Artigos escritos por Dr. Luiz Jorge Moreira Neto - Maringá

Vacinação do adulto

Vacinação não é só coisa de criança. Adultos podem e devem ser vacinados contra as mais diversas infecções: pneumonia, meningites, herpes zoster, influenza (gripe), caxumba, HPV, febre amarela, hepatites A e B e dengue! Entretanto muitas pessoas têm problemas de saúde que impedem que certas vacinas sejam administradas. O infectologista poderá realizar a prescrição correta de qualquer vacina, basta você pedir.

Vacinação infantil

As vacinas foram a medida que mais reduziu a mortalidade infantil no século XX, junto das medidas de saneamento básico. Crianças podem e devem ser vacinados contra as mais diversas infecções: pneumonia, meningites, varicela, influenza (gripe), caxumba-sarampo-rubéola, hepatites A e B, febre amarela, dentre outras! O infectologista poderá realizar a prescrição correta de qualquer vacina, basta você pedir.

Tratamentos para as imunodeficiências primárias e secundárias

Para o tratamento das imunodeficiências (imunidade baixa) precisamos determinar a causa e aí sim estabelecer o tratamento, que pode ser com imunoglobulinas ou medicamentos. Muitas vezes, no entanto, ela é transitória, de modo que o tratamento pode não ser necessário. O infectologista ou o alergoimunologista podem fazer essa avaliação e prescrever a terapia mais adequada.

Profilaxia pré-exposição (PrEP)

Casais sorodiscordantes em relação ao HIV, ou seja, aqueles em que apenas 1 dos cônjuges tem o vírus, podem se beneficiar da PrEP, quando a pessoa que não está infectada toma coquetéis preventivamente. O Brasil estuda maneiras de adotar essa medida e o infectologista é o profissional responsável pelas indicações.

Prevenção de recepção por HIV

Em casos de acidentes com materiais biológicos (agulhas, seringas e outros) ou exposição sexual de risco, pode ser necessário o uso de medicamentos contra o HIV (coquetel) para impedir o contágio pela doença. O infectologista é o profissional capacitado para realizar esta avaliação e prescrever corretamente o coquetel aos expostos.

Educação sexual para adolescentes

Adolescentes muitas vezes são descuidados com seus atos sexuais. O infectologista, por tratar as infecções sexualmente transmissíveis, pode ajudar os pais nesse momento tão importante, dando orientações para que os jovens pratiquem o sexo seguro.

Check up

O checkup pode ser também entendido como medicina preventiva, realizando exames para detectar doenças ainda em sua fase inicial e estabelecer as terapias necessárias. Algumas áreas do checkup podem ser realizadas pelo infectologista, por ser um especialista que lida com todos os órgãos do organismo.

Avaliação pré-operatória

O preparo para uma cirurgia deve ser amplo e compreender todas as áreas do organismo. Pacientes que serão submetidos a cirurgias eletivas podem procurar um infectologista para verificar se há necessidade de erradicação de bactérias da pele que podem causar infecções operatórias, bem como receber vacinas previamente que irão evitar complicações futuras, como herpes zoster e pneumonia. Caso vá ser operado, procure um infectologista e ele realizará os procedimentos necessários para uma boa recuperação.

Acompanhamento de terapia imunobiológica

Ao realizar tratamento para doenças reumatológicas, dermatológicas, gastrointestinais ou oncológicas com medicamentos imunobiológicos podem ocorrer quedas de imunidade que acarretam infecções oportunistas, como pneumonias, micoses ou mesmo a tuberculose. O infectologista realiza este tipo de investigação e acompanhamento evitando complicações destes tratamentos

Síndromes De Imunodeficiência

As imunodeficiências são popularmente conhecidas como "imunidade baixa". Podem ter 3 tipos de causas principais: congênitas, quando presentes ao nascimento, normalmente de causa genética, e são as mais graves; adquiridas, quando ocorrem após alguma doença, como Aids, cânceres e diabetes; e transitórias, que ocorrem por um "desequilíbrio" no organismos, podendo ser por deficiência de nutrientes ou mesmo pelo stress. Muitas vezes não é possível determinar a causa mas o infectologista ou o alergoimunologista podem fazer a pesquisa, através de exames laboratoriais. Se você acha que pode estar com a imunidade baixa, procure um especialista!

Voltar para Dr. Luiz Jorge Moreira Neto

Artigos escritos por Dr. Luiz Jorge Moreira Neto - Maringá