Respostas de Dra. Luisa Moreira Hopker - Oftalmologista Curitiba

41 Respostas

11 Especialistas de acordo

43 Pacientes agradecidos

Dra. Luisa Moreira Hopker está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

O alinhamento final de uma cirurgia de Estrabismo é visto após 6 semanas da cirurgia. Inicialmente o alinhamento pode ficar diferente do resultado final.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Em geral o resultado final de uma cirurgia é o alinhamento encontrado após 45 dias, porém o desvio pode mudar ainda após esse período dependendo do tipo do estrabismo, do tipo da cirurgia e na dependencia se há boa visão nos dois olhos ou não.

  • Obrigado 6
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Ola o estrabismo divergente é bem comum em pacientes que enxergam mal de um olho, e este acaba desviando para fora. A cirurgia tem o objetivo de melhorar a estética e tem uma chance grande de sucesso. Todo estrabismo tem chance de "voltar" após cirurgia, mas isso não contra-indica o procedimento. É necessario pesar os riscos e beneficios para você poder decidir.

  • Obrigado 5
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

A diplopia deve ser investigada com exames oftalmologicos e algumas vezes com exame de imagem do crânio tambem. Dependendo da causa o tratamento pode ser clinico com óculos com prismas, cirurgico ou com toxina botulinica. O mais importante é realizar o exame oftalmologico completo para determinar o que causou e iniciar o tratamento.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Ola , o aumento de Miopia de 0,25 a 0,50 por ano é considerado dentro do normal para esta idade.
Caso o aumento seja maior que este aí sim considera-se elevado.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

A lesão do IV nervo pode resolver espontaneamente principalmente se ocorrer após trauma craniano. Exercicio com os olhos não mudam o prognostico. É necessario fazer uma avaliação para ver o padrao do Estrabismo e realizar diagnostico adequado.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Existem certos tipos de desvio que podem começar a ocorrer de forma intermitente (às vezes) somente em determinadas condições e nestes casos o sintoma é a diplopia. É necessário avaliar se hei mais algum fator envolvido (necessidade de óculos) e exames neurológicos se o estrabismo for novo.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Se sua Miopia for bem elevada (acima de 10 graus) pode ocorrer o Estrabismo do alto míope. Pode ocorrer também o Estrabismo adquirido no adulto sem causa aparente, porem os exames necessários de serem feitos para descartar doenças neurológicas sano estes que você realizou.
É necessario avaliar o caso e medir o desvio para poder finalizar o diagnostico e sugerir um tratamento.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Ola, o Nistagmo Congenito geralmente apresenta uma posiçao de bloqueio que é onde os movimentos oscilatorios diminuem. Se essa posiçao ocorre com a cabeça virada para um dos lados é possivel mudar a posiçao dos musculos oculares para corrigir a posiçao de bloqueio e deixá-la centralizada. Essa cirurgia é realizada nos 2 olhos.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

A cirurgia de correçao em estrabismo sensorial ( olho que desvia por não enxergar), apresenta uma chance maior de voltar do que no paciente que enxerga bem com os dois olhos. Porem, é possível fazer nova cirurgia para correção do desvio com grandes chances de sucesso.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Depende muito da técnica cirúrgica empregada e numero de músculos operados. Em geral os pacientes retornam às suas atividades de trabalho e escola em 7 dias. Para não haver vermelhidão, em geral são necessários 30 dias.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Estrabismos causados por paralisia de nervo são sempre mais difíceis de resolver. Porem com cirurgia é possível melhorar o alinhamento dos olhos olhando em frente , mesmo que permaneça algum desvio quando se olha para os lados ou para cima. Eliminar completamente a diplopia em todas as posiçoes do olhar é que na maioria das vezes não é possível.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

É possível que ainda haja mudança no alinhamento ocular já que as duas cirurgias são muito recentes. A cirurgia de Estrabismo pode ter que ser repetida em casos em que o desvio não fica corrigido de forma satisfatória,

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Diplopia após bater a cabeça em acidente é relativamente comum devido à paralisia de alguns nervos importantes para a movimentação ocular. Em geral a Ressonância ou tomografia podem ser normais. Pode haver resolução do quadro espontaneamente ou não. Na fase aguda pode ser realizado alguns tratamentos dependendo do tipo do Estrabismo e na fase crônica, pode ser realizado a cirurgia de correção se a diplopia for permanente.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Em casos em que se quer realizar cirurgia refrativa ( para tirar o grau) e de estrabismo, o ideal é realizar a refrativa primeiro, especialmente se houver relação entre o grau e o estrabismo. Existe uma chance de a cirurgia refrativa piorar o estrabismo. Porém não é contra-indicada e o resultado em casos devidamente selecionados e conduzidos por cirurgiões experientes pode ser muito bom!

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

O olho que enxerga mal desde a infancia pode apresentar estrabismo para fora na vida adulta. Este estrabismo se chama exotropia sensorial. É necessária uma avaliaçao e dependendo do tamanho do desvio pode ser realizada uma cirurgia para correçao do desvio.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Existe uma conduta que é a prescrição de lentes convergentes ( a mesma que corrige miopia) para exotropia intermitente. Em geral pode melhorar o desvio enquanto a criança esta usando os óculos, mas não muda a historia natural da doença a longo prazo ( ou seja o desvio continuará o mesmo quando ficar sem óculos no futuro). Crianças pequenas até4-5 anos toleram essa terapia, porem crianças maiores , não. Se o desvio for grande e frequente mesmo com óculos, pode ser necessearia cirurgia no futuro.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Depende de qual o tamanho do desvio residual e o grau dos óculos. Mas casos de desvio residual importantes podem ser reportados com grande chances de sucesso.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Em alguns tipos de estrabismo vertical (olho para cima ou para baixo) pode ser necessário avaliar a posição dos músculos do olho com Ressonância magnética para esclarecer o que esta acontecendo. Dependendo do resultado deste exame pode-se optar por uma nova cirurgia.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Pode ocorrer Nistagmo e estrabismo ao mesmo tempo dependendo da causa. Se o nistagmo ocorre por baixa visual, o mesmo fator de risco (baixa visão) pode também predispor ao estrabismo.

Dra. Luisa Moreira Hopker

Dra. Luisa Moreira Hopker

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Curitiba

Voltar para Dra. Luisa Moreira Hopker

Respostas de Dra. Luisa Moreira Hopker - Oftalmologista Curitiba