Artigos escritos por Dra. Paula De Oliveira Oppermann - Otorrino Porto Alegre

Rinoplastia

Rinoplastia é o procedimento em que se aborda as estruturas do nariz para remodelar a forma quando é desarmônico. Como Otorrinolaringologistas, pode-se realizar, no mesmo momento, técnicas que corrigem probelas respiratórios.

O procedimento é feito sob internação de um dia no Hospital e a recuperação leva em torno de 15 dias em que o paciente deve ficar em casa tomando alguns cuidados para garantir o sucesso da cirurgia.

Os riscos deste procedimento estão relacionados a sangramentos (curto prazo) e cicatrização irregular (medio e longo prazo). Por isso o paciente deve comparecer a todas as consultas pós-operatórias e seguir a risca todas as orientações médicas.

Sinusite

As Rinossinusites são doenças inflamatórias dos Seios da Face e podem ter origem em diversos fatores.
A presença de bactérias, fungos, vírus quando associados a uma anatomia nasal obstrutiva podem ocasionar episódios de secreção abundante, dor facial, febre e até mesmo complicações mais graves.
O tratamento pode incluir uso ou não de antibióticos, corticoides nasais e principalmente lavagens nasais com soro fisiológico e só devem ser realizados sob prescrição médica.
Os episódios que se repetem várias vezes no ano sempre devem ser investigados já que comumente estão associados a problemas da anatomia nasal (desvio de septo) ou mesmo pólipos nasais.
Procure um otorrinolaringologista.

Aplicação da toxina botulinica

A aplicação de toxina botulínica vem crescendo no meio médico e consiste na injeção da substância em pontos onde o excesso de força de um músculo causa alguma disfunção para o corpo. A substância age diminuindo a força daquele músculo e amenizando o problema por um período. Depois de um certo período o músculo volta a funcionar normalmente.
Na otorrinolaringologia, tem-se utilizado este recurso para corrigir tensões musculares faciais após episódios de paralisia facial, em dores faciais associadas à tensão muscular, excesso de salivação e até meso em distúrbios da voz e da laringe.
Procure seu otorrinolaringologista para saber mais.

Tratamento da dor crônica

O tratamento da dor crônica do ponto de vista do Otorrinolaringologista, está associado às dores faciais com origem em tensão e disfunção temporomandibular (ATM) que causa tanto cefaleias como vertigens e zumbido.
Além de medicamentos para crise o médico pode indicar terapias de dor com fisioterapias, placas odontológicas, e aplicação de toxina botulínica para amenizar a tensão muscular dos pontos que causam dor.
Se você sente dores repetidamente na região das temporas, atrás da cabeça/pescoço ou próximo aos ouvidos, vertigens ou zumbido procure seu Otorrinolaringologista para uma avaliação.

Cefaléia (dor de cabeça)

A cefaléia, popularmente chamada de dor de cabeça, sempre deve ser investigada. Com o conhecimento o médico pode diferenciar a origem do sintoma.
Quando a cefaléia tem origem tensional com manifestações faciais de dor em pontos da cabeça pode ser um indicativo de que o paciente apresenta uma disfunção da articulação temporo-mandibular (ATM).
Nestes casos é fundamental uma avaliação Odontológica e Otorrinolaringológica para avaliação dos distúrbios respiratórios e do sono.
Existem muitos tratamentos possíveis e cada um deve ser individualizado conforme o perfil do paciente.
Procure seu Otorrinolaringologista para saber mais.

Otite

Otite é o nome que damos a inflamação localizada nos ouvidos. Por isso, existem várias classificações para diferenciá-las.
Otite Externa: inflamação do conduto auditivo, ou seja, o canal externo recoberto por pele. Costuma causar dor, inchaço, secreção e, até mesmo, piora auditiva.
As causas podem ser bacterianas, fúngicas, alérgicas, entre outras. É muito comum se manifestarem após contato com água de piscinas ou rios.
Otites Média Aguda: inflamação da parte do órgão localizada após a membrana do tímpano. Causa dor, secreção e muitas vezes febres. Associada a vírus e bactérias que colonizam também as vias aéreas, por isso os sintomas podem se manifestar de maneira similar a resfriados.

Faringite

Os sintomas de dor, irritação, coceira, sensação de pigarro na garganta podem ser um indicativo de faringite ou laringite.

As faringites podem ser de etiologia viral, bacteriana ou mesmo alérgicas/reacionais a refluxo gastroesofágico.

É muito importante a avaliação de um profissional capacitado que possa visualizar através de Endoscopia todas as estruturas da garganta e sinalizar qual a etiologia mais provável.
Desta maneira, evita-se o uso inadequado de tratamentos empíricos ineficazes e que aumentam a resistência do nosso organismo a certos medicamentos.
Procure um Otorrinolaringologista.

Ronco e apnéias obstrutivas do sono (OSA)

O sintoma de Ronco sinaliza que o organismo apresenta dificuldade em manter o fluxo de ar para os pulmões durante o sono.
Causas de ronco e apneia:
- Sobrepeso e obesidade
- Distúrbios hormonais
- Hábitos inadequados relacionados ao sono
- Uso de medicações
- Uso de bebidas alcoólicas
- Transtornos comportamentais/ansiedade/estresse
- Anatomia do pescoço (língua, faringe e laringe) flácida
- Doenças da laringe e faringe (tumores, lesões ou outros)
- Doenças do nariz
Consequências:
Apneias são pausas na respiração que além de prejudicar a qualidade do sono, são fatores de risco para diversas doenças graves com influencia importante na mortalidade.

Desvio do septo nasal

O que é septo nasal?
O septo nasal é uma estrutura anatômica do nosso nariz constituída por cartilagem e osso. Ele possui a função de sustentar a projeção do nosso nariz juntamente com os outros ossos da face.
Por que o septo pode ser desviado?
O septo pode apresentar tortuosidades naturais adquiridas no nosso período de crescimento, bem como desvios grandes causados, por exemplo, por um trauma.
Todos os desvios de septo devem ser corrigidos?
Não, pois o desvio de septo só precisa ser corrigido se for constatado que o seu formato esta causando prejuízo na entrada do ar pelo nariz.
Como é feita a correção do desvio?
A cirurgia de correção do desvio chama-se Septoplastia.

Nasofibrolaringoscopia

A nasofibrolaringoscopia é um exame muito importante para o Otorrinolaringologista fornecer um diagnóstico das principais doenças do nariz, garganta e ouvidos.
A través da tecnologia de uma fibra óptica pequena e flexível consegue-se visualizar as estruturas dentro da cavidade nasal, faringe e laringe na consulta.
Quando adequadamente habilitado, o profissional é capaz de identificar alterações como: desvios septais, aumento dos cornetos, polipos nasais, aumento de adenoides, alterações da anatomia que geram ronco e apneia, lesões das cordas vocais, refluxo esofágico para laringe e até mesmo tumores.
Procure seu médico para saber mais.

Voltar para Dra. Paula De Oliveira Oppermann

Artigos escritos por Dra. Paula De Oliveira Oppermann - Otorrino Porto Alegre