Dr. Fábio Fonseca

Dr. Fábio Fonseca

Psiquiatra

Competência em: Psicoterapia

Número de Identificação Profissional: CRM-SP: 94

Consultório

1

Opiniões para Dr. Fábio Fonseca

5

Baseado em 54 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. Fábio Fonseca?

Opinar

O melhor: "O Dr. Fabio é uma pessoa que possui muita empatia e vai fundo para entender a origem do problema e ajudar os pacientes a descobrir a razão do transtorno. Ele faz com que nos sintamos a vontade para falar tudo o que estamos sentindo. É um excelente profissional."

Poderia melhorar: "Absolutamente nada."

Motivo da visita: Ansiedade

Paciente que marcou consulta com Dr. Fábio Fonseca em Rua Paulo Cesar Fidelis 39 | 1º Andar

Dr. Fábio Fonseca respondeu a esta opinião

Muito obrigado pelo feedback

O melhor: "otimo"

Motivo da visita: aprendizagem e orientações.

Paciente que marcou consulta com Dr. Fábio Fonseca em Rua Paulo Cesar Fidelis 39 | 1º Andar

Dr. Fábio Fonseca respondeu a esta opinião

Obrigado

O melhor: "Excelente profissional passa segurança ao paciente. Muito atencioso. Recomendo com toda certeza."

Poderia melhorar: "Tudo perfeito."

Motivo da visita: Depressão e tag

Paciente que marcou consulta com Dr. Fábio Fonseca em Rua Paulo Cesar Fidelis 39 | 1º Andar

Dr. Fábio Fonseca respondeu a esta opinião

Muito obrigado!

O melhor: "Extremamente atencioso. Profissional com abordagem sutil e muita empatia o que permite uma comunicação franca, aberta, sem restrições. Está me ajudando muito.
Recomendadíssimo."

Poderia melhorar: "No momento, nada."

Motivo da visita: TAG / Depressão

Vivian C. marcou consulta com Dr. Fábio Fonseca em Rua Paulo Cesar Fidelis 39 | 1º Andar

Dr. Fábio Fonseca respondeu a esta opinião

Agradeço a recomendação, é uma motivação para continuar buscando fazer um bom trabalho.

Ver as 54 opiniões sobre Dr. Fábio Fonseca

Experiência

Formação

  • MedicinaUniversidade Federal da Bahia1998
  • Psiquiatria e PsicoterapiaUNICAMP2002
  • PsicanalistaAssociação Campinenese de Psicanálise2004
  • Terapia CognitivaBeck Institute2013
  • Terapia CognitivaCTC VEDA2014
  • Terapia Cognitiva com Pacientes DifíceisCentral TCC Melanie Ogliore2014
  • Treinamento de Habilidades SociaisCTC VEDA Ribeirão Preto2014
  • Terapia CognitivaChristine Padesky Liverpool2014
  • Terapia CognitivaChristine Padesky Vancouver2014
  • Especialista em Terapia Dialético-ComportamentalLineham Institute/Behavioral Tech2015

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRM-SP: 94

   O Dr. Fábio Fonseca é psiquiatra e psicoterapeuta em Campinas com especialização na Unicamp.

   Tem formação em psicoterapia cognitivo-comportamental pelo Instituto Beck, localizado na Filadelfia, Estados Unidos, além do Centro de Terapia Cognitiva Veda, em São Paulo, onde tornou-se especialista com certificação reconhecida oficialmente no Brasil (pelo MEC) e na Europa (pelo DGERT).

    É especialista em terapia dialético-comportamental,  treinado e certificado pelo Lineham Institute, localizado em Seattle e chancelado por Marsha Lineham, maior autoridade mundial em desregulação emocional. Dá curso de treinamento em habilidades de regulação emocional, tolerância ao mal-estar, eficácia interpessoal e mindfulness.

   Ao longo de sua carreira, mantém-se constantemente atualizado participando anualmente de congressos nacionais e internacionais em psiquiatria, como o Congresso da Associação Americana de Psiquiatria e o prestigiado Congresso Internacional Cérebro, Emoções e Comportamento.

   Como psicoterapeuta, participou de oficinas de treinamento com clínicos e pesquisadores amplamente renomados nacional e internacionalmente como Aaron e Judith Beck, Christine Padesky, Jonathan Fader. Melanie Ogliore Pereira, Tonu Dubose e Pablo Gagliesi.

   Possui competência e experiência no tratamento de depressão, ansiedade, transtorno obsessivo-compulsivo, esquizofrenia, transtorno do pânico, transtorno afetivo bipolar, transtorno do estresse pós-traumático, déficit de atenção no adulto e dependência química.

    É membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, supervisor em terapia cognitiva, além de  palestrante e consultor nas áreas de saúde mental e entrevista motivacional.

   Dois grandes princípios estão presentes no atendimento do Dr. Fábio Fonseca:

   1- Estabelecer uma relação de confiança, colaborativa e afetuosa sempre voltada para objetivos terapêuticos que respeitem os valores e crenças de seus pacientes.

   2- Utilizar estratégias, métodos e técnicas comprovadamente eficazes e que respeitem as preferências e particularidades dos pacientes.

   A busca por excelência, ética, competência norteia a qualidade do serviço prestado.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Francês

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: dezembro 2017
  • Primeira consulta Psicanálise R$ 450
  • Primeira consulta Psiquiatria R$ 450
  • Terapia Cognitiva R$ 450
  • Preparação para aposentadoria R$ 450
  • Psicoterapia R$ 450
  • Terapia Cognitivo-Comportamental R$ 450
  • Tratamento Adicção

Artigos escritos por Dr. Fábio Fonseca

Transtorno bipolar

Às vezes, as crises de euforia e depressão são nítidas, outras vezes o humor irritado, explosivo ou o comportamento impulsivo são imprevisíveis. Muitas pessoas que estão em tratamento para depressão crônica podem, na realidade, ter transtorno bipolar não identificado. Deve-se ter muito cuidado ao usar antidepressivos em adolescentes ou pessoas muito jovens pois isso pode trazer a tona sintomas de bipolaridade. Nessas pessoas, é preciso pesquisar indícios de bipolaridade "escondida" antes de tomar qualquer antidepressivo. Antidepressivos, só podem ser usados com muita cautela, pois podem piorar o curso da doença. Se não tratado , pode trazer prejuízos para a memória ou virar crônico.

Esquizofrenia

Na esquizofrenia, pode-se se sentir perseguido, ver coisas ou ouvir vozes que ninguém mais vê ou ouve. A pessoa acredita nisso profundamente e muitas vezes é preciso respeitar esse ponto de vista e ressaltar a necessidade de ajuda justamente por se reconhecer a sobrecarga emocional. Pelo menos no começo, não se "bate de frente". Com muito respeito e empatia, enfatizamos que a medicação pode ajudar a passar por esse momento difícil. Reconhecemos os pontos-fortes da pessoa e também ajudamos a lidar com possíveis efeitos colaterais da medicação. É muito importante lidar com o preconceito do próprio paciente e da família, assim como prevenir novos surtos, que podem piorar a doença com o tempo.

Veja os 6 artigos escritos por Dr. Fábio Fonseca

Respostas de Dr. Fábio Fonseca

162 Respostas

277 Especialistas de acordo

839 Pacientes agradecidos

Dr. Fábio Fonseca está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Somente a avaliação e a orientação de um nutricionista podem identificar deficiências específicas e a criar um plano nutricional saudável.
Por exemplo, é muito comum haver necessidade de reposição de potássio.
Um ganho de 0,3 a 0,5 kg por semana para pacientes ambulatorias e de 0,5 a 1,5 kg para pacientes hospitalizados é padrão.
Geralmente começa-se com uma ingestão calórica de 1000 a 1600 Kcal por dia. A cada 04 dias aproximadamente a ingestão é aumentada em 400 Kcal até se chegar a uma ingestão diária de 3500Kcal para mulheres e de 4000Kcal para homens.
(Yager J Anderson. Anorexia Nervosa. New England Medical Journal. 2005, 353:1481-1488)
Caso você ainda não esteja em tratamento, procure também um psiquiatra e um psicólogo com experiência no assunto.
O tratamento recomendado para transtornos alimentares envolve uma equipe multidisciplinar.

Dr. Fábio Fonseca

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Procure um psiquiatra e leve seus pais com você para que ele possa iniciar o que chamamos de psicoeducação, isto é, esclarecer o diagnóstico para você e seus pais. Esse passo é fundamental do tratamento de qualquer transtorno mental e emocional. A psicoeducação ajuda a "normalizar" o transtorno: entender que determinados comportamentos, reações e atitudes podem ser atribuídos ao transtorno, que determinadas reações são esperadas. As reações psicológicas também precisam ser normalizadas. Parte-se do princípio dialético de que mudanças e melhoras ocorrem somente a partir da aceitação. Aceitar não significa se acomodar, mas não brigar com os fatos, nem se sentir necessariamente inferiorizado, pois se entende que diante de determinado contexto as pessoas podem reagir de maneiras muito semelhantes.

  • Obrigado 18
  • 10 especialistas de acordo
Dr. Fábio Fonseca

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Existem medicamentos, como as anfetaminas e os psicoestimulantes, por exemplo, que podem induzir ou desencadear quadros de psicose em indivíduos predispostos. Psicoses induzidas por medicamentos tendem a durar pouco tempo (menos de um mês). Em casos em que os sintomas persistem, acredita-se que a medicação teria sido apenas um precipitante em um indivíduo que já possuía uma carga genética ou uma personalidade que o predispunham a adoecer. Portanto, medicações não causam esquizofrenia. No máximo, a medicação ou droga desencadeia uma patologia que estava em estado latente.

Dr. Fábio Fonseca

Dr. Fábio Fonseca

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Campinas

Ver as 162 perguntas respondidas por Dr. Fábio Fonseca

Fotos

{0}{1}