor: "Médica atenciosa, humana, calma e explica tudinho. Como foi uma emergência ela ligou para minha médica e poucas horas depois eu entrei no centro cirurgico com a equipe dela (só tenho elogios para ela e todos os integrantes da equipe dela)."

Poderia melhorar: "Perto de outros médicos considero bastante pontual, mas ainda poderia melhorar os agendamentos (fiz dois retornos - um foi bem rápido e outro aguardei por quase 2 horas)."

Motivo da visita: Emergência/Cirurgia

Taywana R. marcou consulta com Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim em Clínica Perinatal Laranjeiras

O melhor: "Sim"

Poderia melhorar: "Nada. Ela é ótima profissional."

Motivo da visita: Exame de rotina

Paciente que marcou consulta com Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim em Clínica Perinatal Laranjeiras

Ver as 17 opiniões sobre Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Experiência

Formação

  • Graduação em Medicina Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ 2004
  • Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ2007
  • Titulo de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ2007
  • Pós Graduação em Vídeo Histeroscopia Hospital Servidores do Estado2009
  • Pós Graduação em Vídeo Laparoscopia Instituto Fernandes Figueiras2011
  • Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher Instituto Fernandes Figueiras/ FIOCRUZ 2012
  • Titulo de Especialista em Endoscopia Ginecológica Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia/ AMB2015

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 52769770

  • Médica graduada numa das mais conceituadas faculdades de  Medicina, a UFRJ, onde também fiz minha residência medica em Ginecologia e Obstetrícia. Me especializei na área em que sou apaixonada: Vídeo Histeroscopia e Video Laparoscopia (Endoscopia Ginecológica).  Através desta técnica utilizo pequenos aparelhos para visualizar e resolver milhares de problemas no interior da cavidade uterina ou abdominal.

  • Também sou Mestre em saúde da mulher e da criança pelo Instituto Fernandes Figueira, tendo uma visão global da saúde da mulher, me preocupando sempre com o seu bem estar durante toda a consulta,  exame ou cirurgias.

  • Atualmente sou médica ginecologista e cirurgiã do meu consultório, médica da UFRJ e da clinica Perinatal laranjeiras.
  • Se quiser me conhecer melhor me siga no Instagram : @draadrianamattos 

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Artigos escritos por Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Biopsia de endometrio

Os Fatores associados ao câncer de colo de útero são muitos, entre eles:
Vírus do Papiloma Humano (HPV) 16, 18, 45 e 56 Multiplicidade de parceiros sexuais, História de infecções sexualmente transmitidas ,Idade precoce na primeira relação sexual, Tabagismo ,Alimentação pobre em vitamina C, beta caroteno e folato, Anticoncepcionais. As lesões precursoras do câncer de colo de útero podem ser epiteliais ou glandulares e o tratamento muda conforme o tipo de lesão e também o estágio da doença. Exames como colpo citologia oncótica e colposcopia sempre devem ser realizados de rotina em caso de suspeita de infecção pelo HPV, e em alguns casos também pode ser solicitado video histeroscopia.

Miomatose Uterina

Leiomiomas são tumores benignos. Cerca de 75% dos casos são assintomáticos, encontrados ocasionalmente durante exame abdominal ou ultra-sonografia. O sangramento uterino aumentado é a queixa mais comum. Com isso a miomectomia histeroscopica quando indicada, é um tratamento conservador que deve ser usado em pacientes com sangramento uterino anormal, nas inférteis e nas candidadas terapia de reposição hormonal. Os miomas dependendo do tamanho e localização também podem ser retirados por video laparoscopia.

Veja os 7 artigos escritos por Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Respostas de Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

55 Respostas

29 Especialistas de acordo

154 Pacientes agradecidos

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá
O pólipo endometrial pode causar sangramento independente da relação sexual. Como você está tomando o primosiston por orientação médica, imagino que você já estive com algum sangramento irregular ou abundante. Com isso, mesmo em uso de medicação pode ser que durante a relação sexual tenha um sangramento sim.
Assim como se fizer um exercício físico grande também pode ocorrer. Tudo de bom!

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Rio de Janeiro

Olá!
Existem várias técnicas para laqueadura tubária e todas são bem eficazes e com poucas chances de reversão. Porém na salpingectomia, ocorre não a laqueadura, mas sim a retirada das tropas.
Com isso a chance de reversão é praticamente impossível. Para este caso a melhor técnica geralmente é a via laparoscópica por ser menos invasiva. Mas o seu ginecologista saberá indicar. Boa sorte.

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Rio de Janeiro

O Diu de cobre pode aumentar o sangramento uterino durante as menstruações e aumentar as cólicas menstruais. Também pode estar relacionado a sangramento uterino anormal e a doença inflamatória pélvica. Neste contexto se a paciente menstruar excessivamente, pode causar anemia sim. Geralmente não está relacionada a casos de cefaleia por ser um método não hormonal.

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Rio de Janeiro

Ver as 55 perguntas respondidas por Dra. Adriana de Mattos Viveiros da Costa Amorim

Fotos

{0}{1}