Margarete Klein

Margarete Klein

Psicóloga

Competência em: Avaliação Neuropsicológica, Demências, Terapia Cognitivo-Comportamental, Psicologia Clínica

Número de Identificação Profissional: 06/64742

Consultório

1

Opiniões para Margarete Klein

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a avaliar Margarete Klein

Experiência

Formação

  • Especialista em NeuropsicologiaCEPSIC/HC-FMUSP2010
  • Mestrado-TDAH no IdosoUniversidade de São Paulo/USP - Instituto de Psiquiatria2016

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 06/64742

Experiência em

Idiomas

  • Português

Serviços

  • Primeira consulta Psicologia
  • Retorno de consultas Psicologia
  • Consulta domiciliar Psicologia
  • Avaliação Neuropsicológica
  • Avaliação Psicológica
  • Consulta psicológica do adulto
  • Consulta psicológica do idoso
  • Consulta psicológica domiciliar
  • Psicoterapia
  • Psicoterapia Adulto
  • Psicoterapia de Grupo
  • Terapia Cognitivo-Comportamental
  • Testes Projetivos
  • Testes Psicométricos
  • Tratamento do TDAH

Respostas de Margarete Klein

2 Respostas

5 Especialistas de acordo

5 Pacientes agradecidos

Margarete Klein está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Algumas mudanças cognitivas, ou seja, relacionadas à atenção, memória, velocidade de processamento de informações, entre outras, são esperadas no envelhecimento normal. Dificuldades cognitivas também podem ter outras causas (como depressão, alterações metabólicas) não sendo necessariamente um processo demencial e irreversível. Para se diferenciar se as mudanças estão dentro do esperado, ou trata-se de um comprometimento que pode indicar o início de um processo patológico, como a demência de Alzheimer, faz-se necessário uma investigação clínica detalhada, com profissional médico (que tanto pode ser geriatra, neurologista ou psiquiatra, desde que ele tenha experiência com a doença). Deverá ser solicitado exames de neuroimagem e laboratoriais, além de uma avaliação neuropsicológica que contribui muito para o diagnóstico diferencial ao fornecer informações, por exemplo, de como está o padrão de respostas relacionadas à memória.

Margarete Klein

Margarete Klein

Psicóloga

Campinas

Há necessidade de uma investigação mais detalhada. Precisa-se verificar como essa "disfunção" se expressa, sua frequência, em quais situações, quais os prejuízos, desde quando isso ocorre, qual a idade da pessoa, entre tantas outras questões. Pode sugerir uma questão psicológica a ser trabalhada. Porém, déficits atencionais, de percepção e de funções executivas (como as envolvidas com o raciocínio, análise e solução de problemas, tomada de decisões) podem comprometer este julgamento e, em alguns casos, podem ser apenas um dos sintomas relacionados a algum quadro neurológico ou psiquiátrico. Uma avaliação neuropsicológica é importante neste caso.

Margarete Klein

Margarete Klein

Psicóloga

Campinas

{0}{1}