Lucimara Pizzotti

Lucimara Pizzotti

Psicóloga

Competência em: Terapia Cognitivo-Comportamental, Depressão, Transtornos Alimentares, Fobias, Perturbação de Relacionamentos Conjugais ou Sexuais

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Rua Helena 218 (conjunto 105) 04552050 vila Olimpia São Paulo

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Lucimara Pizzotti

5

Baseado em 1 opinião

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Lucimara Pizzotti?

Opinar

O melhor: "Fui recomendada por uma amiga. Super atenciosa e competente, estou muito satisfeita e recomendo."

Poderia melhorar: "Nada a reclamar"

Motivo da visita: Depressão

Paciente que marcou consulta com Lucimara Pizzotti em Rua Helena 218 (conjunto 105)

Lucimara Pizzotti respondeu a esta opinião

Fico satisfeita em poder ajudar!

Experiência

Formação

  • Pós Graduada em Doenças Somaticas e Terapia RegressivaPUC2001
  • Especialização em TCC - Terapia Cognitivo ComportamentalIWP - Instituto WP CURITIBA2018

Sobre mim

Graduada há 26 e  Especializada em TCC- TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL para todos os transtornos. Especializada em Disturios Alimentares, Fobias, Depressão e Ansiedade.  
O importante é trabalhar com o conteudo trazido pelo paciente ( Pensamentos+ Sentimento), levando ele a  modificar padrões de comportamento de forma consistente. Iremos trabalhar com técnicas e estratégias terapeuticas baseadas no modelo desenvolvido por Aaron Beck e seus colaboradores.
Esse modelo busca a reestruturação cognitiva do paciente e de seus problemas, a fim de promover mudanças ao longo do tratamento.
Te convido a conhecer e caminhar comigo nessa jornada!!

Atendimento na Vila Olimpia à Rua Helena e também pelo Skype.

Experiência em

Idiomas

  • Português

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).

Respostas de Lucimara Pizzotti

8 Respostas

8 Especialistas de acordo

5 Pacientes agradecidos

Lucimara Pizzotti está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá!
Há que se dar bastante importância para o Transtorno de Compulsão Alimentar. Ele pode causar prejuízos grandes na vida da pessoa. Causa ansiedade profunda, culpa extrema por não conseguir se controlar e depressão. Portanto sugiro que procure tratamento com uma equipe multidisciplinar, psicólogo- Terapia Cognitiva comportamental iria te ajudar bastante a entender e controlar o problema, psiquiatra- medicamentos seriam coadjuvantes para controle, e nutricionista- para reorganização Alimentar. Boa sorte.

Lucimara Pizzotti

Lucimara Pizzotti

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Creio que se você já esteve em duas entrevistas com o profissional e não esteve confortável com ele, talvez não tenha tinha uma boa sintonia entre voces. Talvez mais de sua parte do que da dele, e isso ocorre sem dúvida. Há que se ter uma boa sintonia entre paciente e profissional para que haja confiança e entrega da parte do paciente, e também total entrada no caso da parte do profissional. Sinta-se sempre a vontade para trocar de profissional até encontrar aquele que se sinta bem.

Lucimara Pizzotti

Lucimara Pizzotti

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Se bem entendi a pergunta, seria se quem se utiliza de antidepressivos tem tendência à terem depressão pós-parto certo?
A depressão tanto na gravidez como pós-parto pode estar relacionada às mais variadas causas. Sendo as mudanças hormonais talvez a sua principal causa. Mas outras questões primitivas podem vir à tona e inconscientemente também interferir. E o que era para ser um momento feliz se transformar num transtorno emocional. Isso causa imensa dor. E durante a gravidez não é aconselhável a ingestão de medicamentos, a não ser com bastante acompanhamento e se for realmente necessário. Uma boa terapia seria bem aconselhável. Abraço.

Lucimara Pizzotti

Lucimara Pizzotti

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

São Paulo

Ver as 8 perguntas respondidas por Lucimara Pizzotti

{0}{1}