Dr. Vitor Fontes

Dr. Vitor Fontes

Cardiologista

Competência em: Arritmologia, Eletrofisiologia Clínica e Invasiva, Cardiologia Ambulatorial

Número de Identificação Profissional: CRM-MG 49552

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Av. dos Andradas, 3323, sala 905 31010-560 Santa Efigênia Belo Horizonte

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Dr. Vitor Fontes

5

Baseado em 32 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. Vitor Fontes?

Opinar

O melhor: "Pontualidade e a qualidade do atendimento"

Poderia melhorar: "A meu ver nada"

Motivo da visita: Suspeita

Fabio P. marcou consulta com Dr. Vitor Fontes em Av. dos Andradas, 3323, sala 905

O melhor: "Excelente profissional, muito atencioso e cuidadoso."

Motivo da visita: Acompanhamento de Rotina

Paciente que marcou consulta com Dr. Vitor Fontes em Av. dos Andradas, 3323, sala 905

Dr. Vitor Fontes respondeu a esta opinião

Obrigado, estamos sempre à disposição. Att Vitor Fontes

O melhor: "Excelente. Recomendo muito."

Motivo da visita: Avaliação médica para concurso

Larissa F. marcou consulta com Dr. Vitor Fontes em Av. dos Andradas, 3323, sala 905

Marcou consulta na Doctoralia

Dr. Vitor Fontes respondeu a esta opinião

Obrigado, estamos sempre à disposição. Att Vitor Fontes

O melhor: "Dedicado, atencioso e inspira muita confiança. Discute o caso com qualidade e profundidade técnica, gentileza e bom humor. Seus bons desempenhos abrangem todas as ações chave de um perfil de competência."

Motivo da visita: Episódio de arritmia

Paciente que marcou consulta com Dr. Vitor Fontes em Av. dos Andradas, 3323, sala 905

Dr. Vitor Fontes respondeu a esta opinião

Obrigado, estamos sempre à disposição. Att Vitor Fontes

Ver as 32 opiniões sobre Dr. Vitor Fontes

Experiência

Formação

  • Graduação em MedicinaUniversidade Federal de Minas Gerais2009
  • Clínica Médica/Medicina InternaHospital das Clínicas da UFU2012
  • CardiologiaHospital das Clínicas da UFMG2014
  • Eletrofisiologia Clínica e InvasivaHospital das Clínicas da UFMG2017
  • Estimulação Cardíaca ArtificialHospital das Clínicas da UFMG2017

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRM-MG 49552

Graduado em medicina pela UFMG, possui residência em Clinica Médica pelo HC-UFU, residência em Cardiologia pelo HC-UFMG, titulo de especialista em Cardiologia (SBC) e especialização em Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca artificial pelo HC-UFMG. Atualmente faz parte das equipes de Cardiologia e Arritmia do Hospital das Clínicas da UFMG, LifeCenter, MaterDei, SOCOR, Vera Cruz e Hospital Luxemburgo. 

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: junho 2018

Artigos escritos por Dr. Vitor Fontes

Avaliação do risco cirúrgico

Muitos pacientes que se submeterão a cirurgias estão sob o risco de um evento cardiovascular (ex: morte, infarto, arritmia, AVC, sangramento) durante o procedimento. O objetivo da realização do risco cirúrgico cardiovascular é justamente identificar os pacientes com maior probabilidade destes eventos e propor estratégias/intervenções que diminuam o risco destas complicações. Atualmente o cardiologista tem papel fundamental na estratificação destes indivíduos e na orientação dos cirurgiões, visando sempre a maior segurança para o paciente.

Ablação por cáteter de arritmias

O estudo eletrofisiológico é o método de avaliação invasiva das propriedades elétricas do coração, do sistema de condução e das arritmias cardíacas através de cateteres. Está indicado quando os métodos não invasivos não foram esclarecedores em pacientes com suspeita de arritmias. Algumas arritmias identificadas no estudo são passíveis de tratamento com a ablação por cateter. Neste procedimento os cateteres são posicionados no foco da arritmia e uma energia, chamada radiofrequência, aquece o tecido e “queima” o local onde é aplicada, eliminando a arritmia.

Veja os 6 artigos escritos por Dr. Vitor Fontes

Respostas de Dr. Vitor Fontes

14 Respostas

3 Especialistas de acordo

12 Pacientes agradecidos

Dr. Vitor Fontes está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

A síndrome de Wolf-Parkinson-Withe (WPW) se refere a presença de uma via acessória (um fio "extra") no sistema de condução cardíaco e se manifesta por alterações típicas no eletrocardiograma, associadas a sintomas como palpitações, taquicardia ou desmaios. Não existe contra-indicação específica ao uso de anticoncepcionais por causa da síndrome de WPW.
O mais importante é que você procure um eletrofisiologista para resolver o WPW e se oriente com um ginecologista de confiança sobre o uso do contraceptivo.

Dr. Vitor Fontes

Dr. Vitor Fontes

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

Belo Horizonte

O uso de anticoagulantes tem indicações específicas e a duração do tratamento depende do motivo pelo qual ele foi prescrito. Pode ser por um período limitado ou para o resto da vida (exemplo, pacientes com Fibrilação atrial com alto risco de eventos embólicos).
O uso do Viagra® (Sildenafila) tem restrições bem definidas, sendo que o uso ou necessidade de marcapasso não contra indica sua utilização.
Para melhores orientações procure o seu cardiologista de confiança.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Vitor Fontes

Dr. Vitor Fontes

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

Belo Horizonte

O estudo eletrofisiológico é um procedimento invasivo, realizado num bloco cirúrgico ou numa sala de hemodinamica, no qual o eletrofisiologista analisa a atividade elétrica do coração através de cateteres. Uma vez identificado um certo tipo de arritmia o especialista pode realizar o tratamento no mesmo exame (seria feita a ablação). Todo procedimento invasivo tem risco. Mas se este for bem indicado, o risco torna-se menor que o benefício trazido pelo exame. Atualmente as taxas de complicações do estudo eletrofisiologico e das ablações são baixas, assim como a mortalidade acusada por estes procedimentos.

Dr. Vitor Fontes

Dr. Vitor Fontes

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

Belo Horizonte

Ver as 14 perguntas respondidas por Dr. Vitor Fontes

Fotos

{0}{1}