Rita de Cássia Leite Fernandes

Rita de Cássia Leite Fernandes

Geriatra, Neurologista

Competência em: Doenças Degenerativas e Demências

Número de Identificação Profissional: 52-37724-0

Consultório

1
2
3

Opiniões para Rita de Cássia Leite Fernandes

5

Baseado em 7 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Rita de Cássia Leite Fernandes?

Opinar

O melhor: "Médica atenciosíssima, pontual e muito simpática. Uma das raras médicas que não apenas pede exames e manda o paciente voltar com os resultados.
Ninguém vai a um neurologista sem estar ao menos um pouco nervoso, então um atendimento como o dela fez toda a diferença."

Poderia melhorar: "Nada"

Motivo da visita: Enxaqueca

Paciente que marcou consulta com Rita de Cássia Leite Fernandes em Av. Rio Branco, 156 - sala 2929 - Edifício Avenida Central

O melhor: "Atenciosa e carinhosa com a paciente, além de competente como profissional."

Poderia melhorar: "nada"

Motivo da visita: Minha mãe sofre de alzheimer

Paciente que marcou consulta com Rita de Cássia Leite Fernandes em Av. Rio Branco, 156 - sala 2929 - Edifício Avenida Central

O melhor: "Médica muito simpática. Escuta o paciente e atende na hora."

Motivo da visita: Dores de Cabeça

Paciente que marcou consulta com Rita de Cássia Leite Fernandes em Av. Rio Branco, 156 - sala 2929 - Edifício Avenida Central

O melhor: "Médica atenciosa, atendimento humanizado."

Motivo da visita: Depressão

Paciente que marcou consulta com Rita de Cássia Leite Fernandes em Av. Rio Branco, 156 - sala 2929 - Edifício Avenida Central

Ver as 7 opiniões sobre Rita de Cássia Leite Fernandes

Experiência

Formação

  • Título de especialista em NeurologiaUniversidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)1983
  • Pós-graduação Latu Sensu em GeriatriaUniversidade Estácio de Sá (RJ)2006
  • Doutorado em NeurologiaUniversidade Federal do Rio de Janeiro2015

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 52-37724-0

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Italiano

Serviços

  • Primeira consulta Geriatria
  • Retorno de consultas Geriatria
  • Consulta domiciliar Geriatria
  • Primeira consulta Neurologia
  • Retorno de consultas Neurologia
  • Consulta domiciliar Neurologia
  • Avaliação Cognitiva
  • Doppler transcraniano
  • Tratamento clínico para Enxaqueca
  • Tratamento da doença de Alzheimer
  • Tratamento da doença de parkinson
  • Tratamento da epilepsia
  • Tratamento da insônia
  • Tratamento de demências
  • Tratamento do AVC (Acidente Vascular Cerebral)
  • Tratamento dos distúrbios de movimento
  • Tratamento para cefaléia tipo tensional
  • Tratamento para degeneração combinada de medula (mielopatia por deficiência de B12)
  • Tratamento para demência frontotemporal
  • Tratamento para demência vascular
  • Tratamento para distúrbios da memória
  • Tratamento para encefalite
  • Tratamento para meningites
  • Tratamento para miastenia gravis
  • Tratamento para paralisia facial periférica (Paralisia de Bell)
  • Tratamento para polineuropatias periféricas
  • Tratamento para transtorno cognitivo leve

Respostas de Rita de Cássia Leite Fernandes

4 Respostas

0 Especialistas de acordo

2 Pacientes agradecidos

Rita de Cássia Leite Fernandes está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Essa é uma pergunta muito importante. No imaginário popular a doença de Parkinson é grave e leva à morte em pouco tempo. É preciso mudar essa visão porque isso não corresponde mais à realidade. Apesar de não se poder falar em "cura", uma vez que ainda não se descobriu exatamente o que causa a doença, os tratamentos atuais se diversificaram e permitem que a pessoa mantenha as suas atividades normais por longo período de tempo. Hoje em dia é comum acompanharmos pacientes com a doença de Parkinson por duas décadas. Então, não se trata de diagnóstico fatal e nem de doença sem tratamento. Tal como a pressão alta, o diabetes e outras condições crônicas, a doença de Parkinson requer atenção médica, remédios e a adoção de hábitos de vida saudáveis.

Rita de Cássia Leite Fernandes

Rita de Cássia Leite Fernandes

Geriatra, Neurologista

Rio de Janeiro

A doença de Parkinson é uma doença crônica. O seu tratamento neurológico adequado fornece uma boa qualidade de vida por muitos anos. Cada vez mais a expectativa de vida aumenta e, hoje, em 2017, já podemos falar de décadas de sobrevida.

Rita de Cássia Leite Fernandes

Rita de Cássia Leite Fernandes

Geriatra, Neurologista

Rio de Janeiro

Para dar uma resposta mais individualizada seria necessário obter mais dados seus como: qual é a sua idade? vc já teve infarto do miocárdio? vc é sedentário? usa bebida alcoólica? vc tem obesidade abdominal, aumento de lipídeos sanguineos ou intolerância à glicose? fez MAPA? avaliou se é portador de doenças trombofílicas (que engrossam o sangue)? tem histórico familiar de AVC e IAM?
Com certeza o seu neurologista vai lhe indicar o melhor procedimento para evitar novas isquemias. Mas, a regra de ouro para todos nós é: manter peso adequado, praticar exercícios com regularidade, fazer exames clínicos de rotina para avaliar as doenças metabólicas, não fumar, não beber álcool nem usar outro tipo de substância prejudicial ao cérebro...

Rita de Cássia Leite Fernandes

Rita de Cássia Leite Fernandes

Geriatra, Neurologista

Rio de Janeiro

Ver as 4 perguntas respondidas por Rita de Cássia Leite Fernandes

{0}{1}